Como construir um negócio escalável

Segundo o IBGE, seis em cada dez empresas fecham com menos de cinco anos de atividade
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Negociando na bolsa de valores

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Como construir um negócio escalável; invistaja.info;


EALT3 | DY: 0.0193 | P/VP: 1.8 | Liq.Corr.: 1.16 | Div.Brut/Pat.: 0.55 | PSR: 1.224 | ROE: 0.1457

Hoje no país, cerca de 95% dos negócios faturam menos que R$1 milhão, e são empresas fundadas para as pessoas se darem um emprego ou estilo de vida, o que chamamos de lifestyle business. Lembrando que, nesse negócio, o empreendedor sendo um profissional fora da curva, terá no máximo uma margem de 25% a 30%, ou seja, estamos falando de uma receita de R$200 mil a R$300 mil ao ano. Isso sem contar com os percalços: crise, dívidas trabalhistas, empréstimos etc.

Com um mercado forte entre transatlânticos e graneleiros, pequenos barcos viram na primeira grande maré. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), seis em cada dez empresas fecham com menos de cinco anos de atividade, ou seja, menos da metade (apenas 40%) continua em operação. Por isso, preparar seu negócio para que ele seja escalável ou expansível não é uma opção, é uma estratégia de sobrevivência.

Escalável X Expansivo

+CVM aprova a criação de ETF que segue a criptomoeda Ether

Há uma grande diferença entre os termos. Há pelo menos uma década se fala sobre startups aqui no país, que é um modelo de negócio, geralmente de âmbito tecnológico, que busca solucionar uma dor do mercado que faça você crescer exponencialmente, e isso significa reinvestimento para queimar caixa. O foco aqui não é o dividendo, mas sim, o crescimento a curto e médio prazo.

É um modelo de negócio que: ou você cresce, ou morre. Pois você está esperando sempre pela próxima rodada de investimento, e ela é um múltiplo em cima do seu crescimento/faturamento. Esse investidor não olha para o seu lucro, mas para a expansão do seu negócio. A Uber, por exemplo, teve em 2019 cerca de US$8 bilhões de prejuízo, mas é uma marca que vale centenas de bilhões de dólares pelo potencial de mercado.

hotWords: construir como escalável

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Agora, quando falamos de negócios expansíveis, são as empresas em que os custos acompanham o crescimento da receita, só que você mantém a sua margem. Usando a Espaçolaser como exemplo, é uma marca que necessariamente precisa do espaço físico – hoje já tem mais de 600 unidades pelo país -, mas tem uma equipe qualificada e consegue utilizar recursos tecnológicos para aumentar ainda mais essa margem.

O mesmo pode ser usado para negócios tradicionais como uma rede de padarias, serviço de manutenção ou uma casa de construção. O crescimento varia de acordo com a capacidade de investimento em operação, ferramentas (e-commerce, Whatsapp Business, chatbot para atendimento etc) e em uma equipe qualificada para saber usar os recursos disponíveis e dar um suporte diferenciado ao cliente.

E eu bato na tecla de equipe, pois o empreendedor não cresce sozinho. No meu livro, “Cientista do Marketing”, falo que mais importante do que ter ideias e criar um layout bonito, é preciso, assim como um profissional da ciência, a equipe reunir uma dor/problema, entender o objeto de estudo e começar a executar algumas hipóteses para chegar na solução. Não existe fórmula mágica, mas estudos e caminhos.

Para conquistar os diferentes tipos de crescimento que citei acima, você precisa ser um cientista, não um advogado. Explicando o termo, o advogado defende uma causa, estando certo ou errado. O trabalho do cientista é sempre questionar as evidências para chegar em um melhor resultado. Então, seja um empreendedor inconformado, questione seu planejamento e tenha humildade intelectual para “quebrar” seu negócio todos os dias com o intuito de potencializar seus resultados.

*Por Dener Lippert, CEO e fundador da V4 Company

GLEBA PALHANO | negocios | invistaja.info – Como construir um negócio escalável

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Leia também:

Queda do IBC-Br: o que explica a prévia do PIB de maio ter decepcionado tanto as expectativas?

Finclass ensina como investir na bolsa de valores analisando empresas e pessoas

Com avanço da vacinação, mortalidade por Covid-19 cai 46% no estado de São Paulo

Guedes diz que não quer taxar empresas e sim proprietários ricos

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.