Covid-19: vacinação dos grupos prioritários terminará em setembro, prevê Ministério da Saúde

Segundo Queiroga, falta de insumos e atraso em entrega de vacinas vai adiar vacinação de grupo prioritário em quatro meses
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Covid-19: vacinação dos grupos prioritários terminará em setembro, prevê Ministério da Saúde; invistaja.info;


SANB3 | DY: 0.0267 | P/EBIT: 0.0 | EV/EBIT: 0.0 | Div.Brut/Pat.: 0.0 | Cotacao: 18.39 | PSR: 0.0

ListenToMarket: Covid-19: vacinação dos grupos prioritários terminará em setembro, prevê Ministério da Saúde – Áudio gerado às: 12:50:45

VELOCIDADE: 1.0x| 1.95x| 2.3x

BRASIL | invistaja.info — Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, anunciou que prevê o término da vacinação contra Covid-19 dos grupos prioritários determinados pelo Plano Nacional de Imunização para setembro deste ano, em vez de maio, como previsto anteriormente.

A fala veio em coletiva de imprensa feita na última quarta-feira (22) na sede do Ministério da Saúde, em Brasília. “Se continuar nesse ritmo, até setembro atingimos a imunização prevista no Programa Nacional de Imunização”, disse. “Nosso objetivo é que ocorra antes. Depende da chegada dos insumos aqui no Brasil.”

Segundo Queiroga, o atraso se deve pela falta de insumos para produção de vacinas como a da Oxford/AstraZeneca e pela entrega atrasada de doses pelo Covax Facility, consórcio global de vacinação contra Covid-19 criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS/ONU).

+Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA renovam mínima em 13 meses e caem a 547 mil

“O calendário é sujeito às entregas. O Covax Facility não nos entrega o que foi acordado. Também há carência de insumos e não é questão do Brasil, é mundial”, adicionou o ministro.

O site do consórcio afirma que cerca de 9,1 milhões de doses contra Covid-19 foram alocadas ao Brasil e que pouco mais de um milhão desses imunizantes já chegaram ao país. Segundo o consórcio, as vacinas desembarcaram no Brasil em 21 de março.

Os grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização são, por exemplo, idosos residentes de instituições de longa permanência, população indígena e trabalhadores da área de saúde. De acordo com o documento, atualizado pela última vez em 15 de março, a meta é vacinar pelo menos 90% das pessoas nos grupos indicados.

hotWords: ministério grupos prevê prioritários vacinação

Publique seu negócio no invistaja.info

Vacinação no país continua lenta

O Brasil aparece bastante atrás do resto do mundo na vacinação contra Covid-19, segundo dados do jornal americano The New York Times em parceria com a base de dados Our World in Data.

Apesar de o país aparecer em 5º lugar em número doses aplicadas, apenas 11,72% da população brasileira recebeu ao menos uma dose da vacina. Em termos proporcionais à população, a posição do país cai para 56º. 4,3% da população está completamente vacinada.

Israel segue como líder mundial na vacinação contra Covid-19, com 57,75% dos seus cidadãos completamente vacinados.

Quer gerar uma renda extra na Bolsa? Curso gratuito do (MarketMsg) ensina a fazer o seu primeiro trade na prática, em menos de uma semana. Inscreva-se aqui.

palavras-chave: Covid-19: vacinação dos grupos prioritários terminará em setembro, prevê Ministério da Saúde; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – Covid-19: vacinação dos grupos prioritários terminará em setembro, prevê Ministério da Saúde

REFLEXÃO: James Early, do Motley Fool: Explore a fraqueza cognitiva dos outros

Leia também:

Butantan produzirá mais 5 milhões de doses da vacina CoronaVac

Susep dá início à regulamentação do open insurance com consulta pública

Falta de carros novos gera crise para locadoras

Governo deve autorizar redução de jornada e adiamento de FGTS e 1/3 sobre férias

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *