Publicidade

Ibovespa fecha em alta pelo segundo dia consecutivo com fôlego das ‘blue chips’ e dados dos EUA

Texto da PEC dos Precatórios foi lido na CCJ, mas votação ficou para a semana que vem
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Ibovespa fecha em alta pelo segundo dia consecutivo com fôlego das ‘blue chips’ e dados dos EUA; invistaja.info;


GPIV33 | Mrg.Ebit: 0.9368 | Liq.Corr.: 6.79 | EV/EBITDA: -0.31 | PSR: 0.52 | P/VP: 0.34 | Cotacao: 6.01

ListenToMarket: Ibovespa fecha em alta pelo segundo dia consecutivo com fôlego das ‘blue chips’ e dados dos EUA – Áudio gerado às: 18:30:34

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

BRASIL | invistaja.info — O Ibovespa emplacou uma segunda sessão consecutiva de ganhos nesta quarta-feira (24). A Bolsa mais uma vez encontrou apoio em ações de peso do índice, como Vale ([ativo=VALE4]) e Petrobras (PETR3;PETR4), e teve um impulso extra dos indicadores nos Estados Unidos. A agenda externa foi carregada, com alguns dados sendo antecipados em função do feriado americano de Ação de Graças – motivo pelo qual as Bolsas em Nova York estarão fechadas amanhã.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que abre espaço no Orçamento adiando o pagamento de precatórios (dívidas judiciais da União) ficou para ser votada semana que vem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Ainda que a notícia tenha contrariado a expectativa do mercado, que contava com uma decisão ainda esta semana, o Ibovespa se firmou no terreno positivo, se saindo melhor que as Bolsas no exterior.

Analistas destacam uma combinação de indicadores dos EUA que ajudou o Ibovespa hoje. A segunda estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) americano para o terceiro trimestre veio em alta de 2,1%, um pouco maior que a primeira estimativa, porém levemente abaixo do esperado pelos economistas. Já o índice de inflação PCE, que é referência para decisões do Banco Central americano (Federal Reserve), avançou 0,6% em outubro, alcançando 5% no acumulado dos últimos 12 meses.

+Integrantes do Fed se mostram preparados para aumentar juros caso inflação siga em alta, diz ata do Fomc

Rodrigo Franchini, sócio da Monte Bravo, explica que, por outro lado, o dado de setembro foi revisado para baixo. “E quando esses dados são revisados para baixo, o mercado vê a inflação menos forte do que anteriormente. Isso significa que a elevação de juros não precisa ser tão forte, o que dá mais gás para ativos de renda variável e traz perspectiva de fluxo para mercados emergente”, afirmou. Porém, Franchini diz que o movimento de hoje pode ter sido “um fôlego pontual”, que pode reverter com alguma notícia interna.

Por outro lado, a ata do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), o Copom do Federal Reserve, mostrou que vários membros do colegiado estão dispostos a acelerar o encerramento do programa de compra de títulos (tapering), caso a inflação se mantenha em alta. O documento mostrou também que o Fed poderia agir mais rapidamente para aumentar as taxas de juros.

“Um outro dado importante que ajudou os mercados foi a arrecadação em outubro, que teve novo recorde e ficou em R$ 179 bilhões, acima do esperado. São surpresas fiscais, com superávit primário e queda na relação entre dívida líquida e PIB, que aos poucos vão repercutindo positivamente na Bolsa”, afirmou João Beck, economista e sócio da BRA.

O Ibovespa fechou em alta de 0,83% aos 104.514 pontos. O volume negociado na sessão ficou em R$ 26,5 bilhões. O Ibovespa futuro sobe 0,44% nos últimos negócios do dia, aos 104.965 pontos.

hotWords: chips’ segundo consecutivo ibovespa alta ‘blue

Publique seu negócio no invistaja.info

Leia mais: Analistas explicam como ações das varejistas devem reagir à Black Friday

O dólar comercial fechou em queda de 0,25% a R$ 5,594 na compra e R$ 5,595 na venda. O dólar futuro com vencimento em dezembro de 2021 é negociado em alta de 0,63% a R$ 5,611 próximo ao fechamento.

No mercado de juros futuros os contratos recuaram após o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sinalizar que não deve acelerar o ritmo de aperto monetário. Na sessão estendida, o  DI para janeiro de 2023 recuou 10 pontos-base para 12,16%; DI para janeiro de 2025 caiu 11 pontos-base para 11,84%; e o DI para janeiro de 2027 tinha queda de cinco pontos-base a 11,73%.

Para amanhã, o mercado aguarda a divulgação da prévia do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês de novembro.

Nos Estados Unidos, as Bolsas fecharam com tendências mistas após a divulgação dos indicadores e da ata do Fomc. O Dow Jones fechou em queda de 0,03%, a 35.804 pontos; o S&P teve alta de 0,23%, a 4.701 pontos; e a Nasdaq avançou 0,44%, a 15.845 pontos.

Os preços do petróleo fecharam em queda e seguem recuando nos negócios da sessão estendida. O barril do Brent recua 0,21% a US$ 82,12 e o do WTI cai 0,34% a US$ 78.24.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

palavras-chave: Ibovespa fecha em alta pelo segundo dia consecutivo com fôlego das ‘blue chips’ e dados dos EUA; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – Ibovespa fecha em alta pelo segundo dia consecutivo com fôlego das ‘blue chips’ e dados dos EUA

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Tópicos mais acessados:

Pilotos de companhias aéreas anunciam greve para próxima semana

Integrantes do Fed se mostram preparados para aumentar juros caso inflação siga em alta, diz ata do Fomc

Analistas explicam como as ações das varejistas devem reagir à Black Friday

Terreno em metaverso é vendido por US$ 2,4 milhões e cripto salta 30%

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade