Setor público tem déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, revela BC

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Setor público tem déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, revela BC; invistaja.info;


BDLL4 | P/Ativo: 0.032 | ROE: 0.3527 | P/VP: -0.13 | Mrg.Liq.: -3.5 | Cotacao: 13.35 | PSR: 1.27

ListenToMarket: Setor público tem déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, revela BC – Áudio gerado às: 11:10:30

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Em meio aos efeitos econômicos da pandemia do novo COVID-19, o setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, informou nesta quarta-feira o Banco Central. Em abril deste ano, havia sido registrado superávit de R$ 24,255 bilhões e, em maio de 2020, déficit de R$ 131,428 bilhões.

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.

O déficit primário consolidado do mês passado ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de déficit de R$ 27,000 bilhões a R$ 11,125 bilhões. A mediana estava negativa em R$ 20,123 bilhões.

+Ação da CCR salta até 6,7% com acordo com governo de SP, mas ameniza; Vale tem nova alta, enquanto Braskem cai após salto na véspera

Composição

O resultado fiscal de maio foi composto por um déficit de R$ 20,924 bilhões do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS). Já os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 5,248 bilhões no mês.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 4,292 bilhões, os municípios tiveram resultado positivo de R$ 957 milhões. As empresas estatais registraram superávit primário de R$ 134 milhões.

Acumulado do ano

hotWords: revela maio, setor primário déficit

Publique seu negócio no invistaja.info

As contas do setor público acumularam um superávit primário de R$ 60,300 bilhões no ano até maio, o equivalente a 1,76% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central.

O superávit fiscal no ano até maio ocorreu na esteira do superávit de R$ 19,928 bilhões do Governo Central (0,58% do PIB). Os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 38,615 bilhões (1,13% do PIB) no período. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 33,369 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 5,245 bilhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 1,757 bilhão no período.

Acumulado em 12 meses

As contas do setor público acumulam um déficit primário de R$ 428,629 bilhões em 12 meses até maio, o equivalente a 5,41% do PIB, informou o Banco Central.

O déficit fiscal nos 12 meses encerrados em maio pode ser atribuído ao rombo de R$ 503,277 bilhões do Governo Central (6,35% do PIB). Os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 71,326 bilhões (0,90% do PIB) em 12 meses até maio.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 65,517 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 5,845 bilhões. As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 3,286 bilhões no período.

Curso gratuito do (invistaja.info) mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

palavras-chave: Setor público tem déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, revela BC; invistaja.info;

RIO DE JANEIRO | mercados | invistaja.info – Setor público tem déficit primário de R$ 15,541 bilhões em maio, revela BC

REFLEXÃO: Harold Pollack, da Universidade de Chicago: Guarde entre 15 e 20% e invista em fundos de índices com taxa baixa.

Saiba mais:

Ação da CCR salta até 6,7% com acordo com governo de SP, mas ameniza; Vale tem nova alta, enquanto Braskem cai após salto na véspera

Ação da CCR salta até 6,7% com acordo com governo de SP; Vale tem nova alta, enquanto Braskem cai após salto na véspera

Magazine Luiza anuncia entrada no Rio de Janeiro com abertura de 50 lojas neste ano, sendo 23 ainda em julho

Ibovespa Futuro tem leve queda com investidores atentos a indicadores e ruídos na política brasileira

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.