Publicidade

Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês

Em relação a março deste ano, houve aumento de 13,34% no recolhimento de impostos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Negociando na bolsa de valores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês; invistaja.info;


BMIN3 | Cotacao: 21.58 | P/ACL: 0.0 | ROIC: 0.0 | P/Ativo: 0.0 | Pat.Liq: 125015000.0 | Liq.Corr.: 0.0

ListenToMarket: Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês – Áudio gerado às: 12:20:57

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 156,822 bilhões em abril, recorde para o mês. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 45,22% na comparação com o mesmo mês de 2020, que foi bastante afetado pela pandemia de Covid-19 e pelo diferimento na cobrança de alguns tributos.

Em relação a março deste ano, houve aumento de 13,34% no recolhimento de impostos. O valor arrecadado no mês passado foi o maior para meses de abril da série histórica, iniciada em 1995.

O resultado das receitas veio dentro do intervalo de expectativas das instituições ouvidas pelo Broadcast Projeções, que ia de R$ 125,000 bilhões a R$ 162,446 bilhões, com mediana de R$ 140,000 bilhões.

+Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 34 mil na semana, a 444 mil

Fatores

De acordo com a Receita Federal, o desempenho da arrecadação de abril decorre do comportamento das principais variáveis macroeconômicas no mês e do aumento de 42,60% no recolhimento de Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) – que levou a uma arrecadação extraordinária de R$ 1,5 bilhão.

Por outro lado, houve um crescimento de 62,5% nas compensações de tributos no mês passado.

Acumulado

hotWords: bilhões, soma recorde para 156,822

Anuncie no invistaja.info

No acumulado do ano até abril, a arrecadação federal somou R$ 603,722 bilhões, também recorde para o primeiro quadrimestre. O montante ainda representa um avanço real de 13,62% na comparação com os primeiros quatro meses do ano passado.

Desonerações

As desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 30,863 bilhões nos primeiros quatro meses deste ano, valor maior do que em igual período do ano passado, quando ficou em R$ 28,767 bilhões.

Apenas no mês de abril, as desonerações totalizaram R$ 8,901 bilhões, também acima do registrado em abril do ano passado (R$ 8,485 bilhões).

A PEC Emergencial aprovada pelo Congresso Nacional em março incluiu um plano de redução gradual dos incentivos e benefícios de natureza tributária (subsídios, isenções e desonerações) para 2% do PIB em oito anos (o patamar atual é de aproximadamente 4,2% do PIB).

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

palavras-chave: Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês; invistaja.info;

RIO DE JANEIRO | economia | invistaja.info – Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês

REFLEXÃO: Eddy Elfenbein, dono do site Crossing Wall Street: Seja paciente e ignore modismos. Foque no valor e não entre em pânico.

Leia também:

China faz alerta para mercados de commodities com governo do país de olho na inflação

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 34 mil na semana, a 444 mil

Covaxin: Saúde busca 2° pedido de autorização à Anvisa para importar 20 milhões de doses da vacina indiana

Bitcoin sobe forte após tombo da véspera e encosta nos US$ 42 mil; queda ainda é de 17% em 7 dias

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade