Publicidade

FGV: confiança empresarial cai 1,8 ponto em dezembro ante novembro, a 95,2 pontos

Queda confirma o cenário de desaceleração no último trimestre do ano; resultado negativo foi disseminado entre os setores
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: FGV: confiança empresarial cai 1,8 ponto em dezembro ante novembro, a 95,2 pontos; invistaja.info;


GOAU4 | ROIC: 0.273 | DY: 0.206 | PSR: 0.174 | Mrg.Liq.: 0.1771 | Cotacao: 11.26 | P/VP: 0.82

ListenToMarket: FGV: confiança empresarial cai 1,8 ponto em dezembro ante novembro, a 95,2 pontos – Áudio gerado às: 10:0:48

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) caiu 1,8 ponto em dezembro na comparação com novembro, para 95,2 pontos, informou nesta quinta-feira, 30, o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre). Na média do quarto trimestre, o índice recuou 3,9 pontos em relação ao trimestre anterior, após dois trimestres em alta.

“A queda em dezembro da confiança empresarial confirma o cenário de desaceleração no último trimestre do ano. O resultado negativo desse mês foi disseminado entre os setores e também ocorreu tanto na percepção sobre o momento atual quanto nas expectativas”, disse em nota Rodolpho Tobler, Economista do FGV Ibre.

Ainda segundo o economista, a virada para o próximo ano se mostra desafiadora, principalmente pelo ambiente macroeconômico mais frágil. “Os efeitos negativos da pandemia estão, por ora, saindo do radar, mas a inflação elevada, o ciclo de alta de juros e a recuperação gradual do mercado de trabalho passam a ser os maiores obstáculos do momento e para os próximos meses”, afirmou.

Pelo segundo mês consecutivo, a queda da confiança empresarial foi influenciada por uma piora não apenas na avaliação sobre a situação atual, mas também das expectativas.

O Índice de Situação Atual Empresarial (ISA-E) caiu 1,2 ponto, para 95,8 pontos, menor nível desde maio (93,8 pontos) e o Índice de Expectativas (IE-E) cedeu 1,4 ponto, para 94,4 pontos, menor valor desde abril (92,3 pontos) e inferior ao ISA-E.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) consolida os índices de confiança dos quatro setores cobertos pelas Sondagens Empresariais produzidas pela FGV Ibre: Indústria, Serviços, Comércio e Construção.

hotWords: pontos novembro, empresarial confiança ante

Seja anunciante no invistaja.info

A confiança da Indústria, Comércio e Serviços recuou em dezembro, influenciada tanto pela piora da percepção das empresas sobre o momento quanto das perspectivas para os próximos meses. Com a maior queda entre os setores, a confiança do comércio continua se distanciando, agora em 14,1 pontos, do nível de neutralidade (100 pontos). Apenas a confiança da Construção registrou alta no último mês de 2021.

O cálculo da confiança empresarial leva em conta os pesos proporcionais à participação na economia dos setores investigados, com base em informações extraídas das pesquisas estruturais anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a FGV Ibre, o objetivo é que o ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica.

A confiança empresarial subiu em 45% dos 49 segmentos integrantes do ICE em dezembro, uma alta da disseminação frente aos 22% do mês passado. O destaque positivo do mês é o setor de Construção, cuja confiança subiu em mais de 60% dos segmentos, enquanto o destaque negativo é o Comércio, que registrou alta em apenas um segmento.

A coleta de dados do ICE ocorreu entre 1º e 23 de dezembro, com informações de 3.956 empresas, segundo a FGV Ibre.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

palavras-chave: FGV: confiança empresarial cai 1,8 ponto em dezembro ante novembro, a 95,2 pontos; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – FGV: confiança empresarial cai 1,8 ponto em dezembro ante novembro, a 95,2 pontos

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Leia também:

Ibovespa Futuro abre em alta, em linha com NY; dólar opera com leve alta

SulAmérica (SULA11) anuncia compra; CSN (CSNA3), Valid (VLID3) e Copel (CPLE3) informam sobre proventos e mais notícias

Na era digital, a nova cara das agências bancárias

Bolsas operam de forma mista e preocupação com ômicron; veja esses e outros assuntos que vão movimentar o mercado hoje

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade