Amazon entraria em acordo tributário internacional apesar de margens baixas

Margem de lucro está abaixo do limite proposto de 10%
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Amazon entraria em acordo tributário internacional apesar de margens baixas; invistaja.info;


AHEB5 | Mrg.Liq.: -0.2558 | Cresc.5anos: 0.5345 | Cotacao: 20.01 | Div.Brut/Pat.: 0.0 | Pat.Liq: -25048000.0 | P/Ativo: 0.607

ListenToMarket: Amazon entraria em acordo tributário internacional apesar de margens baixas – Áudio gerado às: 13:50:19

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(MarketMsg) — O plano tributário internacional em elaboração por autoridades globais busca garantir a inclusão da Amazon.com, embora a margem de lucro da empresa americana esteja abaixo do limite proposto de 10%, o que daria a outros países o direito de coletar receitas.

No sábado, ministros das Finanças do G7 manifestaram apoio às regras propostas que realocam uma parte dos lucros acima de uma margem de 10% para ser tributada em outros países.

No entanto, a Amazon estimou uma margem operacional global de 7,1% este ano. Duas pessoas a par das negociações disseram que a Amazon será incluída, mas os detalhes de como elaborar a política ainda estão em discussão.

+Pirataria digital também é crime e as consequências são diversas

Um porta-voz da Amazon disse que a empresa “espera estar no escopo de qualquer acordo final na OCDE”, em referência ao possível pacto esperado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico citado no comunicado do G7.

Os negociadores estão trabalhando no mecanismo, disseram as pessoas. Isso poderia incluir a definição de um limite para operações individuais que visam as divisões de publicidade ou computação em nuvem mais lucrativos da Amazon, em vez de toda a empresa, cujas margens são pressionadas por altos investimentos e baixos lucros no varejo.

hotWords: amazon acordo margens internacional apesar

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Líderes europeus têm insistido em uma maneira de incluir todas as maiores empresas de Internet no plano tributário. Ministros das Finanças do G20 vão buscar um acordo preliminar em julho, seguido por um pacto mais detalhado esperado para o final deste ano.

Mesmo com esses acordos internacionais, ainda haveria incerteza considerável sobre a rapidez com que as mudanças ocorreriam para a Amazon e outras multinacionais. Partes do acordo teriam de ser ratificadas e implementadas com a política tributária nacional em cerca de 140 países que negociam no âmbito da OCDE.

Perguntada em uma coletiva de imprensa no sábado se empresas como Amazon e Facebook seriam incluídas no acordo para compartilhar direitos tributários entre os governos, a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, respondeu que sim, embora não tenha dito como a Amazon se qualificaria, devido às margens de lucro mais baixas.

Na segunda-feira, um porta-voz do Departamento do Tesouro dos EUA não quis explicar como a Amazon faria parte do escopo.

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se já.

palavras-chave: Amazon entraria em acordo tributário internacional apesar de margens baixas; invistaja.info;

FARIA LIMA | negocios | invistaja.info – Amazon entraria em acordo tributário internacional apesar de margens baixas

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Tópicos mais acessados:

Testes para diagnóstico de Covid-19 não atestam proteção vacinal

As melhores empresas da Bolsa: conheça as premiadas no ranking InfoMoney de 2021

Auxílio emergencial deve ser renovado por mais “2 ou 3 meses”, diz Guedes

BC avalia que alta da inflação em economias avançadas pode reverter fluxos para emergentes

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.