Bolsonaro sanciona projeto que muda LDO e viabiliza Orçamento de 2021

Bolsonaro vetou um dispositivo, que permitia assinar contratos e realizar transferências e doações para municípios em situação de inadimplência com União
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Bolsonaro sanciona projeto que muda LDO e viabiliza Orçamento de 2021; invistaja.info;


INEP4 | EV/EBITDA: -3.54 | Liq.Corr.: 0.1 | PSR: 36.08 | Pat.Liq: -2170940000.0 | P/Ativo: 0.19 | P/L: -0.62

SÃO PAULO, 21 Abr (invistaja.info) – O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), já aprovada pelo Congresso Nacional, segundo edição extra do Diário Oficial da União desta quarta-feira.

Aprovado pelo Congresso Nacional na segunda-feira, o projeto abre caminho para a sanção do Orçamento de 2021, que vinha enfrentando impasse, e precisa ocorrer até a quinta-feira.

Ao sancionar o Projeto de Lei do Congresso Nacional 2 (PLN 2), Bolsonaro vetou apenas um dispositivo, que permitia a assinar contratos e realizar transferências e doações para municípios em situação de inadimplência com a União.

+Putin alerta sobre resposta severa se Ocidente ultrapassar limites da Rússia

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria-Geral da Presidência da República, o trecho foi vetado a pedido do Ministério da Economia, por entender que “a medida enfraqueceria o controle das contas públicas e a fiscalização do correto emprego dos valores transferidos pela União”.

O PLN traz ajustes à LDO de 2021, flexibilizando regras para despesas com enfrentamento à pandemia da Covid-19 e permitindo que o governo corte por decreto (e não por lei, como normalmente ocorre), despesas discricionárias, caso de investimentos e aquelas voltadas para a manutenção da máquina pública, para garantir o atendimento à totalidade das despesas obrigatórias.

hotWords: viabiliza orçamento projeto sanciona

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Essa autorização dará maior agilidade ao governo para remanejar recursos do Orçamento de forma a contornar o risco de impossibilidade de atender despesas como o pagamento de salários e aposentadorias.

O texto também desobriga a compensação, por meio de aumento de receita ou redução de despesa, de medida legislativa que acarrete aumento de despesa que não seja obrigatória de caráter continuado, ou seja, que não tenha execução obrigatória por período superior a dois exercícios.

O projeto determina ainda que créditos extraordinários aprovados para cobrir despesas com os programas BEM, de proteção ao emprego, e Pronampe, de apoio a micro e pequenas empresas, assim como ações de saúde para o enfrentamento à pandemia, não sejam contabilizados na meta de resultado primário deste ano.

Com isso, ainda segundo a assessoria de comunicação da Secretaria-Geral, “gastos excepcionais com serviços de saúde e linhas de crédito do Pronampe e do BEM não serão computados na meta fiscal”.

palavras-chave: Bolsonaro sanciona projeto que muda LDO e viabiliza Orçamento de 2021; invistaja.info;

MARINGÁ | economia | invistaja.info – Bolsonaro sanciona projeto que muda LDO e viabiliza Orçamento de 2021

REFLEXÃO: Robert Brokamp, da Motley Fool: Diversificação reduz os riscos, aumenta a previsibilidade e impulsiona os retornos.

Leia também:

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira – 22/4

Índices futuros americanos têm leve queda, enquanto bolsas asiáticas e europeias sobem com resultados de empresas no radar

Índice de ADRs brasileiros fecha em alta de 0,44% na NYSE com maior ânimo nos EUA; confira o desempenho dos principais papéis

Lojas Americanas: o que a varejista ganha com a compra de Imaginarium e Puket

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.