Publicidade

Bolsas recuam com temores de recessão de volta ao radar; crise política no Reino Unido e mais assuntos do mercado hoje

Com agenda doméstica de indicadores esvaziada, investidores estarão atentos as pesquisas eleitorais

Negociando na bolsa de valores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Bolsas recuam com temores de recessão de volta ao radar; crise política no Reino Unido e mais assuntos do mercado hoje; invistaja.info;


UNIP6 | ROE: 0.7583 | DY: 0.1518 | P/VP: 3.44 | P/Cap.Giro: 5.32 | Mrg.Ebit: 0.3775 | Cresc.5anos: 0.2319

ListenToMarket: Bolsas recuam com temores de recessão de volta ao radar; crise política no Reino Unido e mais assuntos do mercado hoje – Áudio gerado às: 7:22:31

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

A maioria dos mercados mundiais começa a quinta-feira (20) no vermelho, após o mercado à vista dos EUA interromper na véspera uma sequência de duas altas. Os mercados são pressionados por recordes de inflação na zona do euro e Reino Unido, tendo em vista também a perspectiva de um Federal Reserve (Fed) agressivo.

Investidores monitoraram os rendimentos crescentes do Tesouro americano em busca de sinais de recessão, mesmo com uma temporada de resultados corporativos mais forte do que o esperado em andamento. Na véspera, o rendimento do Tesouro de 10 anos atingiu 4,174%, nível mais alto desde julho de 2008.

Em indicadores nos EUA, saem os números de pedidos de auxílio-desemprego semanal, vendas de moradias usadas de setembro e índice de atividade industrial de outubro do Fed de Filadélfia.

+Bitcoin pode atrasar retomada com dólar forte até 2023, alertam analistas

Já no Reino Unido, a crise política no governo da premiê Liz Truss se agrava com a demissão da ministra do Interior.

Por aqui, a agenda de indicadores econômicos está esvaziada e as atenções dos investidores se voltam para novas pesquisas eleitorais.

No front corporativo, a companhia de atacarejo Assaí (ASAI3) divulgará seus resultados do terceiro trimestre de 2022, após o fechamento dos mercados.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa na manhã desta quinta, enquanto com os rendimentos da dívida americana avançam em meio a temores de que a inflação crescente e a política monetária mais agressiva do Fed possam desacelerar ainda mais a economia global.

Durante o pregão regular de quarta-feira, os principais índices de NY quebraram uma sequência de altas de dois dias, mas ainda caminham para um ganho semanal.

As ações da Tesla recuaram 4,5% no after market depois que a fabricante de veículos elétricos divulgou receita no terceiro trimestre que ficou abaixo das expectativas, embora os lucros tenham superado projeções.

No front corporativo, Alaska Air Group, Freeport-McMoRan, Tractor Supply, American Airlines, Union Pacific, CSX, AT&T divulgam resultados hoje.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Dow Jones Futuro (EUA), -0,12%S&P 500 Futuro (EUA), -0,47%Nasdaq Futuro (EUA), -0,81%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam no campo negativo, com incertezas sobre o crescimento econômico global pesando sobre os principais índices.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, saiu das mínimas de queda de 3%, quando atingiu seu nível mais baixo desde maio de 2009, e fechou em queda de 1,33%.

No câmbio, o iene, do Japão, caiu para mais de 150 por dólar americano no final da tarde na Ásia, uma baixa de 32 anos em relação à divisa americana. A moeda encerrou a sessão cotada a 149,85 por dólar.

O Banco do Japão anunciou operações emergenciais de compra de títulos, oferecendo a compra de 100 bilhões de ienes (US$ 666,98 milhões) em títulos do governo japonês com vencimentos de 10 a 20 anos e outra tranche no valor de 100 bilhões de ienes com vencimentos de 5 a 10 anos.

O yuan offshore se fortaleceu depois que a Bloomberg informou que as autoridades estão debatendo a redução das quarentenas do Covid de 10 dias para 7 dias.

Shanghai SE (China), -0,31%Nikkei (Japão), -0,92%Hang Seng Index (Hong Kong), -1,40%Kospi (Coreia do Sul), -0,86%

Europa

Os mercados europeus operam em baixa na sessão de hoje, com investidores avaliando novos dados econômicos da Alemanha, um aumento acentuado nos rendimentos dos títulos e caos político no Reino Unido.

As bolsas regionais fecharam ligeiramente em baixa na sessão anterior, com agentes do mercado digerindo novos dados de inflação do Reino Unido e avaliando as expectativas de aumento das taxas e os temores de recessão.

Além disso, a incerteza política continua no Reino Unido. A primeira-ministra Liz Truss disse que ela é “uma lutadora, não uma desistente” ao se dirigir a colegas legisladores na Câmara dos Comuns ontem, mas está enfrentando uma pressão crescente para renunciar . Seu governo sofreu outro golpe com a renúncia da secretária do Interior, Suella Braverman.

O índice de preços ao produtor alemão subiu 45,8% em setembro na base anual, acima das expectativas de economistas consultados pela Reuters de 44,7%. O resultado aumenta as preocupações de que os números mais amplos da inflação continuem subindo nos próximos meses.

FTSE 100 (Reino Unido), -0,04%DAX (Alemanha), -0,48%CAC 40 (França), -0,05%FTSE MIB (Itália), -0,01%

Commodities

Tanto o contrato do petróleo tipo WTI quanto Brent sobem nesta quinta-feira (20), com a cautela sobre o aperto da oferta contrabalançando o impacto negativo da demanda incerta e notícias de que os Estados Unidos liberarão mais petróleo de suas reservas.

Já os preços do minério de ferro na bolsa de Dalian voltam a cair forte após ensaiar uma leve recuperação na véspera, com riscos de uma recessão global e desaceleração da China devido à sua política de Covid zero pesando sobre a commodity.

Petróleo WTI, +1,59%, a US$ 86,91 o barrilPetróleo Brent, +0,83%, a US$ 93,18 o barrilMinério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 3,05%, a 667 iuanes, o equivalente a US$ 92,23

Bitcoin

Bitcoin, -0,39% a US$ 19.126,34 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

A agenda desta quinta-feira (20) tem como destaque pedidos de auxílio-desemprego, números de moradias usadas e índice de atividade industrial de outubro nos Estados Unidos. Além destes indicadores, mais membros do Fed voltam a discursar nesta tarde.

Mais cedo, foi divulgado que o índice de preços ao produtor da Alemanha subiu 45,8% na base anual em setembro, acima das expectativas de economistas consultados pela Reuters de 44,7%.

À noite, sai o índice GfK de confiança do consumidor do Reino Unido, referente a outubro.

Brasil

10h30: Leilão de títulos do Tesouro Nacional

hotWords: assuntos reino política hoje bolsas unido recessão radar;

Anuncie no invistaja.info

10h35: Pesquisas eleitorais Modalmais/Futura

15h: Roberto Campos Neto, presidente do BC, participa da reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), por meio eletrônico, em São Paulo. (fechado à imprensa)

EUA

9h30: Auxílio-desemprego semanal, consenso Refinitiv aponta projeta 230 mil solicitações

9h30: Atividade industrial do Fed de Filadélfia

11h30: Vendas de moradias usadas de setembro

13h: Discurso do diretor do Fed, Patrick Harker

14h45: Discurso da diretora do Fed, Lisa Cook

15h05: Discurso da diretora do Fed, Michelle Bowman

Reino Unido

20h: Índice de confiança do consumidor de outubro

3. Noticiário econômico

PEC para atualizar teto de gastos

O governo federal prepara uma proposta de emenda constitucional (PEC) para atualizar as regras do teto de gastos, segundo fontes do Executivo ouvidas pelo jornal Valor.

A proposta deve ser protocolada no Congresso Nacional logo após o segundo turno, que ocorrerá no dia 30 de outubro, em caso de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). A ideia é promulgá-la até o fim do ano.

Cepal eleva para 2,6% previsão de crescimento para o Brasil este ano

A economia brasileira deverá crescer mais que o inicialmente previsto este ano, mas desacelerará a partir do próximo ano, divulgou ontem a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal). Neste ano, o Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no pais) crescerá 2,6%, contra estimativa anterior de 1,6%. Em 2023, o Brasil deverá crescer 1%, no mesmo ritmo da Argentina.

4. Noticiário político

Lula tem 49% dos votos totais no segundo turno, e Bolsonaro, 45%, aponta Datafolha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) estão em condição de empate técnico na disputa pelo Palácio do Planalto, segundo pesquisa Datafolha divulgada ontem.

O levantamento, realizado entre os dias 17 e 19 de outubro, mostra que Lula tem 49% das intenções de voto totais. Já Bolsonaro aparece com 45%. A distância, de 4 pontos percentuais, está no limite da margem de erro estimada para cada candidato pelo instituto, de 2 p.p. para cima ou para baixo.

Caixa acelera lançamentos de programas após primeiro turno das eleições

Controlada pelo governo federal, a Caixa acelerou o ritmo de lançamentos de programas e iniciativas com valores bilionários depois do primeiro turno da eleição para o Palácio do Planalto, que selou a disputa entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Já na largada do segundo turno, no dia 4 de outubro, o banco deu início a uma série de eventos e entrevistas coletivas para explicar ou anunciar medidas, com foco principalmente nas classes mais baixas e nas mulheres, públicos que Bolsonaro tem desvantagem ante o petista. Desde o dia 4 de outubro, há duas semanas, foram cinco eventos.

Só no consignado do Auxílio Brasil, lançado dia 11, já foram liberados R$ 1,8 bilhão, para cerca de 700 mil pessoas. O último anúncio, na segunda-feira, 17, foi de um programa para apoiar a formalização de empreendedoras mulheres que prevê conceder R$ 1 bilhão em crédito até dia 19 de novembro.

O banco lançou também sua campanha anual de renegociação de dívidas neste período, com desconto de até 90%.

Covid

O Brasil registrou nesta quarta-feira (19) 102 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 687.478 desde o início da pandemia.

Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 57. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -45%, indicando tendência de estabilidade pelo quarto dia.

No total, o país registrou 8.610 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 34.813.678 casos conhecidos desde o início da pandemia.

5. Radar Corporativo

Copel (CPLE6)

O Conselho de Administração da Copel em sua 231ª Reunião Ordinária, realizada nesta quarta-feira (19), deliberou submeter para aprovação em Assembleia Geral Extraordinária – AGE, a ser realizada em novembro de 2022, a distribuição de proventos, sob a forma de Juros sobre o Capital Próprio (JCP) no montante bruto de R$ 970 milhões, com pagamento a ser realizado em 2 parcelas conforme abaixo:

a) JCP no valor de R$ 600 milhões com pagamento a ser realizado em 30.11.2022;

b) JCP no valor de R$ 370 milhões com pagamento a ser realizado até o final de junho de 2023, em data a ser fixada pela assembleia geral ordinária realizada em 2023.

Assaí (ASAI3)

O Assaí informou ontem não ter conhecimento de nenhum fato que justifique as oscilações das ações nos últimos dias.

A companhia de atacarejo, no entanto, apontou que o aumento das especulações do mercado relacionadas a possíveis desinvestimentos de ativos pelo seu controlador pode ter contribuído para as oscilações.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

PORTO ALEGRE | mercados | invistaja.info – Bolsas recuam com temores de recessão de volta ao radar; crise política no Reino Unido e mais assuntos do mercado hoje

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Notícias relacionadas:

Assaí (ASAI3) diz desconhecer desinvestimentos de seu controlador, após rumores derrubarem ação

Copel (CPLE6) propõe distribuir R$ 970 milhões em JCP aos acionistas

Expectativas inflacionárias dos EUA parecem estar no lugar, diz dirigente do Fed

Tesla (TSLA34) vê lucro mais que dobrar no 3º tri, mas receita decepciona; ações caem no after market

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

plugins premium WordPress