Seca dificulta entrada do Brasil em rali global do alumínio

O Brasil é importador líquido de alumínio desde 2014
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para traders e investidores

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Seca dificulta entrada do Brasil em rali global do alumínio; invistaja.info;


VIIA3 | P/ACL: -1.76 | DY: 0.0 | Cresc.5anos: 0.0666 | Pat.Liq: 6306000000.0 | ROIC: 0.1058 | P/EBIT: 5.72

ListenToMarket: Seca dificulta entrada do Brasil em rali global do alumínio – Áudio gerado às: 11:50:18

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(invistaja.info) — Mesmo com os preços do alumínio em alta, a prolongada crise hídrica no Brasil dificulta a retomada de investimentos em nível suficiente para que o país volte a ser um grande exportador do metal.

Os preços da energia precisariam cair, acompanhados de um cenário menos incerto para a geração de eletricidade antes que o Brasil possa começar a recuperar sua posição no mercado global de alumínio, disse Janaina Donas, presidente-executiva da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL). A eletricidade representa mais de 70% do custo de produção do metal refinado no país.

“O preço é um elemento importante e está favorável, mas não é o único. A questão do custo da energia ainda precisa ser endereçada no Brasil”, disse a presidente da ABAL em entrevista na segunda-feira. “Não sei se poderíamos voltar a ser exportadores, mas pelo menos autossuficientes”, disse, sem dar um prazo. O Brasil é importador líquido de alumínio desde 2014.

+Petrobras tem forte estrutura de governança corporativa e contribui para o Brasil, diz Silva e Luna

No passado, produtores de alumínio investiram bilhões de dólares no País, rico em bauxita, para aproveitar a energia hidrelétrica, antes barata e abundante, tornando o país o sexto maior produtor de alumínio primário do mundo. Com as várias crises de energia, fábricas foram desativadas e o Brasil caiu para o 15º lugar no ranking de produção.

Agora, a pior seca em quase um século piora as perspectivas para o abastecimento de energia no país.

hotWords: global dificulta brasil alumínio

Anuncie no invistaja.info

Os custos da energia para a indústria brasileira de alumínio triplicaram entre 2001 e 2019, segundo a ABAL.

Donas diz que o cenário hoje difere daquele da crise energética de 2001. A indústria investiu em autogeração e têm planos de contingência, mas a falta de previsibilidade preocupa. “Uma interrupção não planejada no suprimento de energia de um forno pode ter um efeito às vezes irreparável na produção”, disse.

O setor ainda analisa a possibilidade de adesão ao programa de Redução Voluntária de Energia Elétrica (RVD) da indústria apresentado pelo governo.

Conheça o plano de ação da XP para você transformar os desafios de 2022 em oportunidades de investimento.

palavras-chave: Seca dificulta entrada do Brasil em rali global do alumínio; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – Seca dificulta entrada do Brasil em rali global do alumínio

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Saiba mais:

Fundação Litecoin lamenta erro por fake news sobre Walmart

Campos Neto: BC não alterará plano de voo a cada número novo de alta frequência

Petrobras tem forte estrutura de governança corporativa e contribui para o Brasil, diz Silva e Luna

AliExpress e Shopee avançam no país – e acirram disputa pelo e-commerce brasileiro

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade