China pode banir e-commerce que violar propriedade intelectual

As empresas chinesas há muito tempo são acusadas de permitir o tráfico de mercadorias pirateadas ou falsificadas em seus sites
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para quem vive o mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: China pode banir e-commerce que violar propriedade intelectual; invistaja.info;


CTNM4 | Liq.2meses: 87325.4 | P/EBIT: 0.99 | P/ACL: -0.17 | ROIC: 0.0484 | Cresc.5anos: -0.0617 | Pat.Liq: 789501000.0

ListenToMarket: China pode banir e-commerce que violar propriedade intelectual – Áudio gerado às: 12:20:17

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

A China planeja reforçar a supervisão de negócios de e-commerce como Alibaba Group Holding e Pinduoduo, inclusive responsabilizando as empresas por violações de propriedade intelectual.

As plataformas de comércio eletrônico serão impedidas de realizar determinadas operações online e terão licenças revogadas se não endereçarem graves infrações de direitos de propriedade intelectual por quem vende em suas plataformas. As novas diretrizes estão em uma revisão preliminar da legislação de e-commerce, que foi postada pela Agência Estatal para Regulamentação do Mercado. O órgão apresentou o texto para consulta pública até 14 de outubro.

As empresas chinesas há muito tempo são acusadas de permitir o tráfico de mercadorias pirateadas ou falsificadas em seus sites. Em 2019, o governo dos EUA adicionou a Pinduoduo (PDD) à chamada lista de Mercados Notórios por hospedar mercadorias pirateadas em sua plataforma, juntando-se à Alibaba e outras chinesas.

+Ações de Cyrela e MRV caem até 4% após forte alta na sexta; Alliar avança 3% com interesse do Fleury e educacionais recuam

PDD e Taobao, pertencente à Alibaba, também entraram na lista de 2020, divulgada em janeiro.

hotWords: banir violar e-commerce china

Anuncie no invistaja.info

Os comerciantes “descobriram que o sistema de cancelamento da Pinduoduo às vezes não reage ou é lento na remoção das mercadorias identificadas”, afirmou o relatório do gabinete do Representante de Comércio dos EUA.

A PDD também enfrenta problemas ligados a propriedade intelectual em casa. Documentos do tribunal de Xangai mostram centenas de processos movidos contra a empresa sob acusações de violação de direitos autorais e marcas registradas.

Jack Ma, cofundador da Alibaba, chegou a dizer que é difícil eliminar produtos falsificados nas plataformas da empresa por causa de sua alta qualidade. “O problema é que os produtos falsificados hoje têm melhor qualidade, melhores preços do que os produtos de verdade, as marcas verdadeiras”, afirmou.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

palavras-chave: China pode banir e-commerce que violar propriedade intelectual; invistaja.info;

BRASIL | negocios | invistaja.info – China pode banir e-commerce que violar propriedade intelectual

REFLEXÃO: Morgan Housel: Se preocupe somente quando você achar que tiver tudo resolvido.

Tópicos mais acessados:

Bolsonaro diz que governo irá trabalhar preço dos combustíveis

Dívida Bruta do Governo Geral fica em 83,8% do PIB em julho, mostra BC

Ações da Rede D’Or caem mais de 4% após “block trade” bilionário na Bolsa

Setor público tem déficit primário de R$ 10,3 bilhões em julho, afirma Banco Central

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade