Publicidade

Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia, diz chanceler

Não ficou imediatamente claro como o Brasil iria adquirir o diesel russo sem contrariar as sanções ocidentais, impostas por conta da invasão da Ucrânia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia, diz chanceler; invistaja.info;


ITUB4 | P/Cap.Giro: 0.0 | DY: 0.026 | P/Ativo: 0.0 | ROIC: 0.0 | EV/EBIT: 0.0 | P/VP: 1.53

ListenToMarket: Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia, diz chanceler – Áudio gerado às: 17:40:25

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

NAÇÕES UNIDAS (invistaja.info) – O Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia e os acordos estão sendo fechados, disse o chanceler brasileiro, Carlos Franca, nesta terça-feira, sem dar mais detalhes sobre as transações.

“Precisamos garantir que haverá diesel suficiente para o agronegócio brasileiro, e, é claro, para os motoristas brasileiros”, disse França a jornalistas durante uma visita à sede da ONU em Nova York. “Então é por isso que estamos buscando fornecedores seguros e muito confiáveis de diesel – a Rússia é um deles.”

O Brasil quer comprar “o máximo que for possível” da Rússia, disse o ministro.

+Euro e dólar atingem paridade pela primeira vez em 20 anos: força da moeda americana continuará?

Não ficou imediatamente claro como o Brasil iria adquirir o diesel russo sem contrariar as sanções ocidentais, impostas a Moscou por conta de sua invasão da Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro.

Quando perguntado se haveria alguma repercussão do Ocidente por conta do plano de comprar diesel da Rússia, França disse: “Eu acredito que não”.

hotWords: possível quer brasil diesel comprar

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

“A Rússia é um parceiro estratégico do Brasil. Somos parceiros no Brics”, disse, em referência ao grupo que inclui Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, um bloco visto como uma alternativa poderosa de mercados emergentes ao Ocidente.

“Dependemos muito das exportações de fertilizantes da Rússia e de Belarus também. E é claro, a Rússia é um grande fornecedor de petróleo e gás. Você pode perguntar isso para a Alemanha. Pode perguntar isso para a Europa. Então o Brasil, nós estamos com pouco estoque disso”, afirmou o chanceler.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse na segunda-feira que estava perto de fechar um acordo com Moscou para adquirir diesel muito mais barato, no que parece ser o último benefício mais tangível de sua relação amistosa com o presidente russo, Vladimir Putin.

Os altos preços de combustíveis têm atingido o esforço de reeleição de Bolsonaro em outubro, deixando-o atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas pesquisas de intenção de voto.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

palavras-chave: Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia, diz chanceler; invistaja.info;

BRASIL | economia | invistaja.info – Brasil quer comprar o máximo possível de diesel da Rússia, diz chanceler

REFLEXÃO: Harold Pollack, da Universidade de Chicago: Guarde entre 15 e 20% e invista em fundos de índices com taxa baixa.

Leia também:

Ações de Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3) saltam até 11% na sessão e acumulam fortes ganhos no mês

Goldman Sachs: dado de serviços é surpresa positiva em maio, mas tendência é de arrefecimento

Indústria cripto cresceu porque criou uma “ilusão de respeitabilidade”, diz Paul Krugman

Ações de Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e Americanas (AMER3) disparam na sessão e acumulam fortes ganhos no mês

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade