Pré-sal: excedentes da cessão onerosa responderão por 56% da produção

Resultado poderá ser obtido até 2030, diz estudo da PPSA
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Pré-sal: excedentes da cessão onerosa responderão por 56% da produção; invistaja.info;


CEBR3 | Mrg.Ebit: -0.1964 | P/L: 1.53 | Cotacao: 175.85 | P/Cap.Giro: 1.61 | P/Ativo: 1.169 | Pat.Liq: 1872530000.0

Estudo inédito apresentado hoje (18) a investidores estrangeiros pela Pré-Sal Petróleo (PPSA), durante evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Texas em Houston, Estados Unidos, revela que os quatro contratos de volumes excedentes da cessão onerosa (Búzios e Itapu, já assinados, e Sépia e Atapu, que irão a leilão em dezembro), deverão responder por 56% da produção em regime de partilha até 2030.

A produção total das quatro áreas alcançará 4 bilhões de barris de petróleo na década.

O encontro ocorreu em paralelo à Offshore Technology Conference, considerada o maior evento mundial do petróleo, que começou segunda-feira (16) e termino nesta quinta (19). O estudo foi apresentado pelo diretor-presidente da PPSA, Eduardo Gerk.

+Ministério muda cálculo de distribuição de vacinas e vai compensar estados que receberam menos

Considerando outros 15 contratos, a produção estimada total para o regime de partilha, no período, será superior a 7 bilhões de barris.

Segundo Gerk, a União terá direito, ao longo de dez anos, a uma produção superior a 900 milhões de barris de petróleo, dos quais 43% são referentes aos quatro contratos. A comercialização da parcela da União será feita pela PPSA.

hotWords: pré-sal: cessão excedentes produção

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Gerk informou aos representantes da indústria fornecedora presentes ao encontro que os investimentos estimados nos 19 contratos, até 2030, totalizam US$ 164 bilhões.

Metade dos recursos deverá ser realizada pelos consórcios de Búzios, Itapu, Sépia e Atapu, que investirão 44% em poços, 30% em equipamentos subsea (submarinos) e 26% em unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência (FPSOs, do nome em inglês).

Criada em 2013, a Pré-Sal Petróleo atua em três frentes: gestão dos contratos de partilha de produção, gestão da comercialização de petróleo e gás natural e representação da União nos acordos de unitização, ou individualização.

palavras-chave: Pré-sal: excedentes da cessão onerosa responderão por 56% da produção; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – Pré-sal: excedentes da cessão onerosa responderão por 56% da produção

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Veja também:

Ações da Viver saltam até 26% na sessão em recuperação após sequência de quedas na Bolsa

Alta de custos pesa nos balanços do 2º tri para construtoras e incorporadoras: o que esperar para as ações do setor?

Vacinação de reforço contra Covid-19 deve começar por idosos

Federal Reserve prepara para reduzir programa de estímulos ainda este ano, diz ata do Fomc

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade