Publicidade

Focus: Mercado vê inflação de 10,12% este ano e eleva projeções para Selic em 2022

Relatório Focus também mostrou piora nas projeções para o crescimento da economia brasileira em 2021 e 2022
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Focus: Mercado vê inflação de 10,12% este ano e eleva projeções para Selic em 2022; invistaja.info;


BOAS3 | Mrg.Liq.: 0.1975 | Div.Brut/Pat.: 0.05 | Liq.Corr.: 7.7 | P/L: 31.98 | EV/EBITDA: 10.44 | ROIC: 0.1219

ListenToMarket: Focus: Mercado vê inflação de 10,12% este ano e eleva projeções para Selic em 2022 – Áudio gerado às: 9:0:32

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

BRASÍLIA | invistaja.info — O mercado financeiro elevou, pela 33ª semana, suas projeções para a inflação este ano, desta vez de 9,77% para 10,12%. As estimativas para o indicador em 2022 também tiveram piora, de 4,79% para 4,96%, na 18ª semana consecutiva. Os dados constam no relatório Focus, divulgado na manhã desta segunda-feira (22) pelo Banco Central.

Em meio à forte pressão inflacionária, os economistas ouvidos pelo BC elevaram suas expectativas para os juros em 2022 e agora veem a Selic encerrando o próximo ano em 11,25%, acima dos 11% esperados no levantamento anterior.

Para dezembro deste ano, a estimativa para a taxa básica de juros foi mantida em 9,25%. A expectativa é de novo aumento de 1,5 ponto percentual na Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), no início de dezembro.

+Prévia da inflação, evento da Petrobras, ata do Fomc e Ação de Graças: o que acompanhar na próxima semana

Com relação ao desempenho da economia brasileira, o Focus aponta piora nas projeções. Agora, o mercado estima crescimento de 4,80% este ano, ante 4,88% anteriormente, e expansão de 0,70% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022, ante estimativa de crescimento de 0,93%.

hotWords: mercado projeções para eleva focus: selic

Seja anunciante no invistaja.info

Por fim, no câmbio, os economistas mantiveram suas estimativas de dólar negociado a R$ 5,50 ao fim de dezembro deste ano e do próximo.

Nesta semana, na quinta-feira (25), os investidores vão conhecer o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de novembro. O Itaú projeta uma alta de 1,23% na base mensal, levando a taxa em 12 meses para 10,80% (ante 10,34% em outubro).

“O dado provavelmente será pressionado por preços administrados, notadamente gasolina, GLP e energia elétrica. Entre os preços livres, esperamos aumentos expressivos em itens industriais, alimentação em casa (vegetais, frango) e serviços (como aluguel e comida fora de casa). Também importante, estão as medidas de núcleo de inflação, tanto de bens quanto de serviços, que devem seguir pressionadas nesta leitura”, avaliam os economistas do banco.

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

palavras-chave: Focus: Mercado vê inflação de 10,12% este ano e eleva projeções para Selic em 2022; invistaja.info;

FARIA LIMA | economia | invistaja.info – Focus: Mercado vê inflação de 10,12% este ano e eleva projeções para Selic em 2022

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Veja também:

Ao Vivo – Bolsa em Tempo Real

“Hackers do bem” são recompensados ao testar os sistemas de grandes empresas

KKR faz proposta por Telecom Italia, Petrobras informa valor de proventos e mais notícias

Coletivo que luta por direitos para mulheres vulneráveis no centro de SP pede apoio para manter atividade

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade