Campos Neto reconhece movimento da inflação mais persistente e intenso

Por isso, esse reforçou a necessidade de uma alta mais forte e rápida da taxa Selic, elevada neste mês em 0,75 ponto porcentual, para 2,75% ao ano
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para o trader investidor

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Campos Neto reconhece movimento da inflação mais persistente e intenso; invistaja.info;


TAEE3 | Mrg.Liq.: 0.6354 | PSR: 3.715 | Mrg.Ebit: 0.668 | Liq.Corr.: 2.8 | ROIC: 0.1813 | Div.Brut/Pat.: 1.04

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reconheceu novamente que o movimento recente da inflação no Brasil foi mais persistente e intenso do que o que autoridade monetária esperava e alertou mais uma vez para o risco de contaminação da inflação de 2022. Por isso, esse reforçou a necessidade de uma alta mais forte e rápida da taxa Selic, elevada neste mês em 0,75 ponto porcentual, para 2,75% ao ano.

“A Selic em 2,00% foi pensada para um cenário que não se concretizou, com uma queda maior do PIB em 2020 e uma inflação mais baixa. Essa Selic de 2% ao ano está longe do que seria uma taxa estimulativa em condições normais, por isso iniciamos um ciclo de normalização parcial. Achamos que um movimento mais rápido e forte pode fazer a alta total da Selic ser menor. Era importante frear o movimento da inflação o mais rápido possível”, completou, no evento virtual ‘Encontro Daycoval – Perspectivas Econômicas e de Investimentos para o Brasil 2021’, que conta com apoio do Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) e do jornal O Estado de S. Paulo.

Campos Neto afirmou que, antes da pandemia, havia um consenso entre os banqueiros centrais de países desenvolvidos de que a inflação havia se tornado um problema distante. Esse cenário, porém, se reverteu com a necessidade de adoção de um conjunto amplos de estímulos na crise.

+Sabesp avalia risco e retorno para saber se participa de leilão da Cedae

“No Brasil, importamos o conceito de que a inflação estava morta. Existe uma grande força benéfica em tentar ajudar os mais carentes, mas o custo fiscal está diferenciando o Brasil e contribuindo para a inflação. Com a história inflacionária recente que temos, precisamos ter um cuidado especial e o BC está atento para isso”, acrescentou o presidente do BC.

Mais uma vez, Campos Neto afirmou que a inflação recente é derivada da alta das commodities e do câmbio, citando ainda a pressão sobre os combustíveis causada pela política de produção dos países membros da Opep.

Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.

palavras-chave: Campos Neto reconhece movimento da inflação mais persistente e intenso; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – Campos Neto reconhece movimento da inflação mais persistente e intenso

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Tópicos mais acessados:

Governo estuda uso de crédito extraordinário para reedição do BEm, fora do teto

Ações de Embraer, CVC e aéreas sobem até 9%; PetroRio e Petrobras caem com petróleo e foco na Opep+

Oi amplia prejuízo em 2020, mas ações disparam após balanço e teleconferência; o que explica o ânimo?

Campos Neto: “Duas coisas me tiram o sono, vacinação eficiente e descontrole fiscal”

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade