Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira – 27/8

Bolsas mundiais operam sem sentido definido com investidores à espera da fala de Powell; Aneel divulga bandeira tarifária para setembro e mais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira – 27/8; invistaja.info;


BBAS3 | P/EBIT: 0.0 | PSR: 0.0 | Cresc.5anos: 0.0079 | Mrg.Liq.: 0.0 | P/ACL: 0.0 | P/VP: 0.64

BELO HORIZONTE | invistaja.info — O grande destaque na sessão desta sexta-feira nos mercados globais fica para a fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, às 11h (horário de Brasília), que pode trazer mais detalhes sobre como a autoridade monetária está vendo a economia americana e dar mais sinais sobre o cronograma para a redução do programa mensal de títulos para estimular a atividade. Nesta data, atenção ainda para os dados de índice de preços PCE nos EUA.

Na véspera, o  Ibovespa fechou em queda acompanhando o dia negativo em Wall Street em meio a falas mais “hawkish” (favoráveis a um aperto monetário para conter a inflação) de dirigentes do Federal Reserve, enquanto que, no Brasil, aumentam os temores sobre a crise hídrica e seu impacto na inflação. Nesta data, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulga a bandeira tarifária para setembro.

Confira mais destaques:

+Lula, Bolsonaro, ou 3ª via? Um ensaio de 2022 com Stuhlberger e Parreiras

1.Bolsas mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros americanos têm altas nesta sexta (27), com investidores aguardando mais sinais do Federal Reserve, cujas autoridades estão reunidas no simpósio de Jackson Hole.

Na quinta, os três principais índices fecharam em baixa. O Dow interrompeu uma sequência de quatro altas, enquanto que o S&P e o Nasdaq interromperam uma série de cinco resultados positivos. O Dow recuou 0,5%; o S&P perdeu 0,6%; e o Nasdaq teve queda também de 0,6%.

Investidores acompanham o noticiário sobre o Afeganistão. Na quinta, o Pentágono confirmou que explosões próximas ao Aeroporto Internacional Hamid Karzai mataram 13 trabalhadores do serviço americano e feriram outros 18. A incerteza causada pelos sinais de piora da situação no país contribuiu para os resultados negativos das bolsas.

No radar de política econômica, às 11h, Jerome Powell, presidente do Fed, faz um discurso. Investidores devem buscar sinais sobre os planos do banco central americano de reduzir o seu programa de compra de títulos, que vem injetando mensalmente cerca de US$ 120 bilhões nos mercados como medida para proteger a economia durante a pandemia de Covid.

Historicamente, presidentes do Fed vêm utilizando o simpósio de Jackson Hole para realizar anúncios importantes sobre mudanças em suas políticas.

A expectativa é de que Powell sinalize medidas que devem ser discutidas na reunião do Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) do Fed de 22 de setembro sem, no entanto, se comprometer firmemente com nenhuma medida neste primeiro momento.  Veja mais clicando aqui.

Também às 11h são divulgados os índices Michigan de percepção e confiança do consumidor.

Na semana até o momento, o Dow soma alta de 0,3%; o S&P sobe 0,6%; e o Nasdaq composto, 1,6%.

No mês de agosto até o momento, o Dow registra alta de 0,8%; o S&P sobe 1,7%; e o Nasdaq, de 1,9%.

Ásia

As bolsas asiáticas fecharam com desempenhos variados entre si nesta sexta, também à espera de sinais do Federal Reserve com a fala de Jerome Powell.

No Japão, o Nikkei recuou 0,36%; na Coreia do Sul, o Kospi avançou 0,17%; em Hong Kong, o índice Hang Seng teve queda de 0,18%; na China continental, o Shanghai composto subiu 0,59%.

Especificamente em Shangai, as ações subiram depois que os investidores mostraram alívio com a maior injeção semanal de dinheiro no sistema bancário pelo banco central desde fevereiro, e depois de autoridades pedirem mais suporte financeiro para empresas de varejo e comerciais.

O banco central da China injetou pela terceira sessão seguida 50 bilhões de iuanes (US$ 7,71 bilhões) de operações de recompra reversa de sete dias no sistema bancário nesta sexta-feira. O total semanal de injeção líquida é de 120 bilhões de iuanes, maior volume desde o início de fevereiro.

Europa

Os mercados europeus operam praticamente estáveis, também de olho nos EUA. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus perde 0,1%, com destaque negativo para papéis do setor de viagem e lazer e positivo para o de recursos básicos.

Dados da agência oficial de estatísticas francesa indicaram que a confiança do consumidor caiu de 100 pontos em julho para 99 pontos em agosto.

Principais indicadores

Veja os principais indicadores às 7h30 (horário de Brasília):

Estados Unidos*Dow Jones Futuro (EUA), +0,24%*S&P 500 Futuro (EUA), +0,3%*Nasdaq Futuro (EUA), +0,34%

Europa*FTSE 100 (Reino Unido), -0,03%*Dax (Alemanha), -0,04%*CAC 40 (França), -0,13%*FTSE MIB (Itália), +0,25%

Ásia*Nikkei (Japão), -0,36% (fechado)*Shanghai SE (China), +0,59% (fechado)*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,03% (fechado)*Kospi (Coreia do Sul), +0,17% (fechado)

Commodities e Bitcoin*Petróleo WTI, +1,602%, a US$ 68,5 o barril*Petróleo Brent, +1,49%, a US$ 72,13 o barril*Bitcoin, +0,72%, a US$ 47.343,00Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 1,39%, cotados a 840 iuanes, equivalente hoje a US$ 129,67 (nas últimas 24 horas).USD/CNY = 6,48

2. Agenda

Brasil

Aneel divulga bandeira tarifária para setembro9h: IBGE divulga o Índice de Preços ao Produtor (IPP) relativo a julho9h30: Banco Central divulga dados de julho sobre empréstimos bancários10h: Roberto Campos Neto, presidente do BC, participa de live da Febraban com o presidente da entidade, Isaac Sidney, e o presidente da Câmara, Arthur Lira

Estados Unidos

9h30: Departamento de Comércio dos Estados Unidos divulga o Índice de Gastos Pessoais (PCE na sigla em inglês); expectativa Refinitiv é que núcleo do PCE suba 0,3% em julho frente junho e tenha alta de 3,6% na comparação anual11h: O presidente do Fed, Jerome Powell, faz discurso no simpósio de Jackson Hole11h: Universidade de Michigan divulga índice de sentimento do consumidor final de agosto

3. Covid, variante Delta e CPI

Na quinta (26), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 696, queda de 20% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia, foram registradas 875 mortes. As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h, o avanço da pandemia em 24 h.

A média móvel de novos casos em 7 dias foi de 25.904 o que representa queda de 13% em relação ao patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia foram registrados 30.288 casos.

Chegou a 127.098.222 o número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid no Brasil, o equivalente a 60,02% da população. A segunda dose ou a vacina de dose única foi aplicada em 58.646.314 pessoas, ou 27,7% da população.

Na quinta, a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro adiou por tempo indeterminado o início do plano de retomada gradual das atividades, previsto para começar na semana que vem. O adiamento ocorre em virtude do avanço da variante Delta do coronavírus.

A decisão foi tomada em atendimento às recomendações do comitê científico formado por especialistas que assessoram a prefeitura carioca na adoção de medidas de combate à pandemia de Covid-19.

O comitê já havia recomendado a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a doença em idosos, público considerado mais vulnerável diante do avanço de novas variantes.

O plano original de retomada previa que, já a partir de 2 de setembro, estariam liberados os eventos públicos em locais abertos e a presença de 50% da lotação em estádios de futebol, boates, danceterias e casas de shows. Em outubro, a prefeitura pretendia autorizar 100% da capacidade e, em novembro, desobrigar o uso de máscaras.

Não há previsão de quando as medidas de reabertura serão implementadas.

A cidade e o Estado do Rio se tornaram neste mês o epicentro no Brasil da variante Delta do coronavírus, apontada como altamente transmissível, e houve um aumento expressivo no número de casos e internações.

A taxa de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) na cidade subiu para 92% e no Estado está em 71%.

Na quinta, a CPI da Covid no Senado ouviu José Ricardo Santana, ex-funcionário da Anvisa. Ele é ex-secretário executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, um órgão interministerial cuja secretaria-executiva fica sob a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Santana foi apontado como um dos participantes de um jantar em que teria ocorrido um pedido de propina para a compra de vacinas da AstraZeneca pelo governo federal.

À CPI, ele disse que o convite veio do ex-diretor da Saúde, Roberto Dias. Santana afirmou que não viu “pedido de vantagem indevida” no encontro onde teria ocorrido pedido de propina por vacinas da AstraZeneca.

Além disso, atendendo a um pedido da CPI da Covid, a Justiça Federal retirou na quintao sigilo sobre os documentos que tratam da aquisição da vacina indiana Covaxin, que havia sido determinado pelo governo federal.

hotWords: mercado sexta-feira 27/8 assuntos

Anuncie no invistaja.info

O contrato de compra tinha o valor mais alto por imunizante, com valor total de R$ 1,6 bilhão por 20 milhões de doses. Mas foi encerrado após denúncias de irregularidades e a constatação de fraude nos documentos enviados pela Precisa Medicamentos, que atuou como intermediária entre a fabricante indiana Bharat Biotech e o Ministério da Saúde.

4. Precatórios, crise hídrica e energética e atos políticos

Na quinta, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, que também preside o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) afirmou na Expert XP que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera o rito de pagamento dos precatórios poderá incluir o aval do CNJ para uma nova modalidade de pagamentos das dívidas reconhecidas pelo governo em decisões judiciais.

Fux explicou que a ideia é que, após a inclusão das novas atribuições do conselho em relação ao pagamento dos precatórios na emenda constitucional, se for aprovada pelo Congresso, o colegiado vai expedir um ato normativo prevendo a nova política de pagamento desses passivos pela União.

O presidente do STF indicou que uma solução costurada na Corte para os precatórios em 2022 é de que o limite para pagamento em um ano seja disciplinado pela mesma dinâmica da regra do teto de gastos.

Com isso, a conta passaria a crescer somente pela inflação medida pelo IPCA nos 12 meses até junho do ano anterior. A proposta formal é que a base de cálculo retroaja a 2016, quando passou a vigorar a regra do teto.

Segundo uma fonte ouvida pela agência internacional de notícias Reuters, isso levaria o pagamento máximo de precatórios em 2022 a cerca de R$ 40 bilhões, um corte de R$ 49,1 bilhões em relação aos R$ 89,1 bilhões apresentados para o exercício.

Também ao participar da Expert XP, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que a saída da adoção da regra do teto mencionada mais cedo por Fux representaria equacionamento “muito interessante” por corrigir vícios de origem.

Leia também: O Plano B de Guedes para viabilizar o novo Bolsa Família

Isso porque os precatórios são despesas obrigatórias, mas o Executivo, que é quem paga a conta, não tem qualquer ingerência sobre o tamanho do gasto total.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a eventual mediação do Judiciário na discussão sobre os precatórios pode evitar contestações da solução a ser encontrada para a questão, seja ela por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) ou por outra alternativa.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) formulada pela equipe econômica abriria um espaço menor do que o dimensionado pela proposta do STF, de R$ 33,5 bilhões no Orçamento, ao propor duas regras para o pagamento: o parcelamento em dez vezes dos precatórios de mais de R$ 66 milhões (economia de R$ 22,7 bilhões) e uma limitação provisória dos pagamentos anuais de precatórios a 2,6% da receita corrente líquida. Isso sujeitaria precatórios entre R$ 66 mil e R$ 66 milhões a eventual parcelamento (economia de R$ 10,8 bilhões). Pela PEC, os precatórios de até R$ 66 mil seriam integralmente quitados.

Além disso, em sua live semanal na quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reforçou que o Brasil enfrenta uma crise hídrica e afirmou que o país está “no limite do limite”, e pediu que as pessoas ajudem a economizar energia elétrica.

“Tenho certeza que você pode apagar um ponto de luz na sua casa”, disse Bolsonaro em sua transmissão ao vivo semanal em redes sociais. “Apague um ponto de luz na sua casa.”

Bolsonaro disse na live que o ministro de Minas e Energia, almirante de esquadra Bento Albuquerque, mantém conversa com governadores e discute a possibilidade de redução ou isenção de cobrança de ICMS sobre a bandeira tarifária. “A gente apela aos senhores governadores que resolvam de comum acordo questão”, disse

Em sua live, Bolsonaro também fez um apelo à Câmara dos Deputados para que não aprove, no projeto que altera regras eleitorais, a quarentena a juízes, promotores, policiais e militares.

A proposta, que tem votação prevista para a próxima semana, prevê, entre outros pontos, que essas categorias respeitem uma quarentena de 5 anos para disputar as eleições.

Bolsonaro diz avaliar que a aprovação da medida iria configurar uma “tremenda discriminação”.

O presidente reconheceu que a quarentena poderia impedir eventual candidatura do ex-juiz e ex-ministro de seu governo Sergio Moro, que deixou o governo acusando o presidente de interferência na Polícia Federal. Mas disse que não usaria uma lei para impedir tal candidatura porque isso prejudicaria uma série de outras pessoas interessadas em participar da política.

Bolsonaro também assegurou que os atos previstos para 7 de Setembro de apoiadores do governo serão pacíficos e pedirão por liberdade e o cumprimento de dispositivos constitucionais.

Os protestos têm entre suas pautas a defesa do voto impresso e críticas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O presidente confirmou que pretende participar em dois momentos: pela manhã, em Brasília, e à tarde na Avenida Paulista, em São Paulo.

Recentemente, organizadores dos atos nas redes sociais chegaram a planejar ataques físicos ao STF, com ameaças de invasão à Corte e também ao Congresso, além de propostas de parar o país com greve de caminhoneiros até que ministros sejam afastados.

Há uma preocupação especial com a participação de policiais militares armados nos atos bolsonaristas. Segundo reportagem com chamada de capa no jornal O Estado de São Paulo, após requisição do Ministério Público a Polícia Militar abriu um inquérito policial-militar para apurar o comportamento do coronel Aleksander de Lacerda, que convocou pelas redes sociais amigos para comparecer à manifestação de 7 de setembro e fez ataques ao STF e a João Doria. Segundo o jornal, Doria deseja uma punição exemplar para o coronel, que já foi afastado.

Na quinta, o YouTube, da Alphabet, informou que suspendeu pagamentos a produtores de conteúdo de 14 canais, após uma decisão do TSE sobre disseminação de notícias falsas que já foi criticada por Bolsonaro e por seus filhos.

Entre os canais e páginas compreendidas pela decisão estão algumas das principais redes de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, como o canal Terça Livre, o Jornal da Cidade Online e o canal de Oswaldo Eustáquio, apoiador de Bolsonaro que chegou a ser preso na investigação sobre atos antidemocráticos.

5. Radar corporativo

A aprovação de pagamento de dividendos pela Usiminas, a aquisição feita pela Minerva, o rating da Cielo rebaixado e outrs notícias são destaque no radar corporativo. Confira abaixo:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou na quinta-feira que, concluída a etapa de verificação e efetividade da proposta comercial, a companhia Excelerate Energy avançou para a etapa de habilitação do processo de arrendamento do Terminal de Regaseificação de GNL da Bahia (TR-BA).

Além disso, o comprador da Refinaria Isaac Sabbá (Reman), da Petrobras, em Manaus (AM), disse na quinta-feira que a aquisição tem como objetivo elevar a oferta de combustíveis e derivados de petróleo e gás para a região de influência da unidade. A Petrobras informou na quarta ter assinado contrato com a Ream Participações para a venda da Reman e de seus ativos logísticos associados, por US$ 189,5 milhões.

Também na quinta, a Associação Nacional dos Petroleiros Acionistas Minoritários da Petrobras (Anapetro) afirmou em comunicado que encaminhou requerimento à petroleira pedindo que não participe da 17ª Rodada de Licitações de blocos exploratórios neste ano, “dada a fragilidade ambiental e jurídica” de áreas em oferta. A rodada está marcada para 7 de outubro, com a oferta de 92 blocos exploratórios marítimos nas bacias de Campos, Santos, Pelotas e Potiguar.

Usiminas (USIM5)

O Conselho de Administração da Usiminas aprovou a distribuição de R$ 1,211 bilhão em proventos referentes ao lucro do primeiro semestre. Serão R$ 829,9 milhões em dividendos totalizando R$ 0,646624597 por ação ordinária e R$ 0,711287057 por ação preferencial e mais R$ 448,6 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), o que representa um valor líquido de R$ 0,297122971 a cada ação ordinária e de R$ 0,326835268 a cada ação preferencial.

O pagamento será feito no dia 5 de outubro e a data com, que é o dia em que os investidores precisam ter papéis da empresa em carteira para terem direito aos proventos, é o dia 31 de agosto. As ações serão negociadas “ex-proventos” no dia 1º de setembro, ou seja, quem comprar os papéis a partir desse dia não terá direito a receber os dividendos ou os JCP.

Minerva (BEEF3)

A Minerva Foods celebrou na quinta-feira suas primeiras iniciativas para investimentos no mercado da Austrália, com a aquisição dos frigoríficos Sharke Lake e Great Eastern Abattoir, ambos especializados em ovinos e localizados na costa oeste do país, informou a empresa em comunicado.

Segundo a Minerva, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, os investimentos serão realizados e as plantas exploradas por meio de uma joint venture em fase final de constituição com a SALIC, na qual a empresa brasileira deterá fatia de 65% e a SALIC a participação restante de 35%.

O investimento total da joint venture será de aproximadamente US$ 35 milhões, incluindo a aquisição dos ativos, aportes para melhoria das estruturas das plantas e capital de giro, disse a companhia. A Minerva acrescentou que a expectativa é de que os frigoríficos estejam aptos para início de operação no prazo de 60 dias.

Cielo (CIEL3)

A agência de classificação de risco Moody’s cortou o rating da Cielo de Ba1 para Ba2, com perspectiva estável, citando a queda na participação de mercado e dos lucros da maior empresa de pagamentos do país.

“Embora o mercado brasileiro de cartões e pagamentos eletrônicos apresente fundamentos de crescimento de longo prazo favoráveis, a Moody’s acredita que a concorrência continuará a aumentar, não só de outros adquirentes que estão reduzindo os preços, mas de meios de pagamento alternativos, desenvolvimentos tecnológicos e regulatórios”, afirmou a Moody’s no relatório.

A agência citou entre outros fatores que o Ebitda da Cielo caiu de R$ 8,2 bilhões em 2016 para R$ 2,7 bilhões, e previu que Ebitda da companhia será de, em média, R$ 3 bilhões anuais nos próximos dois anos.

Magazine Luiza (MGLU3)

O Magazine Luiza informou que as assembleias gerais extraordinárias da companhia e da KabuM! aprovaram a incorporação de 1,4 milhão de ações da empresa adquirida. O Magalu também adquiriu outras 564,8 mil ações da KabuM!.

Com isso, depois da transação, a Kabum se torna subsidiária integral da companhia. Os acionistas que não votaram favoravelmente à incorporação, que se abstiveram de votar ou que não compareceram à assembleia contam com 30 dias para exercer direito de retirada.

(Reuters e Estadão Conteúdo)

As melhores recomendações de investimentos por 30 dias grátis: conheça o Expert Pass

palavras-chave: Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira – 27/8; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira – 27/8

REFLEXÃO: Morgan Housel: Se preocupe somente quando você achar que tiver tudo resolvido.

Notícias relacionadas:

Jackson Hole: o que esperar da fala de Powell em um dos mais importantes eventos de política monetária dos EUA no ano?

CMN autoriza BC a estender prazo de contrato de swap com o Fed

Lula, Bolsonaro, ou 3ª via? Um ensaio de 2022 com Stuhlberger e Parreiras

Lula, Bolsonaro, ou 3ª via? Um ensaio de para 2022 com Stuhlberger e Parreiras

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade