Multinacionais pedem medidas para combater desmatamento na cadeia de suprimento

De acordo com as companhias, a rastreabilidade e a transparência da cadeia de suprimento são fundamentais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Multinacionais pedem medidas para combater desmatamento na cadeia de suprimento; invistaja.info;


ALUP4 | P/Ativo: 0.345 | Cresc.5anos: 0.4907 | Liq.2meses: 254079.0 | P/ACL: -0.82 | Div.Brut/Pat.: 1.5 | Pat.Liq: 6091770000.0

ListenToMarket: Multinacionais pedem medidas para combater desmatamento na cadeia de suprimento – Áudio gerado às: 18:50:45

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Um grupo de 11 multinacionais europeias dos setores de alimentos, distribuição e varejo de alimentos, cosméticos, produtos de consumo e produtos de luxo estão pedindo medidas mais duras da União Europeia para combater o desmatamento em suas respectivas cadeias de suprimento.

Em declaração conjunta, Barry Callebaut, Carrefour, Danone, Jerónimo Martins, Kering, L’Occitane, Metro, Nestlé, Reckitt, Sainsbury’s e Tesco disseram que o compromisso com o fim do desmatamento deve começar com a exigência de rastreabilidade de produtos e matérias-primas quando eles entram no mercado comum europeu.

“Reconhecemos que nossos negócios têm uma responsabilidade nessa luta porque nossas cadeias de suprimento são globais e incluem commodities que podem contribuir para o desmatamento. Por isso, temos o compromisso de acabar com o desmatamento em nossas cadeias produtivas e temos implementado medidas para esse fim nos últimos dez anos”, disseram as empresas no comunicado.

+Robinson Shiba, do China In Box, reaparece mais de dois anos após acidente

De acordo com as companhias, a rastreabilidade e a transparência da cadeia de suprimento são fundamentais para impulsionar a mudança sistêmica. Como o maior mercado mundial, a União Europeia se encontra “numa posição forte para promover uma originação mais sustentável de commodities em nível global por meio do comércio”.

hotWords: suprimento combater multinacionais desmatamento pedem

Publique seu negócio no invistaja.info

As empresas disseram que precisam de uma estrutura legal clara que dê a todos os agentes da cadeia de suprimento incentivos para enfrentar os riscos de desmatamento, promova a transparência, forneça um cronograma realista de implementação e trabalhe para apoiar agricultores e suas comunidades. “Para isso, pedimos à Comissão Europeia que explore a utilização de tecnologias inovadoras, como o monitoramento por satélite.”

O comunicado também pede que Comissão Europeia e Estados-membros reforcem a cooperação com países produtores por meio de assistência técnica, troca de informações e boas práticas de preservação, conservação e uso sustentável das florestas.

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

palavras-chave: Multinacionais pedem medidas para combater desmatamento na cadeia de suprimento; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Multinacionais pedem medidas para combater desmatamento na cadeia de suprimento

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Notícias relacionadas:

Produtores argentinos marcam paralisação contra suspensão de exportação de carne

Não vamos acelerar nem frear a agenda de aquisições, diz Alexandre Birman, da Arezzo

Ibovespa fecha praticamente estável e tem 4º sessão seguida sem quedas; dólar cai a R$ 5,25

Com acordo sobre parecer, Câmara pauta votação da MP de privatização da Eletrobras para quarta; ações sobem até 3%

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.