PUBLICIDADE

Anvisa dispensa necessidade de registro e autorização para uso emergencial das vacinas do Covax Facility

Iniciativa vai “garantir que vacinas sejam disponibilizadas com qualidade, segurança e eficácia à população brasileira no menor tempo possível”, diz Anvisa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

invistaja.info | Informação para quem vive o mercado

BRASIL | invistaja — A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (9), a resolução que dispensa a necessidade do registro e da autorização de uso emergencial das vacinas adquiridas pelo Ministério da Saúde por meio do Instrumento de Acesso Global de Vacinas Covid-19 (Covax Facility), da Organização Mundial da Saúde (OMS/ONU).

palavras-chave: Anvisa dispensa necessidade de registro e autorização para uso emergencial das vacinas do Covax Facility; invistaja.info;

O ato normativo estabelece também os procedimentos para importação e monitoramento desses imunizantes.

O Ministério da Saúde informou na semana passada que deve receber nos próximos dias, por meio do consórcio Covax Facility, mais uma remessa de vacinas contra Covid-19 feitas pela farmacêutica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. Será o primeiro lote por meio da parceria, já que a primeira remessa da Oxford/AstraZeneca foi importada de um laboratório na Índia.

A aliança global alocou para o Brasil 10.672.800 doses, que serão distribuídas entre fevereiro e junho para ampliar o acesso das vacinas contra Covid-19 aos brasileiros. No acordo celebrado, a entrega será dividida em duas etapas, sendo a primeira com mínimo de 25% das doses.

+O Brasil precisa de uma nova versão do auxílio emergencial em 2021? Veja a opinião de três economistas

Vale lembrar que o registro e o uso emergencial são as duas maneiras que permitem que uma vacina contra Covid-19 seja aplicada em massa no Brasil. A agência vinha sendo bem rígida com os protocolos, tanto que as vacinas atualmente distribuídas no país – a Coronavac, dos laboratórios Butantan e Sinovac, e a Oxford/AstraZeneca – .

No entanto, em meio ao avanço da pandemia e a necessidade de mais doses para a população, a Anvisa está buscando flexibilizar suas regras com o objetivo de agilizar o processo de vacinação. No último dia 4, por exemplo, a agência possam ser utilizados na população brasileira.

Segundo a Anvisa, a iniciativa anunciada nesta terça-feira é focada no Covax Facility e “vai simplificar os processos de modo a garantir que as vacinas sejam disponibilizadas com qualidade, segurança e eficácia à população brasileira no menor tempo possível.”

De acordo com Meiruze Freitas, uma das diretoras da Anvisa, o objetivo é reduzir a duplicação de esforços regulatórios, garantindo a disponibilização de vacinas que tenham passado por avaliação regulatória equivalente à desempenhada pela Anvisa. “A agência possibilita hoje a ampliação do acesso no Brasil a novas doses de vacinas, fortalecendo o processo de imunização”, afirmou Meiruze, também relatora do processo.

A dispensa de registro e de autorização de uso emergencial foi possível porque, além da equivalência no que se refere à avaliação regulatória, o consórcio internacional conta com a participação de especialistas da Anvisa entre os responsáveis pelas análises dos estudos e da coleta dos dados necessários para a aprovação das vacinas.

Segundo a resolução da diretoria colegiada, vai ficar sob responsabilidade do Ministério da Saúde a realização dos procedimentos para o protocolo de importação, para a logística das doses e para o monitoramento após distribuição e após uso das vacinas importadas.

A Anvisa, por sua vez, vai monitorar os eventos adversos associados às vacinas do Covax Facility e vai adotar ações de controle, monitoramento e fiscalização sanitária pertinentes, além de realizar os trâmites operacionais para o desembaraço aduaneiro em até 48 horas.

*Com informações da agência de notícias Reuters.

 

BRASIL | economia | invistaja.info – Anvisa dispensa necessidade de registro e autorização para uso emergencial das vacinas do Covax Facility

palavras-chave: Anvisa dispensa necessidade de registro e autorização para uso emergencial das vacinas do Covax Facility; invistaja.info;

Veja também:

Ford faz acordo com Procon-SP e promete manter assistência no Brasil

Clubhouse veio para ficar? Rede salta 4.900% nas buscas no Google, mas usuários do Android ficam de fora

Pagamento com cartão deve atingir 50% do consumo das famílias no Brasil em 2021

Qualcomm quer ir além de mercado de smartphones com novo chip 5G

PUBLICIDADE

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

PUBLICIDADE