invistaja.info | Informação p/ quem vive o mercado

Publicidade

Dólar hoje fecha em alta e avança 1,75% na semana com dados dos EUA e “Fed-boys”

Investidores também repercutiram dados de inflação acima do esperado

Notícias de trader para trader

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Dólar hoje fecha em alta e avança 1,75% na semana com dados dos EUA e “Fed-boys”; invistaja.info;


COCE6 | Liq.2meses: 0.0 | Mrg.Ebit: 0.1736 | Cresc.5anos: 0.1251 | Pat.Liq: 4320830000.0 | P/ACL: -0.44 | Cotacao: 35.0

ListenToMarket: Dólar hoje fecha em alta e avança 1,75% na semana com dados dos EUA e “Fed-boys” – Áudio gerado às: 19:1:24

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

 O dólar à vista subiu pela terceira sessão consecutiva no Brasil nesta sexta-feira, em sintonia com o avanço da moeda norte-americana no exterior, após dados mostrarem uma piora da expectativa de inflação nos Estados Unidos e depois de comentários cautelosos de dirigentes do Federal Reserve sobre a política monetária no país.

+IPCA acelera para 0,38% em abril, acima do esperado, diz IBGE

Baixe uma lista de 11 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Qual a cotação do dólar hoje?

O dólar à vista encerrou o dia com alta de 0,29%, a R$ 5,157 na compra e na venda. Na B3, o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subiu 0,35%, equivalente a 5.166 pontos.

Dólar comercial

Compra: R$ 5,157

Venda: R$ 5,157

Dólar turismo

Compra: R$ 5,181

hotWords: dados “fed-boys” avança hoje 1,75%

Anuncie no invistaja.info

Venda: R$ 5,361

Leia mais: Tipos de dólar: conheça os principais e qual importância da moeda

O que aconteceu com o dólar hoje?

Na quinta-feira o dólar havia avançado mais de 1% ante o real em meio aos receios de que o Banco Central possa se tornar mais brando no combate à inflação a partir de 2025, quando os dirigentes indicados pelo governo Lula se tornarão maioria na instituição.

Nesta sexta-feira a moeda norte-americana chegou a oscilar no território negativo no início da sessão, ensaiando um ajuste após o forte avanço recente. Às 9h27 o dólar à vista marcou a cotação mínima de 5,1168 reais (-0,51%).

A divulgação do índice de confiança do consumidor dos EUA, medido pela Universidade de Michigan, mudou o cenário no fim da manhã. A leitura preliminar ficou em 67,4 em maio, em comparação com uma leitura final de 77,2 em abril. Economistas consultados pela Reuters previam uma leitura preliminar de 76,0.

Já a leitura sobre as expectativas de inflação para um ano subiu para 3,5% em maio, de 3,2% em abril. A perspectiva de inflação para cinco anos aumentou para 3,1%, de 3,0% no mês anterior.

Comentários de autoridades do Fed sobre a política monetária e a inflação ajudaram a completar o cenário de maior cautela no exterior, o que fez o dólar ganhar força ante outras divisas.

O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, disse em uma entrevista à Reuters que a economia deve estar desacelerando, mas que o momento de corte de juros nos EUA segue incerto.

Já a presidente do Fed de Dallas, Lorie Logan, disse haver “incertezas” sobre se a política monetária está suficientemente restritiva para reduzir a inflação para a meta de 2%. Segundo ela, é “muito cedo” para cortar as taxas de juros.

“As declarações dos ‘Fed-boys’ e a divulgação do sentimento do consumidor, com a inflação ainda forte, deram força ao dólar, que subiu lá fora e aqui também”, comentou durante a tarde Jefferson Rugik, diretor da Correparti Corretora.

Após virar para o terreno positivo, o dólar à vista marcou a máxima de 5,1623 reais (0,37%) às 14h22.

Além da influência vinda dos EUA, profissionais do mercado ponderaram que as notícias no Brasil também não favoreciam uma queda do dólar ante o real.

Ainda permeavam os negócios — em especial no mercado de juros futuros — receios em torno do Banco Central e a expectativa antes da divulgação, na próxima terça-feira, da ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom). Os possíveis efeitos sobre a economia da tragédia provocada pelas chuvas no Rio Grande do Sul eram outro fator de cautela entre os investidores.

(invistaja.info)

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – Dólar hoje fecha em alta e avança 1,75% na semana com dados dos EUA e “Fed-boys”

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Saiba mais:

Yduqs (YDUQ3) tem lucro líquido de R$ 150,7 milhões no 1º trimestre

Bolsas de NY fecham mistas, após Michigan e Fed; Dow Jones tem melhor semana de 2024

Juros dos EUA estão “relativamente restritivos”, diz presidente do Fed de Chicago

Dólar hoje fecha em alta, com realização de lucros após forte alta da véspera

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

plugins premium WordPress