Ibovespa fecha em queda de 1,1% seguindo exterior e cenário político; dólar tem leve baixa

Mercado registra desempenho negativo, mas fica longe da mínima, quando chegou a ficar nos 116 mil pontos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Ibovespa fecha em queda de 1,1% seguindo exterior e cenário político; dólar tem leve baixa; invistaja.info;


LAVV3 | P/L: 14.22 | Cotacao: 6.73 | DY: 0.0154 | EV/EBITDA: 5.32 | P/EBIT: 11.65 | Cresc.5anos: 0.0

ListenToMarket: Ibovespa fecha em queda de 1,1% seguindo exterior e cenário político; dólar tem leve baixa – Áudio gerado às: 17:41:41

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

PORTO ALEGRE | invistaja.info — O Ibovespa fechou em queda nesta terça-feira (17), estendendo as perdas da sessão anterior seguindo o dia negativo nos mercados internacionais em meio às preocupações com o impacto da variante delta do COVID-19 na economia global diante de dados fracos dos Estados Unidos. Por aqui, seguem no radar as incertezas políticas com pauta do Congresso, eleições e crise institucional.

Apesar dos desempenhos positivos na segunda, os preços do petróleo apagaram seus ganhos nesta terça, em meio a temores sobre a perspectiva de demanda por combustível, o que pesa no humor do mercado também.

Investidores também acompanharam o impacto geopolítico da tomada de Kabul, capital do Afeganistão, pelo Talibã. Na segunda, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, admitiu que a ofensiva do Talibã foi mais rápida do que o esperado. Em meio a críticas, ele rejeitou que sua gestão tenha responsabilidade sobre as cenas de pânico, quando milhares de pessoas buscavam fugir pelo aeroporto de Kabul.

+Camil compra empresa de massas Santa Amália por R$ 260 milhões e cria nova concorrência para M. Dias Branco

Entre os indicadores internacionais, as vendas no varejo americano caíram bem mais que o esperado pelos analistas. Em julho, o setor registrou queda de 1,1% nas vendas, segundo dados ajustados do Departamento do Comércio, enquanto a projeção, segundo média compilada pela Refinitiv, era de recuo de 0,3%.

Já a produção industrial dos EUA cresceu 0,9% em julho ante junho. O resultado veio acima do esperado por analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam crescimento mensal de 0,5%.

Ainda nos EUA, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, participou de evento com estudantes, e disse que “ainda não está claro se a variante delta terá efeitos importantes na economia”.

No Brasil, os investidores seguiram monitorando o noticiário fiscal e a crise institucional, que levam o Ibovespa a ter um desempenho mais fraco do que diversos índices internacionais. A Câmara dos Deputados pode votar nos próximos dias a reforma do Imposto de Renda, ainda que não tenha sido encontrado um acordo entre os parlamentares.

Também na política, a pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta terça mostrou um crescimento da reprovação do presidente Jair Bolsonaro. Seu governo agora é considerado ruim ou péssimo por 54% da população, número que estava em 31% no ano passado.

O Ibovespa teve queda de 1,07%, a 117.903 pontos com volume financeiro negociado de R$ 38,052 bilhões. Na mínima intradiária, o benchmark chegou a bater 116.247 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial fechou em leve queda de 0,2% a R$ 5,27 na compra e a R$ 5,27 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em setembro registra alta de 0,49% a R$ 5,295 no after-market.

Mesmo com a aversão a risco na Bolsa, o real acabou não perdendo força ante o dólar porque os dados fracos dos EUA reduziram as perspectivas de um aperto monetário antes do esperado no país.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 subiu cinco pontos-base a 6,68%, DI para janeiro de 2023 teve alta de dois pontos-base a 8,40%, DI para janeiro de 2025 avançou seis pontos-base a 9,60% e DI para janeiro de 2027 registrou variação positiva de nove pontos-base a 10,04%.

Nesta terça, as bolsas asiáticas tiveram queda em sua maioria, em meio a temores de pressão regulatória do governo chinês sobre empresas de internet. O órgão regulatório do governo publicou o esboço de regras visando barrar competição injusta na internet.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, teve leve queda. Quase todos os setores e as principais bolsas operam em território negativo, com destaque negativo para ações do setor de varejo.

Nesta manhã, foram divulgados dados sobre emprego no Reino Unido, que indicou 182 mil novos funcionários adicionados no mês de julho às folhas de pagamento no país. O Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unido apontou que a taxa de desemprego no segundo trimestre marcou 4,7%, abaixo da expectativa de economistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters.

Também foram divulgados dados sobre a variação do emprego no segundo trimestre na Zona do Euro, que teve alta de 1,8%, acima da expectativa de analistas, de queda de 2,1%. Na comparação trimestral, o indicador avançou 0,5%, frente ao indicador anterior de queda de 0,2%.

Além disso, atenção para o PIB da Zona do Euro, que avançou 13,6% no segundo trimestre na comparação anual, levemente abaixo da projeção de 13,7% e do patamar anterior, também de 13,7%. Na comparação trimestral, o indicador avançou 2%, em linha com a projeção de analistas e com o patamar anterior, também de 2%.

Covid e CPI

Na segunda (16), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 839, queda de 12% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia, foram registradas 363 mortes. As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h, o avanço da pandemia em 24 h.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 28.692, o que representa queda de 15% em relação ao patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia foram registrados 17.493 casos.

Chegou a 115.988.775 o número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid no Brasil, o equivalente a 54,77% da população. A segunda dose ou a vacina de dose única foi aplicada em 50.509.454 pessoas, ou 23,85% da população.

A partir desta terça, as medidas de restrição de horários e público devem chegar ao fim no Estado de São Paulo, após quase um ano e cinco meses de combate à pandemia.

Nesta terça, a CPI da Covid no Senado ouve Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques. Ele é o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) apontado como responsável por produzir um relatório utilizado pelo presidente Bolsonaro para questionar o número de mortes por Covid registrado pelos Estados no país.

Em seu depoimento ao TCU, na semana passada, Marques garantiu que o material escrito por ele não tinha nenhuma menção e não usava cabeçalho ou qualquer material oficial do TCU, e foi mandado por mensagem em um arquivo de Word para seu pai, que é amigo do presidente.

Marques afirmou que o documento foi alterado para indicar que teria vindo do TCU e culpou o Palácio do Planalto pela adulteração.

A cúpula da CPI da Covid decidiu, em reunião na noite desta segunda, suspender a acareação entre o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF).

De acordo com fala do senador Humberto Costa (PT-PE), um dos integrantes da Comissão, a avaliação do grupo de senadores independentes e de oposição na CPI, é de que a acareação pouco contribuiria para esclarecer a questão dos problemas da compra da vacina indiana contra Covid-19 Covaxin.

Onyx, então na secretaria-geral da Presidência, foi o ministro escalado para responder as acusações de Miranda de que havia indícios de corrupção na aquisição da vacina e de que teria apresentado os problemas ao presidente Jair Bolsonaro.Na época, Onyx apresentou uma fatura da venda da Covaxin diferente da mostrada pelo deputado para dizer que não haveria pagamento antecipado e que Miranda estava mentindo.

Com a análise do documento apresentado por Onyx pela CPI, os senadores concluíram que ele era falso. A avaliação dos senadores, no entanto, é que a acareação, aprovada na semana passada, serviria apenas para troca de acusações, mas não traria novos esclarecimentos.

Ainda nesta semana, a CPI pretende ouvir Francisco Maximiano, o presidente da Precisa Medicamentos, intermediária da venda da Covaxin e que acabou perdendo o contrato depois que veio à tona que a empresa teria falsificado documentos em nome do laboratório indiano Bharat Biotech, desenvolvedor da vacina.

Radar político econômico

O relator da reforma do imposto de renda, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), afirmou ao jornal Valor que não divulgará um novo parecer nem deve fazer novas alterações na proposta, cuja última versão foi protocolada na quinta-feira. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), quer votar o projeto em plenário hoje.

Na quinta-feira, a proposta saiu de pauta após diversos partidos pedirem o adiamento para negociar ajustes ao texto – que teve outro parecer divulgado naquele mesmo dia à noite.

O ministro Ricardo Lewandowski, relator da ação que julga a revisão da lei de autonomia do Banco Central no Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou a pauta ao plenário da Corte para ser votada no dia 25 de agosto. A análise da contestação apresentada por dois partidos de oposição – PT e PSOL -, que pedem a reversão da legislação que retirou o status de ministério da autoridade monetária, estava parada desde junho deste ano após um pedido de suspensão da sessão virtual apresentado pelo ministro Luís Roberto Barroso.

hotWords: cenário leve 1,1% fecha seguindo baixa

Seja anunciante no invistaja.info

Até o momento, Lewandowski foi o único a votar, julgando procedente o pedido das siglas de oposição para que a União volte a exercer maior influência sobre a instituição. Conforme apurou o Estadão com fontes no Supremo, o parecer a ser apresentado pelo STF deve ser favorável à manutenção da lei de autonomia. A maioria necessária para manter a validade do texto aprovado no Congresso compreende ser superável a suposta questão de inconstitucionalidade contida na origem do projeto e alegada pelos partidos.

Na segunda, o procurador-geral da República, Augusto Aras, abriu investigação preliminar para apurar se o uso de uma TV pública por Jair Bolsonaro (sem partido) para transmitir a live em que atacou o sistema eleitoral brasileiro sem apresentar provas configura crime.

Aras atendeu a pedido da ministra do STF Cármen Lúcia, que é relatora da notícia-crime apresentada por parlamentares do PT em desfavor de Bolsonaro “pela prática de ato de improbidade administrativa, de propaganda antecipada e de crime eleitoral”, de acordo com a representação.

“Intime-se o procurador-geral da República para, no prazo máximo de 24 horas, apresentar manifestação”, determina. A ministra lembra, na decisão, que já havia pedido posicionamento da PGR em 3 de agosto, mas não houve manifestação.Na ocasião, Cármen Lúcia argumentou que os atos relatados na petição podem, em tese, configurar crime “de natureza eleitoral, utilização ilegal de bens públicos, atentados contra a independência de poderes da República”.

A peça apresentada por parlamentares do PT aponta a utilização da estrutura pública, no caso a EBC, empresa pública de televisão, para supostamente fazer propaganda política antecipada, atacar adversários políticos, partidos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o presidente da corte, Luís Roberto Barroso.

Procurado, o Palácio do Planalto não respondeu de imediato a um pedido de comentário feito pela agência Reuters.

No sábado Bolsonaro anunciou que apresentará ao Senado pedidos de impeachment contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Em manifestação no Twitter na segunda, o presidente do Senado e do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) defendeu o diálogo entre os Poderes.

“O diálogo entre os Poderes é fundamental e não podemos abrir mão dele, jamais. Fechar portas, derrubar pontes, exercer arbitrariamente suas próprias razões são um desserviço ao país”, publicou o senador.

Em fala a jornalistas na segunda-feira, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que acha improvável que os pedidos de impeachment aventados por Bolsonaro avancem no Senado.

“Não é questão de arrefecer ou colocar lenha na fogueira. O presidente tem a visão dele, ele considera que esses ministros estão passando dos limites aí em algumas decisões que têm sido tomadas. E uma das saídas, dentro da nossa Constituição, que prescreve ali no Artigo 52, seria o impeachment que compete ao Senado fazer”, disse Mourão.

No final de semana, Bolsonaro reforçou, por meio de uma mensagem enviada a listas de transmissão com ministros, amigos e apoiadores bolsonaristas, a convocação para um ato de “último aviso” ao Judiciário e ao Congresso. A convocação foi revelada pelo colunista do site Metrópoles, Guilherme Amado.

Grupos bolsonaristas se organizam nas redes sociais para transformar o 7 de setembro em um grande ato de apoio ao presidente, com uma pauta que inclui a defesa do voto impresso, a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ameaças de golpe de Estado.

Segundo a agência Reuters, grupos bolsonaristas se organizam nas redes sociais para transformar o 7 de setembro em um grande ato de apoio ao presidente, com uma pauta que inclui a defesa do voto impresso, a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ameaças de golpe de Estado.

De acordo com uma fonte próxima ao presidente ouvida pela Reuters, Bolsonaro irá participar de atos em Brasília, pela manhã, e em São Paulo, à tarde.

​​Os governadores de 13 Estados e do Distrito Federal divulgaram na segunda-feira uma nota conjunta em que manifestam solidariedade ao STF em meio ao que chamam de “constantes ameaças e agressões”, sem citar nominalmente o presidente Jair Bolsonaro.

Além disso, em participação no congresso Offshore Technology Conference (OTC), em Houston, o ministro de Minas e Energia, almirante de esquadra Bento Albuquerque, afirmou que o leilão dos excedentes da cessão onerosa marcado para 17 de dezembro pode gerar US$ 40 bilhões em investimentos no período de desenvolvimento dos dois blocos ofertados.

Em entrevista concedida à Reuters, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que os efeitos da pandemia e o cenário político conturbado no país devem afetar as concessões importantes de infraestrutura previstas para até 2022, como a Ferrogrão, aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ) e a Via Dutra.

Radar corporativo

A temporada de resultados chegou na reta final, ainda com uma agenda movimentada.

O IRB Brasil RE (IRBR3) registrou prejuízo líquido de R$ 206,9 milhões no segundo trimestre de 2021, o que indica perdas 68,5% menores em relação ao mesmo período de 2020, quando reportou prejuízo de R$ 656,7 milhões. No primeiro trimestre de 2021, o ressegurador teve lucro de R$ 35,1 milhões. Nos primeiros seis meses de 2021, o prejuízo líquido totalizou R$ 156,1 milhões, ante perdas de R$ 621,7 milhões no ano anterior, ou uma queda nas perdas de 74,9%.

Maiores altas

Maiores baixas

A elétrica estatal mineira Cemig (CMIG4) informou lucro líquido de R$ 1,94 bilhão no segundo trimestre de 2021, alta de 80% em relação a igual período do ano anterior. O lucro Ebitda ajustado foi de R$ 1,32 bilhão, avanço de 39,2% na comparação anual.

A Yduqs (YDUQ3) informou lucro líquido de R$ 116,5 milhões para o trimestre de abril a junho. Analistas ouvidos pela Refinitiv esperavam resultado positivo de R$ 145,5 milhões.

A Jalles Machado (JALL3) teve lucro líquido de R$ 115,7 milhões no primeiro trimestre da temporada 2021/22, revertendo prejuízo de R$ 16,9 milhões obtido no mesmo período da safra anterior.

Cruzeiro do Sul (CSED3), Focus Energia (POWE3), Boa Vista (BOAS3), Gafisa (GFSA3), Mosaico (MOSI3), entre outras companhias também apresentaram seus números para o trimestre.

Além da temporada, a Petrobras (PETR4) está trabalhando com a companhia japonesa de engenharia Modec para evitar atrasos na implantação da quinta plataforma de produção do campo de Búzios, disse na segunda Marcio Kahn, que é o gerente executivo do ativo na Petrobras. A estatal brasileira propôs nove plataformas para Búzios, seu projeto de águas profundas com ritmo mais acelerado de crescimento, no plano de negócios 2021-2025.

A Camil (CAML3) anunciou na segunda-feira que assinou contrato para aquisição da companhia de massas Santa Amália, por R$ 260 milhões marcando sua entrada no segmento.

A comercializadora de energia Comerc pediu na segunda-feira o registro para uma oferta pública inicial de ações, em busca de recursos para financiar seus projetos de expansão.

(com Reuters e Estadão)

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.

palavras-chave: Ibovespa fecha em queda de 1,1% seguindo exterior e cenário político; dólar tem leve baixa; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – Ibovespa fecha em queda de 1,1% seguindo exterior e cenário político; dólar tem leve baixa

REFLEXÃO: Bill Mann, da Motley Fool Asset Management: Busque investir em conjunto com grandes gestores, depois, é só ser paciente.

Veja também:

Ações da Locaweb caem 7%, Mosaico sobe 6,6% e Cemig avança após resultados; Vale e siderúrgicas caem com minério

Yduqs: analistas celebram metas atingidas apesar de cenário desafiador e reiteram otimismo; ação fecha em alta de 6,23%

Xiaomi anuncia mais 5 lojas físicas no Brasil, e promete manter ritmo forte de lançamentos em 2021

Yduqs: analistas celebram metas atingidas apesar de cenário desafiador e reiteram otimismo; ação salta mais de 5%

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade