Publicidade

Preço de fechamento do câmbio: dólar recuou com vacinas e circulação, mas fechou a R $ 5,30

Dólar recua com vacinas após feriado nos Estados Unidos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Brasil | invistaja – Após uma manhã de volatilidade, o dólar caiu continuamente no pregão da tarde, mas finalmente fechou perto da estabilidade, aguardando a inauguração de Biden e a reunião de política monetária do banco central. No caso do feriado nos Estados Unidos, a liquidez foi mais fraca e a volatilidade mais contida, principalmente em resposta à entrada de recursos da bolsa, que fez o dólar cair para a mínima do dia, a 5,23 reais.

O comportamento da moeda terá um impacto. No mercado externo dos Estados Unidos, o desempenho de mercado dos países emergentes é irregular, mas fica atrás de mercados brasileiros, como o México. O início do processo de vacinação brasileiro trouxe algum otimismo, mas durante as eleições para o Congresso essa visão permaneceu cautelosa quanto à situação política.

No fechamento do mercado, o dólar à vista estava estável (+ 0,01%) naquele dia e registrava R $ 5,3047. No mercado futuro, a cotação do dólar fechou ligeiramente em 0,14% em fevereiro, a R $ 5,3010.

O economista-chefe para América Latina do Goldman Sachs, Alberto Ramos, observa que sem a vacinação deslanchar, pode haver riscos para a atividade econômica na primeira metade do ano, que se somaria a outros “ventos contrários”, como o do aumento da inflação. Ramos classifica o início do processo de vacinação no Brasil como “lento” e “errático”, mas que finalmente começa a ganhar forma. O economista acredita que um novo auxílio vai acabar sendo aprovado, por conta dos efeitos da segunda onda da pandemia.

Pelo lado positivo, os dois principais candidatos à Presidência da Câmara – Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP) – se comprometeram em recentes declarações com medidas sociais dentro das regras fiscais, o que foi bem recebido pelas mesas de operação.

Para o CEO da Arko Advice, Murillo de Aragão, os dois nomes são a favor do andamento das reformas, mas não se deve fazer análise simplistas. “Não é automático que ganhando o Lira está tudo bem para as reformas e ganhando o Baleia está tudo ruim”, comentou Aragão em live da Genial Investimentos nesta tarde. “Quem vai arbitrar o andamento das reformas é o mercado”, disse, citando que o comportamento do câmbio e dos juros futuros serão importantes balizadores para os parlamentares. O presidente Jair Bolsonaro está jogando a sobrevivência do seu governo na eleição para o comando da Câmara e do Senado, comentou Aragão. “Para Bolsonaro, Artur Lira ganhar a eleição é fundamental”, disse o analista político.

Na agenda desta semana, o discurso inaugural de Joe Biden e seu discurso em eventos podem afetar o mercado de câmbio. Analistas do ING apontaram: “Este é um grande evento no mundo esta semana. Biden anunciou este plano tributário, mas isso exigirá negociações importantes com os republicanos.”

Preço de fechamento do câmbio: dólar recuou com vacinas e circulação, mas fechou a R $ 5,30; invistaja; dólar; feriado estados unidos

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade