Publicidade

Vale e siderúrgicas sobem até 1%; Embraer recua 3%, PetroRio salta 5% e Petrobras cai mais de 2%

Confira os destaques da B3 na sessão desta quinta-feira (21)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Brasil | invistaja – Após sessões mornas em meio aos lockdowns na China e queda de margens das siderúrgicas no país, os papéis de Vale (, R$ 93,36, +1,13%) e siderúrgicas, com destaque inicial para a CSN (, R$ 33,42, +0,97%), voltaram a registrar valorização no início da sessão desta quinta-feira (21)

palavras-chave: Vale e siderúrgicas sobem até 1%; Embraer recua 3%, PetroRio salta 5% e Petrobras cai mais de 2%; invistaja.info;

Usiminas (, R$ 14,16, +0,35%) e Gerdau (, R$ 25,02, -0,48%) também avançavam. Contudo, os papéis amenizaram e fecharam entre perdas e ganhos.O noticiário é movimentado para o setor. Os futuros do minério de ferro na China avançaram nesta quinta-feira, enquanto a Austrália, um fornecedor-chave, começava a se preparar para um potencial ciclone tropical; contudo, os investidores seguem monitorando com preocupação os crescentes casos de coronavírus na China.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian DCIOcv1 encerrou uma volátil sessão diurna com alta de 0,7%, a 1.059 iuanes (US$ 163,93 ) por tonelada.

Sobre a Vale, a companhia e o governo de Minas Gerais e as negociações estão encerradas, disse o secretário-geral da administração estadual, Mateus Simões. “Estamos saindo da última audiência de mediação com a Vale, última porque não haverá uma nova audiência”, afirmou ele.“No entanto, foi dado um prazo de uma semana para que a Vale possa apresentar uma nova proposta de valor.

É o momento de a Vale agir com responsabilidade, agir com dignidade e reparar os danos que foram causados”, acrescentou o secretário. Com isso, segundo ele, um processo em que o governo estadual e outras autoridades pedem reparações à companhia deverá voltar a tramitar na primeira instância a partir do início de fevereiro, aguardando sentença.

Na véspera, a empresa assinou um acordo permitindo que a Mitsui saia da mina de carvão de Moatize, que permitirá a saída da Mitsui dos ativos; contudo, a Vale também aponta que também pretende deixar os negócios de carvão.

O preço-alvo da ação da companhia também foi elevado pelo BBI; o banco também elevou a recomendação para Usiminas e manteve recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para Gerdau. Já para a CSN, segue a expectativa de avanço do IPO da CSN Mineração.

Embraer (, R$ 8,88, -3,06%) seguiu em baixa após a queda de mais de 3% na véspera. Ontem, os analistas do Bradesco BBI cortaram para “underperform” a recomendação para as ações da companhia negociadas nos Estados Unidos, com preço-alvo de US$ 4 dólares, apontando que vacinas contra o coronavírus não significam novos pedidos para a fabricante de aviões.

“As vacinas contra a Covid-19 não mudam os desafios estruturais e de curto prazo para a Embraer”, afirmaram os analistas, listando entre eles adiamento de entregas, falta de encomendas relevantes no futuro próximo, estrutura de custos pesada e competição feroz com a Airbus.

Entre as poucas altas expressivas do índice, atenção para a PetroRio (, R$ 74,28, +4,90%), zerando suas perdas na semana. Na terça, a empresa brasileira de petróleo e gás informou que seu conselho de administração aprovou a realização de uma oferta pública primária de ações que poderia movimentar até cerca de R$ 2,2 bilhões.

Por outro lado, a Petrobras (, R$ 28,09, -1,89%; , R$ 27,55, -2,34%) teve um dia de perdas – e mais expressiva que o petróleo. O dia foi de leves baixas para o petróleo, com o contrato do WTI em queda de 0,3%, em meio à alta do estoque da commodity nos EUA, de 2,6 milhões de barris na última semana, ante previsão da Reuters de alta de 1,2 milhão.

Em meio às preocupações com o risco fiscal do país, com os postulantes à presidência do Senado e da Câmara, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Arthur Lira (PP-AL) respectivamente, defendendo a extensão do auxílio emergencial, papéis do Itaú (, R$ 29,91, -1,35%), Bradesco (, R$ 22,29, -1,81%; , R$ 25,48, -1,43%), Santander Brasil (, R$ 40,86, -2,41%) e Banco do Brasil (, R$ 34,18, -1,01%) tiveram um novo dia de queda.

Fora do índice, a fabricante de pás eólicas Aeris (, R$ 12,83, -1,31%) virou após chegar a subir 7% com a notícia de que a companhia está perto de fechar negócio de cerca de R$ 2,5 bilhões com a espanhola Siemens Gamesa.

Confira os destaques:Vale (, R$ 93,36, +1,13%)A Vale e o governo de Minas Gerais não chegaram a um acordo global sobre reparações pelo desastre de Brumadinho e as negociações estão encerradas, disse o secretário-geral da administração estadual, Mateus Simões.

“Estamos saindo da última audiência de mediação com a Vale, última porque não haverá uma nova audiência”, afirmou ele.“No entanto, foi dado um prazo de uma semana para que a Vale possa apresentar uma nova proposta de valor. É o momento de a Vale agir com responsabilidade, agir com dignidade e reparar os danos que foram causados”, acrescentou o secretário.

BRASIL | mercados | invistaja.info – Vale e siderúrgicas sobem até 1%; Embraer recua 3%, PetroRio salta 5% e Petrobras cai mais de 2%

palavras-chave: Vale e siderúrgicas sobem até 1%; Embraer recua 3%, PetroRio salta 5% e Petrobras cai mais de 2%; invistaja.info;

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade