Credores tentam barrar Samarco de pagar por danos com barragem

York Global Finance e os fundos do Ashmore Group Plc estão entre os credores; Samarco está em recuperação judicial no Brasil
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Credores tentam barrar Samarco de pagar por danos com barragem; invistaja.info;


BKBR3 | Liq.Corr.: 1.8 | Mrg.Ebit: -0.2055 | Mrg.Liq.: -0.2567 | P/Ativo: 0.906 | P/Cap.Giro: 8.6 | Liq.2meses: 26315500.0

ListenToMarket: Credores tentam barrar Samarco de pagar por danos com barragem – Áudio gerado às: 16:30:22

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(invistaja.info) — O York Global Finance e os fundos do Ashmore Group Plc estão entre os credores que tentam barrar a Samarco de pagar por reparos sociais e ambientais decorrentes do rompimento de sua barragem em 2015.

A Samarco, produtora brasileira de minério de ferro pertencente à Vale e à BHP, está em recuperação judicial no Brasil e os credores pedem que a Justiça de Minas Gerais solicite à empresa que esclareça os detalhes das negociações sobre os custos das indenizações com as autoridades, segundo documento enviado nesta semana. Os mesmos credores também exigem que o tribunal peça à Samarco a suspensão dos pagamentos à Fundação Renova, que cuida dos reparos, e pedem para decidir sobre o assunto em assembleia. Eles esperam que a Vale e a BHP continuem pagando a indenização, como faziam antes de a Samarco retomar as operações.

Milhões de toneladas de lama tóxica e água foram expelidas sobre a paisagem brasileira quando a barragem de resíduos da Samarco desabou em 2015, matando 19 pessoas. A empresa enfrenta uma série de processos judiciais em decorrência do acidente e criou a Fundação Renova para cuidar do pagamento, inclusive das famílias vítimas.

+CCR encerra longa disputa com SP e pagará R$ 1,2 bi; BB Seguridade indica novo presidente, notícias de Petrobras, Ambipar e mais

Leia também:• York e fundos Ashmore se opõem a empréstimo da Vale e BHP para Samarco

hotWords: pagar danos samarco barrar

Anuncie no invistaja.info

Os mesmos credores haviam argumentado em uma petição anterior que a Vale e a BHP deveriam ser responsáveis, cada uma, por um terço dos custos ambientais e sociais decorrentes do rompimento da barragem, que quase destruiu duas pequenas vilas em Mariana, Minas Gerais. A empresa retomou a produção em dezembro pela primeira vez desde o desastre.

Em seu pedido de concordata em abril, a Samarco incluiu R$ 23 bilhões devidos à Vale e à BHP pelas linhas de crédito que as duas empresas concederam para pagar pelos danos do desastre da barragem e financiar as operações. Isso responde por quase metade dos R$ 50 bilhões de dívidas inadimplentes da Samarco.

A Renova já teve cerca de R$ 13 bilhões de custos de reparo e a Samarco calcula que precisará de mais R$ 17 bilhões para daqui para frente.

As estratégias dos melhores investidores do país e das melhores empresas da Bolsa, premiadas num ranking exclusivo: conheça os Melhores da Bolsa 2021

palavras-chave: Credores tentam barrar Samarco de pagar por danos com barragem; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Credores tentam barrar Samarco de pagar por danos com barragem

REFLEXÃO: Harold Pollack, da Universidade de Chicago: Guarde entre 15 e 20% e invista em fundos de índices com taxa baixa.

Saiba mais:

Dirigente do Fed de Dallas defende redução de QE este ano em processo gradual

Para turbinar vendas online, C&A vai criar coleções de roupas em até 24 horas

Imposto de Renda: limite para declaração simplificada pode afetar 2 milhões de contribuintes

Estoques de petróleo nos EUA caem 6,718 milhões de barris na semana, diz DoE

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.