Publicidade

Ex-sócios são vistos como bala de prata contra fundador da FTX nos tribunais

Caroline Ellison e Gary Wang cooperam com as autoridades e deixam a situação ainda mais grave para Sam Bankman-Fried

Informação para o trader investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Ex-sócios são vistos como bala de prata contra fundador da FTX nos tribunais; invistaja.info;


BRBI11 | DY: 0.0898 | Mrg.Ebit: 0.1674 | PSR: 0.792 | Pat.Liq: 771376000.0 | P/EBIT: 4.73 | P/Ativo: 0.174

ListenToMarket: Ex-sócios são vistos como bala de prata contra fundador da FTX nos tribunais – Áudio gerado às: 12:40:25

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

As confissões feitas pela ex-CEO da Alameda Research, Caroline Ellison, e pelo co-fundador da FTX, Gary Wang, “mudam a situação de figura para Sam Bankman-Fried”, o ex-CEO da FTX que enfrenta várias acusações criminais nos EUA. A opinião é de Ian McGinley, sócio da Akin Group.“Agora você tem duas pessoas – dois insiders – que estavam com ele, presumivelmente durante todos os momentos cruciais do caso, dizendo ‘conspiramos com outros, presumivelmente Sam Bankman-Fried, e intencionalmente fizemos algo errado’”, McGinley disse.Na semana passada, Ellison e Wang se declararam culpados de acusações relacionadas ao colapso da FTX, exchange de criptomoedas administrada por Bankman-Fried. A dupla admitiu que sabia da relação casual entre a a FTX e a Alameda Research, uma empresa de trading que Bankman-Fried também possuía, além da suposta má administração dos fundos dos clientes.De acordo com McGinley, isso torna a defesa de Bankman-Fried ainda mais desafiadora, acrescentando que será “muito difícil” para o advogado de Bankman-Fried “superar” duas testemunhas que estão cooperando com os investigadores do Ministério Público dos EUA no Distrito Sul de Nova York.“Quando você consegue duas testemunhas cooperando, é muito mais difícil apresentar esse caso perante um júri”, disse McGinley, enfatizando novamente que, embora o resultado ainda não tenha sido visto, “é uma virada de jogo”.Bankman-Fried, que enfrenta acusações criminais por fraude em meios eletrônicos e de valores mobiliários, lavagem de dinheiro e violações de financiamento de campanha, pode não conseguir barganhar por um pedido de liberdade definitivo, disse McGinley. A guinada do promotor dependeria de “evidências contra outra pessoa” e, como Bankman-Fried era o chefe da FTX, “é muito difícil ver como ele poderia cooperar”, disse ele.“As opções aqui são muito limitadas”, disse McGinley, a não ser que “o CEO tenha alguma informação que ‘possa ser valiosa para os promotores’”.Bankman-Fried deve comparecer ao tribunal federal em Nova York em 3 de janeiro. Ele está em prisão domiciliar desde que foi liberado do regime fechado após prometer o pagamento de uma fiança no valor de US$ 250 milhões garantida pela casa de seus pais em Palo Alto, na Califórnia.

palavras-chave: Ex-sócios são vistos como bala de prata contra fundador da FTX nos tribunais; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Ex-sócios são vistos como bala de prata contra fundador da FTX nos tribunais

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Notícias relacionadas:

Bolsonaro amplia para 45% margem do consignado para servidores públicos federais

Investidor norte-americano é preso por hack de US$ 110 milhões em plataforma DeFi

Ibovespa hoje amplia ganhos com virada para positivo de Petrobras (PETR4) e Banco do Brasil (BBAS3); dólar recua

Ibovespa hoje abre em alta em linha com exterior, no aguardo de definição de ministros; Petrobras (PETR4) e BB (BBAS3) recuam

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

plugins premium WordPress