Prévia da inflação: IPCA-15 sobe 0,44% em maio, abaixo do esperado, mas o maior dado para o mês desde 2016

Foi a alta na energia elétrica (2,31%), no grupo habitação (0,79%), que contribuiu com o maior impacto individual no índice (0,10 p.p.)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como profissionais

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Prévia da inflação: IPCA-15 sobe 0,44% em maio, abaixo do esperado, mas o maior dado para o mês desde 2016; invistaja.info;


BEES3 | P/EBIT: 0.0 | Pat.Liq: 1764020000.0 | P/L: 7.7 | Cresc.5anos: 0.0577 | DY: 0.0373 | P/VP: 0.92

ListenToMarket: Prévia da inflação: IPCA-15 sobe 0,44% em maio, abaixo do esperado, mas o maior dado para o mês desde 2016 – Áudio gerado às: 9:10:50

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu 0,44% em maio, em desaceleração após registrar alta de 0,60% em abril de 2021. Os dados foram compartilhados nesta terça-feira (25) pelo IBGE.

Esse é o maior resultado para um mês de maio desde 2016, quando o índice foi de 0,86%. No ano, o indicador acumula alta de 3,27% e, nos últimos 12 meses, variação de 7,27%, acima dos 6,17% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2020, a taxa foi de -0,59%.

Contudo, o dado veio abaixo do esperado. De acordo com consenso Refinitiv, a expectativa era de alta de 0,55% na base mensal e de alta de 7,38% na comparação com maio de 2020.

+Latam e Azul encerram acordo para compartilhar voos

O grupo saúde e cuidados pessoais (1,23%) acelerou na comparação com abril (0,44%), registrando o maior impacto (0,16 p.p) sobre o indicador de maio, muito por conta do reajuste de 10,08% nos medicamentos, no início do mês anterior. Houve aumentos nos remédios antialérgicos e broncodilatadores (5,16%), dermatológicos (4,63%), anti-infecciosos e antibióticos (4,43%) e hormonais (4,22%).

hotWords: 0,44% maio, maior esperado, dado desde para

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Mas foi a alta na energia elétrica (2,31%), no grupo habitação (0,79%), que contribuiu com o maior impacto individual no índice (0,10 p.p.). Em maio, passou a vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 quilowatts-hora consumidos, depois de quatro meses seguidos da bandeira amarela em vigor, cujo acréscimo é menor (R$ 1,343). Além disso, houve reajustes nas contas de luz de Fortaleza (8,27%), Salvador (5,83%) e Recife (5,40%).

Outro destaque no grupo habitação foi o gás de botijão (1,45%), que subiu pelo 12º mês consecutivo, embora menor que no mês de abril (2,49%).

Aprenda a identificar os produtos financeiros para blindar seu patrimônio contra o “Risco Brasil”. Inscreva-se no curso gratuito.

palavras-chave: Prévia da inflação: IPCA-15 sobe 0,44% em maio, abaixo do esperado, mas o maior dado para o mês desde 2016; invistaja.info;

BELO HORIZONTE | economia | invistaja.info – Prévia da inflação: IPCA-15 sobe 0,44% em maio, abaixo do esperado, mas o maior dado para o mês desde 2016

REFLEXÃO: Bill Mann, da Motley Fool Asset Management: Busque investir em conjunto com grandes gestores, depois, é só ser paciente.

Saiba mais:

Anvisa recebe novo pedido de importação da Covaxin, vacina indiana contra Covid-19

Uso de máscaras por vacinados divide empresas nos EUA

China envia sinais contraditórios para mercados de commodities

Vale fecha acordo para projeto de energia solar e fim de parceria entre Azul e Latam; Cemig e mais destaques

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.