Publicidade

De saída do Inter (BIDI11), fundo Ponta Sul do “Monstro do Leblon” teve perdas de quase 22% em janeiro

Seu patrimônio líquido começou 2022 em R$ 1,4 bi, e 5 dias depois caiu a R$ 790 milhões; últimos dados apontam que estacionou em R$ 1 bi
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação de quem vive o mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: De saída do Inter (BIDI11), fundo Ponta Sul do “Monstro do Leblon” teve perdas de quase 22% em janeiro; invistaja.info;


MDIA3 | Liq.Corr.: 3.2 | EV/EBITDA: 12.53 | ROE: 0.0817 | Liq.2meses: 30375600.0 | Mrg.Liq.: 0.0766 | P/ACL: 7.99

ListenToMarket: De saída do Inter (BIDI11), fundo Ponta Sul do “Monstro do Leblon” teve perdas de quase 22% em janeiro – Áudio gerado às: 17:10:47

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Apenas nos primeiros 12 dias de janeiro, o fundo Ponta Sul – gerido por Flávio Calp Gondim, conhecido como o “Monstro do Leblon” – registrou perdas de quase 22%, segundo dados compilados pela Economatica, provedora de informações financeiras.

Seu patrimônio líquido começou 2022 em R$ 1,4 bilhão. Cinco dias depois, havia caído quase à metade, para R$ 790 milhões. Os dados mais recentes apontam que estacionou em R$ 1 bilhão.

A carteira ganhou espaço nas conversas do mercado na última semana por estar se desfazendo de ações do Banco Inter (BIDI11). O movimento, que coalhou o pregão da B3 com os papéis do banco digital, ajudou a jogar seus preços ainda mais para baixo nos últimos dias.

+Ibovespa interrompe sequência de alta e fecha em leve queda; dólar cai pelo terceiro dia seguido

A participação do Ponta Sul no capital do Inter, que era de cerca de 11,79%, foi reduzida para 7,37%, segundo divulgou o banco na terça-feira (11).

Mais vendas de Inter (BIDI11)

Na manhã desta sexta-feira (14), as ações do Inter entraram em leilão por volta das 11h, e operadores do mercado avaliavam que um novo lote dos papéis poderia ser vendido.

Após voltarem à negociação, os papéis do banco disparam, registrando, por volta das 15h45, altas de +5,93% (BIDI11); +2,52% (BIDI4); e +5,4% (BIDI3).

Segundo o Brazil Journal, no leilão desta manhã, as novas vendas do “Monstro do Leblon” teriam movimentado cerca de R$ 700 milhões. Conforme a publicação, o leilão teria começado com 20 milhões de units (BIDI11), a R$ 19, sendo que no final o Ponta Sul teria vendido 30 milhões de units, cada uma a R$ 23,50.

Cabe lembrar que no início do lockdown gerado pela decretação da pandemia da Covid, em março de 2020, o fundo Ponta Sul chegou a desabar 80%.

Quem é o Ponta Sul?

O Ponta Sul é conhecido pela política de investimentos arrojada, que envolve um elevado grau de alavancagem e resulta em grande volatilidade para a carteira.

Segundo informações reportadas à CVM, as operações do fundo no mercado de derivativos não têm um limite pré-estabelecido, assim como a alavancagem e a tomada de ativos financeiros em empréstimo.

hotWords: “monstro (bidi11), saída inter leblon” fundo

Publique seu negócio no invistaja.info

Enquanto, nos últimos 12 meses, o Ibovespa registrou um índice de volatilidade na casa de 20, o do Ponta Sul foi de quase 130, conforme os cálculos da Economatica.

A última carteira do Ponta Sul aberta aos órgãos reguladores, de setembro de 2021, indicava que as units do Banco Inter eram a maior posição do fundo, somando mais de R$ 4 bilhões à época.

Também compunham o portfólio operações (a termo e à vista) com outros papéis, como Ambipar, Bemobi e Viveo.

O Ponta Sul terminou 2021 com perdas de 56%. Em 2020, as cotas já haviam desvalorizado outros 50%, em meio aos solavancos causados pelos primeiros impactos da pandemia de coronavírus no mercado.

Ações do Inter

Apesar da alta do pregão desta sexta-feira, as units do Inter acumulam desvalorização de 15,95% neste ano. Já nos últimos doze meses, a queda atinge 45,12%.

Há pouco mais de um mês, o Inter teve que abortar uma reestruturação societária que previa, ao final do processo, a listagem de suas ações na bolsa americana Nasdaq.

Na ocasião, o banco informou ao mercado que seguiria com o plano, “envidando seus melhores esforços para dar continuidade ao processo de reorganização societária”.

A desistência da listagem aconteceu após mais de 10% de sua base optar por receber um “cash-out“, de até R$ 2 bilhões, condição que poderia levar a empresa a cancelar o movimento.

Adicionalmente, a empresa destacou o cenário adverso do mercado de capitais como outro fator da desistência, nos termos previstos inicialmente da reestruturação.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

palavras-chave: De saída do Inter (BIDI11), fundo Ponta Sul do “Monstro do Leblon” teve perdas de quase 22% em janeiro; invistaja.info;

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – De saída do Inter (BIDI11), fundo Ponta Sul do “Monstro do Leblon” teve perdas de quase 22% em janeiro

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Tópicos mais acessados:

Biden defende planos de infraestrutura e diz que investimentos reduzirão custos

Redução das chuvas abre espaço para retomada da mineração em Minas Gerais

Após início de ano difícil, Bitcoin ensaia recuperação, dizem analistas

Crise de energia na Europa piora com risco de guerra na Ucrânia

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade