Fipe/Alelo: Gasto em bares e restaurantes melhora em maio com a flexibilização

Valor total gasto nos estabelecimentos recuou 27,1% em maio na comparação com igual mês de 2019, após -33,2% em abril
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de trader para trader

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Fipe/Alelo: Gasto em bares e restaurantes melhora em maio com a flexibilização; invistaja.info;


PLPL3 | P/Cap.Giro: 1.37 | ROIC: 0.3745 | DY: 0.0311 | ROE: 0.5776 | Liq.Corr.: 5.68 | P/EBIT: 4.24

O consumo em bares, restaurantes, padarias e lanchonetes se recuperou em maio com a flexibilização das restrições ao funcionamento dos estabelecimentos, mostram os Índices de Consumo em Restaurantes (ICR), desenvolvidos por Fipe e Alelo e enviados ao Broadcast.

O valor total gasto nos estabelecimentos recuou 27,1% em maio na comparação com igual mês de 2019, após -33,2% em abril. Já a quantidade de transações efetivadas recuou 46,2% na mesma base de comparação, contra -51,4% no quarto mês.

O índice compara o desempenho do setor com a mesma época de 2019, pois é considerado o último período de “normalidade” antes da pandemia.

+Agência Internacional de Energia alerta para oferta ainda mais apertada sem acordo da Opep+

“Em conjunto, esses resultados reforçam a leitura recente dos indicadores comportamentais, destacando a capacidade de reação do consumo em um dos segmentos mais fragilizados pelas restrições da pandemia”, dizem Fipe e Alelo, em nota.

A análise de dados por região também reforça que os impactos negativos sobre o consumos em restaurantes foram amenizados em maio na comparação com abril.

No Nordeste, a queda passou de 34,8% para 30,6% na comparação com os mesmos períodos em 2019.

hotWords: bares restaurantes fipe/alelo: gasto

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

No Sudeste, o ritmo de redução variou de 34,1% para 26,9%. No Norte, de -31,3% para -28,3%.

A melhora foi menos significativa na passagem dos dois meses no Sul (-27,4% para -26,6%) e no Centro-Oeste (-30,6% para -30,3%).

Já o valor gasto em supermercados continua em nível mais alto do que no mesmo período de 2019, mostrando a contínua relevância desse segmento para o abastecimento das famílias durante a pandemia, destacam Fipe e Alelo. Subiu 5,7% em maio ante a média em igual mês do ano retrasado.

A quantidade de vendas, contudo, está 12,3% abaixo do patamar de referência do período pré-pandemia. Ou seja, a indicação é de menor número de compras por mês, mas com o tíquete mais alto.

“ “

PORTO ALEGRE | negocios | invistaja.info – Fipe/Alelo: Gasto em bares e restaurantes melhora em maio com a flexibilização

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Veja também:

Inflação ao consumidor nos EUA sobe 5,4% em junho na base anual, acima do esperado e com o maior avanço desde 2008

Smart Fit arrecada R$ 2,3 bilhões em IPO; início das negociação será na quarta-feira

Volume de serviços sobe 1,2% em maio frente abril e volta a superar nível pré-pandemia; salto é de 23% na base anual

Hypera anuncia aquisição de marcas da Sanofi, como AAS e Cepacol, por US$ 190,3 milhões

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.