PUBLICIDADE

CEOs atuam como ativistas pró-vacina para reabrir escritórios

A Danone diz que vai cobrir o custo da vacinação em países onde os imunizantes não são gratuitos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias do mercado financeiro

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: CEOs atuam como ativistas pró-vacina para reabrir escritórios; invistaja.info;


RDNI3 | Mrg.Ebit: -0.0233 | Liq.2meses: 272838.0 | Div.Brut/Pat.: 0.7 | ROIC: -0.005 | P/L: 256.58 | P/VP: 0.61

Alguns CEOs estão tão ansiosos que seus funcionários sejam vacinados contra a Covid-19 que começaram a oferecer folga ou incentivos em dinheiro para que sejam imunizados.

Nos Estados Unidos, na varejista Lidl funcionários recebem US$ 200, enquanto Aldi, Dollar General e Trader Joe’s oferecem horas extras de pagamento. Na empresa de entrega de mantimentos online Instacart, há um incentivo de US$ 25 para que trabalhadores e terceirizados sejam vacinados.

As fabricantes de iogurte Chobani e Danone oferecem até seis horas remuneradas. A Danone diz que também vai cobrir o custo da vacinação em países onde os imunizantes não são gratuitos.

+Com foco em transformação tecnológica, Benchimol assume função estratégica e escolhe Maffra como CEO da XP

Outras empresas adotam uma linha mais dura. A empresa britânica de canalização Pimlico Plumbers planeja uma política “sem vacina, sem emprego” para novos funcionários. A United Airlines quer tornar a vacinação obrigatória, o que preocupa sindicatos.

Muitos presidentes de empresas se consideram líderes da batalha contra a pandemia, que matou mais de 2,6 milhões de pessoas. Executivos tentam combater a rejeição às vacinas, que é forte em países como EUA, França e Rússia. Para alguns, há também uma motivação mais pragmática: a vacinação facilitará o retorno aos escritórios depois de um ano de trabalho remoto, o que afetou a cultura corporativa e gerou uma nova epidemia de fadiga do Zoom.

Obstáculos legais

A legalidade sobre a exigência para que clientes e trabalhadores sejam vacinados varia de país para país. Em muitos estados dos EUA, um empregador pode demitir por qualquer motivo legal, o que pode incluir a recusa em cumprir uma ordem de tomar a vacina.

No momento, menos de 1% das empresas nos EUA exigem vacinação contra a Covid para todos os funcionários, e apenas 6% dizem que planejam obrigar a equipe a se vacinar quando os imunizantes estiverem prontamente disponíveis, segundo pesquisa com 1,8 mil advogados internos, funcionários de recursos humanos e executivos realizada pelo escritório de advocacia trabalhista Littler Mendelson.

hotWords: ativistas escritórios como para ceos

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Em países onde a proteção ao emprego é mais forte, autoridades tentam evitar o problema. O governo do Reino Unido disse que depende das empresas determinarem políticas de imunização para a força de trabalho, mas companhias que insistirem na vacinação seriam discriminatórias.

Para não serem arrastados para disputas em tribunais, muitos CEOs têm optado pela persuasão em vez da obrigação. A eficácia da campanha será fundamental para reabrir a economia global, incluindo escritórios.

Combatendo medos

O diretor-presidente da Unilever, Alan Jope, disse que envia cartas semanais aos 150 mil funcionários da empresa pedindo-lhes que se vacinem quando possível, e convidou o médico da empresa a promover a vacinação em reuniões virtuais quinzenais, quando cerca de 14 mil trabalhadores se conectam.

“Não queremos que a antivacinação ou hesitação em relação à vacina façam parte da cultura da Unilever, e é muito útil que ouçam alguém em quem confiam, que é uma autoridade médica, e usaremos essa plataforma para responder às perguntas das pessoas e defender as vacinas”, disse Jope em entrevista.

A Budweiser, controlada pela Anheuser-Busch, decidiu não veicular um comercial durante o Super Bowl pela primeira vez em 40 anos e, em vez disso, alocou esses gastos para as campanhas pró-vacinação. As imunizações vão “libertar as pessoas”, disse o CEO Carlos Brito em entrevista.

Você ganhou um curso de ações 100% online e ao vivo. Durante 4 aulas, André Moraes explica como faria para lucrar na Bolsa de começasse hoje. Clique aqui para assistir.

palavras-chave: CEOs atuam como ativistas pró-vacina para reabrir escritórios; invistaja.info;

BELO HORIZONTE | negocios | invistaja.info – CEOs atuam como ativistas pró-vacina para reabrir escritórios

REFLEXÃO: Bill Mann, da Motley Fool Asset Management: Busque investir em conjunto com grandes gestores, depois, é só ser paciente.

Saiba mais:

Mercado diz que só aumento agressivo da Selic pode segurar dólar

Carteira gráfica da XP sobe 1% na semana e analista faz 2 trocas; confira a nova composição

IMC, dona da rede Frango Assado, anuncia ex-CEO global da Popeyes como novo diretor-presidente; ações MEAL3 avançam

Ações de EzTec e Cyrela têm leve queda após três sessões de ganhos; Vale volta a cair com minério e aéreas avançam

Seja anunciante no invistaja.info

PUBLICIDADE

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE