“Temos de ser xiitas com o centro da meta sempre”, diz diretor do BC

Bruno Serra considera que, se o consenso de projeções do mercado começar a se descolar da meta de inflação para 2022, o BC erá que mudar a sua reação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como profissionais

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: “Temos de ser xiitas com o centro da meta sempre”, diz diretor do BC; invistaja.info;


EQMA3B | EV/EBITDA: 6.71 | EV/EBIT: 7.97 | Mrg.Ebit: 0.2426 | P/Cap.Giro: 4.95 | PSR: 1.736 | Cresc.5anos: 0.0792

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, descartou nesta sexta-feira que o BC busque uma “gordura” na política monetária e busca sempre o centro da meta de inflação no horizonte relevante. “Temos de ser xiitas com o centro da meta sempre. Ganhar gordura deliberadamente não é a nossa missão aqui no BC”, afirmou, em videoconferência organizada pelo Credit Suisse.

O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a Selic duas vezes em 0,75 ponto porcentual nas últimas duas reuniões. Com isso, a taxa está atualmente em 3,50% ao ano. O colegiado já sinalizou nova alta de 0,75 p.p. em junho, para 4,25% ao ano, mantendo a avaliação de que o ajuste na Selic deve ser “parcial”.

Leia também:• Banco Central: Em questionário pré-Copom, 67% das instituições financeiras atribuíam risco de alta para inflação

+Ações de Banco Inter e Locaweb caem 20% desde entrada no Ibovespa: o que explica a queda e o que esperar?

Serra considerou que, se o consenso de projeções do mercado começar a se descolar da meta de inflação para 2022, o BC terá que mudar a sua reação. “Não há nada de errado nisso. Se os modelos mostrarem que a inflação está subindo muito para 2022, teremos que passar para um ajuste total ou maior que o total”, completou.

O diretor repetiu que o que fez inflação de 2021 estar onde está é movimento de commodities, sem valorização do real em relação ao dólar. “Já começamos a ver projeções de superávit em conta corrente bastante robustos.

hotWords: sempre”, centro “temos diretor

Anuncie no invistaja.info

O Brasil também está ficando muito barato. Diversas moedas, como peso chileno e colombiano, também não seguiram valorização de commodities”, apontou.

Para Serra, ainda assim o cenário para frente deve ser de melhora. “O risco país está explicando que o fiscal no Brasil piorou mais que o outros emergentes. Isso já está no preço. Será necessário uma novidade ruim adicional para piorar o cenário”, argumentou. “Se houver descolamento de expectativas, BC vai colocar no modelo e reagir”, repetiu.

palavras-chave: “Temos de ser xiitas com o centro da meta sempre”, diz diretor do BC; invistaja.info;

FARIA LIMA | economia | invistaja.info – “Temos de ser xiitas com o centro da meta sempre”, diz diretor do BC

REFLEXÃO: Michael Batnick, gestor de patrimônios da Ritholtz: Evitar erros catastróficos é mais importante do que construir o portfólio perfeito.

Tópicos mais acessados:

Radar da próxima semana: último balanços da temporada, MP da Eletrobras e vencimento de opções

Remédios e alimentos fazem mais pobres sentirem mais a inflação, diz Ipea

Queiroga anuncia assinatura de contrato com Pfizer para 100 milhões de doses de vacinas

Minério de ferro despenca na China com alerta sobre irregularidades em polo de aço

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.