Autorização do WhatsApp Pay para transferência de recursos é notícia positiva para Cielo, apontam analistas

Ainda que a passos lentos, notícia coloca a Cielo como a adquirente potencialmente beneficiada com a adoção do WhatsApp Pay no país
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Autorização do WhatsApp Pay para transferência de recursos é notícia positiva para Cielo, apontam analistas; invistaja.info;


NTCO3 | ROIC: 0.0444 | P/ACL: -4.53 | Cresc.5anos: 1.556 | Div.Brut/Pat.: 0.51 | EV/EBIT: 35.68 | Mrg.Ebit: 0.0551

FLORIANÓPOLIS | invistaja.info — O Banco Central autorizou nesta terça-feira arranjos das bandeiras de cartões Visa e Mastercard a usarem o para transferências de recursos, cerca de nove meses após ter limitado a parceria a um período de testes antes de ser lançada em larga escala. A notícia tem potencial de ser positiva para os ativos da Cielo (CIEL3).

Anunciada em junho do ano passado, a parceria que também envolvia a Cielo foi logo barrada tanto pelo BC quanto pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que alegaram tanto riscos ao Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) quanto à concorrência, dada a posição dominante de mercado da Cielo e do Facebook.

Posteriormente, BC e Cade pediram esclarecimentos sobre a estrutura de remuneração dos serviços e a autoridade monetária autorizou a retomada da parceria em fase de testes, enquanto avançava com o sistema instantâneo de transferência de valores, PIX, lançado em novembro. Ao anunciar a autorização na noite de ontem, o BC disse acreditar que os arranjos “poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”.

Em nota após o anúncio do BC, um porta-voz do WhatsApp afirmou ter recebido a decisão do BC “com muita satisfação” e que está em preparativos finais para disponibilizar a funcionalidade no Brasil. “Agora, mais do que nunca, pagamentos digitais seguros e convenientes oferecem uma solução vital para transferir dinheiro rapidamente para pessoas que necessitam e auxiliar empresas em sua recuperação econômica”, diz trecho da nota do WhatsApp.

Já a Visa afirmou que recebeu “com satisfação a decisão do Banco Central e espera continuar seu trabalho com emissores e o WhatsApp para habilitar os pagamentos pelo aplicativo, tornando-o disponível para todos no Brasil”. E a Mastercard afirmou que continuará “a trabalhar com o WhatsApp e outros parceiros para oferecer opções de pagamento inovadoras e seguras aos consumidores e empresas brasileiras”.

hotWords: recursos whatsapp para notícia analistas positiva

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Conforme destaca o Credit Suisse, o Banco Central do Brasil aprovou os serviços de WhatsApp Pay inicialmente apenas para transações P2P (person to person, interpessoal). Os pagamentos P2B (person to business, para compras em lojas) continuam em análise. As transações serão possíveis entre usuários do WhatsApp que registrarem um cartão de débito ou cartão pré-pago Visa ou MasterCard no aplicativo. Inicialmente, apenas cartões emitidos por alguns emissores selecionados, como Banco do Brasil, Nubank e Sicredi, são aceitos, mas parceiros adicionais podem eventualmente se associar. As transações P2P devem ser gratuitas, pelo menos por enquanto. Por fim, o WhatsApp Pay vai usar os trilhos das tecnologias Visa Direct e MasterCard Send, enquanto uma integração com o PIX é esperada para um futuro próximo.

O Bradesco BBI ressalta essas transações serão gratuitas e capturadas pela Cielo, a adquirente que trabalhou com o Facebook e as bandeiras de cartão para viabilizar o sistema. Dados os custos existentes por trás das transações P2P semelhantes às transações de débito, espera-se que o Facebook subsidie as transferências.

A ideia também é que, em breve, as transações P2M sejam autorizadas, estas cobradas. Para a Cielo, a contribuição positiva deve vir mais materialmente das transações P2M. Isso, no entanto, vai depender do ritmo de adoção e, obviamente, da aprovação do BC, avaliam os analistas. “Já é uma boa notícia, pois coloca a Cielo como a adquirente potencialmente beneficiada com a adoção do WhatsApp Pay no país. Teria sido melhor lançá-lo antes do Pix, mas tê-lo finalmente aprovado já é algo positivo para todos os envolvidos”, avaliam os analistas.

(com Reuters)

Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.

palavras-chave: Autorização do WhatsApp Pay para transferência de recursos é notícia positiva para Cielo, apontam analistas; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – Autorização do WhatsApp Pay para transferência de recursos é notícia positiva para Cielo, apontam analistas

REFLEXÃO: Tim Hanson, da Motley Fool: Compre ações impressionantes por preços que não refletem sua grandiosidade.

Leia também:

Por que investir em Google (GOGL34), por Vinicius Ferreira, gestor do Opportunity

Ibovespa Futuro opera entre perdas e ganhos com atenções a plano de Biden e reforma ministerial; dólar cai a R$ 5,75

EUA criam 517 mil vagas no setor privado em março, menos do que o esperado, mostra ADP

Taxa de desemprego no Brasil fica em 14,2% em janeiro, diz IBGE; desempregados totalizam 14,3 milhões

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade