EUA avaliam reduzir intervalo para 3ª dose de vacina contra a Covid-19, diz Biden

Enquanto aguardam aprovação da FDA, autoridades dos EUA se preparam para oferecer doses de reforço para todos os adultos a partir de 20 de setembro
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de trader para trader

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: EUA avaliam reduzir intervalo para 3ª dose de vacina contra a Covid-19, diz Biden; invistaja.info;


HOOT4 | P/ACL: -0.07 | P/EBIT: -1.87 | Liq.Corr.: 0.04 | EV/EBITDA: -2.79 | P/VP: -0.13 | P/L: -1.3

ListenToMarket: EUA avaliam reduzir intervalo para 3ª dose de vacina contra a Covid-19, diz Biden – Áudio gerado às: 8:30:24

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

WASHINGTON (MarketMsg) – As autoridades de saúde dos Estados Unidos estão discutindo a redução do prazo para a terceira dose de vacina contra a Covid-19 para permitir uma dose adicional antes do intervalo de oito meses previsto originalmente, disse o presidente dos EUA, Joe Biden, na sexta-feira (27).

Por enquanto, o cronograma planejado permanece em vigor para que os adultos recebam outra dose da vacina oito meses após a conclusão da inoculação original, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, em uma coletiva de imprensa na sexta-feira.

O Wall Street Journal disse na quarta-feira que os reguladores dos EUA poderiam aprovar uma terceira dose das vacinas contra Covid-19 da Moderna e da Pfizer-BioNTech começando pelo menos seis meses após a vacinação completa.

+Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 9

“A questão levantada é: deveria ser menor do que oito meses, deveria ser no mínimo cinco meses? Isso está sendo discutido”, disse Biden a repórteres na Casa Branca, acrescentando que havia discutido o assunto com o diretor médico da Casa Branca, Anthony Fauci, nesta sexta.

Biden disse que o programa de reforço dos EUA é “promissor” e está prestes a começar em meados de setembro, dependendo da aprovação regulatória.

hotWords: para covid-19, biden reduzir intervalo

Seja anunciante no invistaja.info

Autoridades de saúde dos Estados Unidos, em um comunicado separado na sexta-feira, disseram que os casos de coronavírus nos Estados Unidos continuam a aumentar em meio à disseminação da variante Delta, que se espalha rapidamente. As taxas de vacinação também estão mais altas, disseram.

Mortes e casos aumentaram 11% e 3%, respectivamente, nos últimos sete dias em todo o país, com hospitalizações em alta de 6% na semana passada, atingindo uma máxima de oito meses, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

As autoridades norte-americanas estão se preparando para oferecer doses de reforço para todos os adultos a partir de 20 de setembro, enquanto se aguarda a aprovação da agência regulatória FDA.

As doses de reforço já foram aprovadas para alguns pacientes norte-americanos com sistema imunológico comprometido.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

palavras-chave: EUA avaliam reduzir intervalo para 3ª dose de vacina contra a Covid-19, diz Biden; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – EUA avaliam reduzir intervalo para 3ª dose de vacina contra a Covid-19, diz Biden

REFLEXÃO: Bill Mann, da Motley Fool Asset Management: Busque investir em conjunto com grandes gestores, depois, é só ser paciente.

Notícias relacionadas:

Bônus para consumidor que economizar energia será menos de R$ 1 por kWh

De Carrefour a Magazine Luiza e Renner: quais são as varejistas mais eficientes do Brasil, segundo o Ibevar

Comissão da Câmara quer ouvir Guedes, BB e Caixa sobre saída da Febraban

Anticorpos contra Covid-19 podem passar para bebês pelo leite materno

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade