Publicidade

Passaporte de vacina ajuda países a elevar proteção, diz estudo

O estudo, que examinou dados de seis países, é o primeiro a investigar o impacto de tais exigências
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Passaporte de vacina ajuda países a elevar proteção, diz estudo; invistaja.info;


SAPR3 | Div.Brut/Pat.: 0.54 | Cresc.5anos: 0.0799 | Pat.Liq: 7577640000.0 | Liq.2meses: 2359440.0 | P/Ativo: 0.401 | ROIC: 0.1599

ListenToMarket: Passaporte de vacina ajuda países a elevar proteção, diz estudo – Áudio gerado às: 13:10:32

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(MarketMsg) – Os passaportes de vacinas que restringem acesso a locais, de restaurantes a museus, podem ajudar países com baixas taxas de imunização a combater a resistência às vacinas, segundo estudo publicado na segunda-feira.

Comprovantes que provem imunização contra Covid, recuperação da doença ou um teste negativo, impulsionaram as taxas de vacinação 20 dias antes e 40 dias depois de serem introduzidas em lugares como França, Israel, Itália e Suíça, que começaram com taxas de imunização abaixo da média, de acordo com pesquisa publicada na The Lancet.

O estudo, que examinou dados de seis países, é o primeiro a investigar o impacto de tais exigências. Surge no momento em que a variante ômicron se espalha pelo mundo, levando o Reino Unido e outros países a endurecer as restrições e procurar novas maneiras de imunizar os céticos.

+Câmara aprova texto-base de marco que permite volta de ferrovias privadas; confira os principais pontos

Como a Alemanha considera a vacinação obrigatória, cientistas descobriram que um passaporte de saúde naquele país teve pouco impacto no comportamento das pessoas porque aqueles que podiam ser persuadidos já haviam se vacinado.

O estudo também encontrou pouco efeito na Dinamarca, que estava com poucas doses disponíveis.

As restrições funcionam melhor para aumentar a aceitação da vacinação por pessoas com menos de 30 anos, que muitas vezes não veem o risco de contrair Covid-19 como razão suficiente para tomar a vacina.

Na Suíça, quando os passaportes de vacina foram colocados em prática em casas noturnas e grandes eventos, o único aumento na cobertura de vacinação foi entre os jovens de 20 anos.

hotWords: estudo vacina ajuda países

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

“Pode ser que o comprovante de vacina contra a Covid-19 seja uma forma útil de estimular grupos favoráveis à vacina”, disse Tobias Rüttenauer, médico da Universidade de Oxford que é coautor do estudo, em comunicado.

“No entanto, o comprovante por si só não é uma solução mágica para melhorar a aceitação da vacina e deve ser usado junto com outras medidas.”

As autoridades de saúde pública também devem combater a hesitação por meio de campanhas direcionadas e esforços de comunicação para melhorar o conhecimento sobre vacinas e reconstruir a confiança nas autoridades, especialmente entre as minorias, disseram os pesquisadores.

palavras-chave: Passaporte de vacina ajuda países a elevar proteção, diz estudo; invistaja.info;

BRASÍLIA | economia | invistaja.info – Passaporte de vacina ajuda países a elevar proteção, diz estudo

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Veja também:

Campos Neto fala em aceleração de crescimento de emergentes acima do Brasil

Bancos centrais são apontados por gestores como maior risco para as bolsas globais em 2022

Petrobras (PETR3;PETR4) anuncia redução do preço da gasolina em 3% para distribuidoras a partir de quarta-feira

Pílula da Pfizer previne internações, mas não sintomas leves

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade