“Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro

Cintra diz que sempre se opôs ao fim da isenção que existe hoje quando esteve na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: “Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro; invistaja.info;


TIMS3 | Cotacao: 11.92 | P/Cap.Giro: 13.46 | P/L: 14.81 | EV/EBITDA: 3.09 | ROE: 0.083 | P/VP: 1.23

ListenToMarket: “Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro – Áudio gerado às: 9:40:20

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Primeiro secretário da Receita do governo Bolsonaro, o economista Marcos Cintra é uma voz ácida contra o projeto de lei que altera o Imposto de Renda. Segundo ele, a tributação de lucros e dividendos com alíquota de 20% vai promover aumento brutal da carga tributária, distorções no sistema e afugentar os investidores. Cintra diz que sempre se opôs ao fim da isenção que existe hoje quando esteve na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Como o sr. vê a reforma?

A motivação principal foi a promessa de campanha do presidente Bolsonaro de mexer na pessoa física com a correção da tabela. E, a partir daí, se aproveitou o momento de fazer uma faxina, principalmente, na pessoa jurídica e no mercado de capitais. Esse segundo aspecto é uma visão que o Ministério da Economia tem de tributar os dividendos. Essa é uma visão equivocada, com o argumento de que todos os países do mundo cobram. Ignorando o fato de que a isenção foi um aperfeiçoamento que o Brasil corajosamente implantou há 25 anos.

+Agronegócio passou a indústria de transformação pela primeira vez, diz Guedes

Por que não tributar os dividendos, se o Brasil tributa aluguel, salários e tantas outras coisas? Na campanha eleitoral, a volta dessa tributação foi prometida também. O sr. esteve no início do governo Bolsonaro e sabe disso.

Isso. Eu sempre me opus quando eu estive lá. Existe uma tributação de pessoa jurídica e existe a pessoa física. A tributação da pessoa física se dá no momento quando o dinheiro entra na sua conta. A da pessoa jurídica se dá em dois momentos primeiro quando o lucro é gerado e segundo quando ele é distribuído. Então, a tributação do lucro será a soma de duas alíquotas, na geração do imposto e na distribuição. O que a tributação no Brasil há 25 anos fez foi acabar com essa distorção, e isso teve impactos positivos, como o fortalecimento em Bolsa. Nós vamos ter subitamente uma alteração importante na competitividade da economia como mecanismo capaz de atrair investimento estrangeiro.

Curso gratuito do (invistaja.info) mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

palavras-chave: “Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – “Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Veja também:

Anvisa encerra pedido de uso emergencial de vacina da CanSino contra Covid-19

Ibovespa Futuro opera em queda seguindo Wall Street e com reforma tributária ainda no radar; dólar sobe

Analistas esperam por medidas adicionais do governo após publicação da MP da crise hídrica

Facebook atinge pela primeira vez US$ 1 trilhão em valor de mercado nos EUA

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.