Publicidade

Mercado Livre revela que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin no 1º trimestre

Segundo a empresa, o investimento foi feito no contexto de diversificação de ativos usados na estratégia de tesouraria
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para o trader investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Mercado Livre revela que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin no 1º trimestre; invistaja.info;


TELB3 | P/VP: 3.1 | P/Ativo: 1.133 | EV/EBITDA: -58.1 | PSR: 18.025 | Mrg.Liq.: -0.3981 | P/EBIT: -16.84

ListenToMarket: Mercado Livre revela que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin no 1º trimestre – Áudio gerado às: 17:10:45

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

BRASIL | invistaja.info — O Mercado Livre (MELI34) informou junto com seu resultado do primeiro trimestre deste ano que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin entre janeiro e março.

Segundo o comunicado da empresa, o investimento foi feito no contexto de diversificação de ativos usados na estratégia de tesouraria.

Com isso, o Mercado Livre se une a outras grandes empresas que nos últimos meses também decidiram entrar no mercado de criptoativos. O caso mais conhecido é a fabricante de veículos elétricos Tesla, que no início deste ano revelou um investimentos de US$ 1,5 bilhão em bitcoins.

+STF vai julgar correção do FGTS; veja o que está em jogo e como pedir a revisão

“Como parte de nossa estratégia de tesouraria neste trimestre, compramos US$ 7,8 milhões em Bitcoin, um ativo digital que estamos divulgando dentro de nossos ativos intangíveis de duração indefinida”, disse a companhia.

Para Marco Castellari, CEO da Brasil Bitcoin, o movimento não chega a ser uma surpresa. “O Bitcoin vem se tornando cada vez mais uma reserva de valor para grandes empresas, principalmente as de tecnologia, como a Tesla, por exemplo. É apenas questão de tempo para que as big techs como a Amazon, Apple, Google, Microsoft e companhia entrem no ‘jogo’”, avalia.

hotWords: trimestre milhões mercado comprou

Publique seu negócio no invistaja.info

“O que atrai as empresas a comprarem Bitcoin é a sua escassez, portabilidade, imutabilidade e seu processo de deflação. Para elas, é muito mais atrativo manter Bitcoin em caixa do que moedas fiduciárias”, explica o executivo.

Já Ney Pimenta, CEO da BitPreço, lembra que o próprio Mercado Livre já tinha colocado a criptomoeda como forma de pagamento para aquisição de imóveis na Argentina. “O próximo passo que imaginamos é do Mercado Livre começar a aceitar o pagamento em cripto para todos os seus produtos. Tesla e PayPal já entraram no mercado, é uma questão de tempo até outras big techs aderirem”, diz.

O investimento recente de algumas companhias em Bitcoin tem gerado bons frutos, como o caso da Tesla, que em seu balanço do primeiro trimestre reportou um impacto positivo em seu lucro na casa de US$ 101 milhões com a criptomoeda.

Apesar de alguns movimentos de correção recentemente, o Bitcoin segue acima do nível de US$ 55 mil, acumulando, até agora, em 2021 uma valorização de mais de 90%.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

palavras-chave: Mercado Livre revela que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin no 1º trimestre; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – Mercado Livre revela que comprou US$ 7,8 milhões em Bitcoin no 1º trimestre

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Notícias relacionadas:

Justiça decreta falência da MMX Sudeste; ação MMXM3 volta a negociar após suspensão e cai mais de 20%

Covid-19: Pfizer anuncia doação de vacinas para atletas olímpicos

Os motivos (além do resultado) para a queda das ações do Pão de Açúcar na sessão desta quinta-feira

Presidente do BOE diz que comprar criptomoedas é perder dinheiro

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade