PUBLICIDADE

CVM acusa ex-CEO e ex-diretor da Vale no caso Brumadinho

Informações públicas mostram que a CVM abriu prazo para a apresentação de defesas pelos dois executivos na segunda-feira
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: CVM acusa ex-CEO e ex-diretor da Vale no caso Brumadinho; invistaja.info;


RANI3 | Liq.Corr.: 2.78 | Div.Brut/Pat.: 0.75 | ROE: 0.118 | PSR: 1.394 | P/Ativo: 0.791 | Liq.2meses: 14041900.0

O ex-presidente da Vale (VALE3), Fabio Schvartsman, e o ex-diretor de ferrosos da companhia, Peter Poppinga, são alvo de um processo administrativo sancionador aberto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no caso Brumadinho.

Em agosto de 2019, a autarquia instaurou um inquérito para aprofundar a investigação sobre a responsabilidade de administradores da companhia pelos fatos relacionados ao rompimento da Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, em 25 de janeiro daquele ano.

Informações públicas mostram que a CVM abriu prazo para a apresentação de defesas pelos dois executivos na última segunda-feira, 5. A apuração trata de “eventuais irregularidades relativas à possível inobservância de deveres fiduciários” ligados à tragédia que matou 272 pessoas. Não há maiores detalhes. Entre os deveres previstos na Lei das S.A. estão os de lealdade – em relação à empresa e seus acionistas – e de diligência, pelo qual o administrador da companhia deve atuar com o mesmo cuidado que empregaria em seus próprios negócios.

+Emissão de gases efeito estufa cai 5% em 2020, diz Petrobras

Ao comunicar a abertura de inquérito, em 2019, a CVM destacou que a apuração não incluía a atuação sobre questões relativas à legislação ambiental. À época, o órgão regulador não mencionava o nome de executivos.

hotWords: acusa ex-ceo caso vale

Anuncie no invistaja.info

No início da investigação, a CVM solicitou o compartilhamento de informações contidas nos procedimentos instaurados por autoridades como a Superintendência Regional da Polícia Federal no Estado de Minas Gerais, pelo Ministério Público Federal no Estado de Minas Gerais e pela 1ª Promotoria de Justiça de Brumadinho.

Também solicitou uma série de informações à Vale e acompanhou como se deu o processo de divulgação de informações pela companhia após o rompimento da barragem.

Até a publicação desta nota, o Broadcast não conseguiu contato com as defesas dos executivos.

Entenda o método para realizar análises e não se perder em momentos turbulentos. A série gratuita One Good Trader, com Gilberto Coelho, te ensina como – inscreva-se!

palavras-chave: CVM acusa ex-CEO e ex-diretor da Vale no caso Brumadinho; invistaja.info;

BELO HORIZONTE | mercados | invistaja.info – CVM acusa ex-CEO e ex-diretor da Vale no caso Brumadinho

REFLEXÃO: Eddy Elfenbein, dono do site Crossing Wall Street: Seja paciente e ignore modismos. Foque no valor e não entre em pânico.

Saiba mais:

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta terça-feira – 6/4

Após lucro bilionário, Marfrig vai pagar dividendos pela 1ª vez em uma década: o crescimento é sustentável?

Biden considera “responsável” proposta de alta de imposto, diz Casa Branca

Procon-SP notifica LG sobre encerramento de fabricação de smartphones

Seja anunciante no invistaja.info

PUBLICIDADE

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE