PUBLICIDADE

Butantan produzirá CoronaVac sem depender dos insumos da China em dezembro deste ano, diz Doria

Instituto Butantan começa nesta terça-feira a entregar 3,4 milhões de doses ao Ministério da Saúde
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Butantan produzirá CoronaVac sem depender dos insumos da China em dezembro deste ano, diz Doria; invistaja.info;


BRASIL | invistaja.info — Na manhã desta terça-feira (23), o Instituto Butantan começou a entregar uma nova remessa de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Essa é a vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Durante coletiva de imprensa na sede do instituto, o governador do estado, João Doria (PSDB), afirmou que o Butantan será capaz de começar a produzir nacionalmente a CoronaVac, sem depender dos insumos chineses, em dezembro deste ano.

O acordo entre Butantan e Sinovac, farmacêutica chinesa que desenvolveu a CoronaVac junto ao instituto paulista, contempla, além da entrega de doses ao Brasil, a transferência da tecnologia para produção nacional de todos os insumos necessários para a confecção do imunizante.

Uma nova fábrica do Butantan está em construção no complexo do instituto e permitirá a produção nacional do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), considerado o mais importante insumo da vacina. Hoje, o IFA é importado do China.

+Fauci diz que divisões políticas nos EUA contribuíram com número de 500 mil mortos na pandemia

“Nós temos dezenas de funcionários trabalhando em jornadas de dez horas por dia para colocar a fábrica em conclusão até o mês de outubro. Em outubro, novembro, e dezembro, as instalações dos equipamentos serão feitas. Ainda em dezembro deste ano, teremos a primeira dose da vacina do Butantan 100% produzida no Brasil. A partir de janeiro [de 2022] teremos a produção industrial da vacina”, disse o governador.

Entrega de 3,4 milhões de doses ao Ministério da Saúde

O Butantan prevê entregar mais 3,4 milhões de doses prometidas ao Ministério da Saúde em até oito dias a partir desta terça-feira (23), mantendo uma entrega diária de 426 mil doses. Mas o Butantan conseguiu enviar uma remessa de 1,2 milhão de doses já hoje. A capacidade de produção do instituto foi ampliada para acelerar a entrega.

“Não vamos parar, vamos continuar entregando”, afirmou Dimas Covas, diretor do instituto, durante coletiva de imprensa na sede do Butantan. Também nesta terça-feira, o instituto completa 120 anos de existência. O Butantan foi reconhecido como instituição autônoma em fevereiro de 1901, sob a denominação de “Instituto Serumtherápico”.

Com a entrega desta terça-feira, 11 milhões de doses da CoronaVac foram entregues ao Ministério da Saúde. Recentemente, o Ministério da Saúde assinou um contrato para aquisição de 54 milhões de doses da CoronaVac para a imunização dos brasileiros. Além desse número, a pasta já tinha adquirido outras 46 milhões junto ao Butantan, o que totalizará 100 milhões da CoronaVac.

Butantan irá fornecer 20 milhões de doses a SP

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Ainda durante a coletiva, Covas falou que o instituto, após cumprir os dois acordos com o Ministério da Saúde, terá plenas condições de fornecer as 20 milhões de doses solicitadas pelo governo paulista para vacinar toda a população de São Paulo, conforme prometido pela gestão Doria no último dia 8 de fevereiro, e as 30 milhões de doses pedidas na semana passada pelo Ministério da Saúde.

“Doses adicionais poderão ser produzidas a partir de agosto. Terminando a entrega das 100 milhões [de doses] nós poderemos produzir as 20 milhões de São Paulo e as 30 milhões do Ministério e, eventualmente, ampliar essa solicitação”, explicou o diretor do Butantan.

Como havia explicado Doria anteriormente, a produção dessas doses adicionais não afetarão o cronograma de entrega ao Ministério da Saúde e serão exclusivas para concluir a campanha de imunização no estado até o final de 2020. Ainda segundo o governador, essas doses foram pagas com recursos próprios do governo do estado de São Paulo.

 

O (invistaja.info) vai premiar, nos dias 23 e 24 de fevereiro, os gestores de fundos de ações, multimercados, renda fixa e de fundos imobiliários que conseguiram entregar aos investidores retornos com consistência nos últimos três anos.

Para participar do evento, conferir os vencedores, ser avisado sobre a agenda e receber posteriormente um compilado com as melhores recomendações de investimento debatidas nos painéis, deixe seu e-mail abaixo:

palavras-chave: Butantan produzirá CoronaVac sem depender dos insumos da China em dezembro deste ano, diz Doria; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – Butantan produzirá CoronaVac sem depender dos insumos da China em dezembro deste ano, diz Doria

Tópicos mais acessados:

Após rali, Bitcoin cai 15% em dois dias e perde o nível dos US$ 50 mil; alta em 2021 ainda é de 70%

Cogna chega finalmente a acordo sobre troca de ativos com Eleva e reforça participação em sistemas de ensino

CSN: após disparada da ação em 2020 e resultados recordes no último ano, analistas seguem com visão positiva para companhia

Não perca tempo olhando Petrobras (PETR4) agora, diz analista técnico

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

PUBLICIDADE

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE