Publicidade

Ibovespa avança, acompanhando mercados internacionais e ignorando temores com Ômicron

Bolsa avança e varejistas são destaque após publicação do Focus trazer diminuição das projeções para inflação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de trader para trader

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Ibovespa avança, acompanhando mercados internacionais e ignorando temores com Ômicron; invistaja.info;


CBAV3 | P/L: 0.0 | P/Ativo: 0.654 | P/Cap.Giro: 3.75 | ROE: 0.0 | Div.Brut/Pat.: 0.8 | Liq.Corr.: 1.85

ListenToMarket: Ibovespa avança, acompanhando mercados internacionais e ignorando temores com Ômicron – Áudio gerado às: 13:21:5

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

O Ibovespa avança 0,71%, aos 105.630 pontos, por volta das 13h no pregão desta segunda-feira (27), que é marcado pelo baixo volume de negociações, por conta do período de festas. A bolsa brasileira acompanha os mercados internacionais, que operam majoritariamente em alta e ignoram, até então, a maior aversão ao risco – o VIX, conhecido como o “índice do medo”, sobe 3,12%.

A Ômicron continua deixando investidores divididos: se há de um lado comentários de que a variante parece ser mais transmissível e de que os casos continuarão crescendo, há, do outro, sinalizações de que ela é menos agressiva, causando menos internações e mortes.

“Ainda na fronte da pandemia, o crescimento exponencial do número de casos nos EUA e União Europeia sustenta ambiente de maior cautela”, comenta a a Guide Investimentos em relatório.

+Aquisições gigantescas se tornaram corriqueiras em 2021

As bolsas americanas operam em alta a despeito da notícia de que mais de 2,8 mil voos foram cancelados durante o feriado de Natal por conta da covid-19. A American Airlines, com isso, cai mais de 1,75%. A performance das aéreas não trava a dos índices: o S&P 500, inclusive, atingiu, mais uma vez, uma nova máxima histórica, subindo 0,75% às 12h30, aos 4.761 pontos. Dow Jones e Nasdaq têm alta de, respectivamente, 0,39% e 0,96%.

Na Europa, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, avalia os últimos dados sobre a covid-19 antes de decidir se imporá ou não novas restrições. O país bateu, na véspera de natal, um novo recorde de casos diários da doença confirmados em um dia. A bolsa inglesa, porém, não abre hoje por conta do feriado de Natal.

A despeito da covid-19, os principais índices do Velho Continente que estão abertos operam em alta. Às 12h50, o DAX, da Alemanha, sobe 0,50%, o CAC, da França, 0,69% e o STOXX 600, de todo o continente, 0,59%.

“Começam a se voltar as expectativas para o próximo ano, com os desafios ainda presentes da pandemia”, diz Jason Vieira, economista-chefe da Infinity, em relatório.

Além do mercado externo, influencia no Ibovespa ainda algumas poucas notícias vindas de Brasília, que se encontra, agora, em recesso. Após as casas aprovarem o orçamento para 2022, os comentários são de que há otimismo em relação ao avanço de algumas pautas. “Apesar de ser ano eleitoral, Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, se mostra animado com a aprovação da reforma ainda no primeiro semestre do próximo ano, na contramão do entendimento de aliados do governo”, pontuou a XP em relatório.

hotWords: ômicron ignorando temores internacionais avança,

Seja anunciante no invistaja.info

Focus também faz peso no Ibovespa e impulsiona varejistas.

Mais cedo, a publicação do relatório Focus também foi comentada, com destaque para o fato do Banco Central ter reduzido, mais uma vez, as projeções para o produto interno bruto e para a inflação brasileiros em 2021.

Se de um lado a perspectiva para a economia piorou, investidores consideram que a menor alta dos preços pode abrir espaço para uma folga nos juros, o que tende a impulsionar os ativos de risco. O DI para fevereiro de 2023 recua 4 pontos-base. O DI para fevereiro de 2025 cai 42 pontos-base. O para fevereiro de 2029, 19 pontos-base.

A queda dos juros ajuda a performance das varejistas, muito dependentes do acesso ao crédito, que são destaque do pregão. A Magazine Luiza (MGLU3) sobe 6,70%, negociada a R$ 6,70, sendo a maior alta do Ibovespa.

Nos Estados Unidos, impulsionam o desempenho desse mesmo setor o fato de um relatório divulgado pela Mastercard ontem mostrar que as vendas no varejo no país aumentaram 8,5% na base anual durante a temporada de compras de fim, entre 1º de novembro e 24 de dezembro, impulsionadas pelas crescentes vendas de comércio eletrônico.

O dólar comercial recua 0,20%, a R$ 5,651 na compra e a R$ 5,652 na venda. O dólar futuro cai 0,27%, a R$ 5,657. A moeda brasileira opera descolada dos pares internacionais. O DXY, índice que compara a performance da moeda americana frente a outros pares, tem alta de 0,16%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

palavras-chave: Ibovespa avança, acompanhando mercados internacionais e ignorando temores com Ômicron; invistaja.info;

BELO HORIZONTE | mercados | invistaja.info – Ibovespa avança, acompanhando mercados internacionais e ignorando temores com Ômicron

REFLEXÃO: Harold Pollack, da Universidade de Chicago: Guarde entre 15 e 20% e invista em fundos de índices com taxa baixa.

Saiba mais:

JP Morgan diz que investidores estão muitos pessimistas, mas não vê risco de selloff iminente nos EUA

Positivo (POSI3) fornecerá 176 mil urnas eletrônicas ao TSE em 2022

Investimento em startups brasileiras ultrapassa R$ 50 bilhões em 2021

Petrobras (PETR3;PETR4): XP retoma cobertura com recomendação de compra

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade