Publicidade

Reino Unido aprova internet super rápida de Elon Musk

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Elon Musk, CEO da Tesla e fundador da SpaceX, recebeu autorização do Reino Unido para implementar o serviço de internet via satélite Starlink da SpaceX.  Os usuários do país que se inscreveram para testar a super internet já começaram a receber o kit Starlink. Os usuários vão pagar 439 libras (US$ 600) adiantados e mais 84 libras, ou cerca de US$ 120, para uma assinatura mensal.

De acordo com o Business Insider, com a licença, a Starlink poderá concorrer com provedores de internet terrestre como o BT Group e empresas de satélite tradicionais como OneWeb.
+ Conheça o Signal, aplicativo usado pelo Elon Musk em vez do WhatsApp
+ Ações da Tesla sobem e Elon Musk vira o homem mais rico do mundo
O Starlink beta começou a ser executado nos Estados Unidos no fim do ano passado.

Em email enviado aos assinantes em outubro, a SpaceX disse que os participantes do teste beta terão velocidades entre 50 e 150 Mbps. Alguns usuários norte-americanos disseram que estão obtendo velocidades de download de mais de 210 Mbps.
Essa aprovação é mais um passo para Musk tornar a Starlink fornecedora de internet de banda larga super rápida em todo o mundo. A meta dele é envolver a Terra com até 42.000 satélites. Atualmente, a SpaceX já lançou em órbita 830 satélites Starlink em funcionamento.

BRASIL | mercado-digital | invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade