XP eleva projeção do Ibovespa de 135 mil para 145 mil pontos para o fim de 2021

Forte aumento nas expectativas de lucros das empresas e uma leve acomodação nas taxas de juros de longo prazo guiaram revisão
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como profissionais

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: XP eleva projeção do Ibovespa de 135 mil para 145 mil pontos para o fim de 2021; invistaja.info;


CMIN3 | Liq.Corr.: 1.98 | P/Cap.Giro: 13.6 | EV/EBITDA: 5.03 | Cotacao: 10.49 | ROIC: 0.6423 | Cresc.5anos: 0.0

SÃO PAULO- A XP revisou a sua projeção para o Ibovespa para o fim de 2021 de 135 mil pontos para 145 mil pontos, destacando como as duas principais razões para isso o forte aumento nas expectativas de lucros das empresas do Ibovespa e uma leve acomodação nas taxas de juros de longo prazo no Brasil (taxas de juros reais).

O target representa uma alta de 22% em relação ao fechamento da última sexta-feira (30), quando o benchmark da Bolsa fechou a 118.894 pontos.

De acordo com Fernando Ferreira, estrategista-chefe e head do research, Jennie Li, estrategista de ações, e Marcella Ungaretti, analista research ESG da XP, apesar das preocupações com o cenário macroeconômico, a perspectiva para a Bolsa continua positiva diante das projeções de forte crescimento do lucros das empresas do Ibovespa em 2021.

+Lucros de Duratex, Irani, Grendene, Unidas e Fleury saltaram ao menos 100% no 1º tri: confira análises dos balanços

“Olhando para diversas métricas, a bolsa está barata. O Ibovespa negocia com um múltiplo Preço/Lucro abaixo de sua média histórica, e com um desconto maior do que no passado, quando comparamos com os EUA e mercados emergentes”, destacam os analistas.

Para os analistas, a visão é reforçada pela recuperação da economia doméstica, enquanto o cenário externo favorável com a manutenção dos estímulos beneficiando as empresas exportadoras e atreladas à commodities, reforçam a visão.

“Com a alta da inflação, muitos nos questionam se a bolsa é um bom investimento. Ações são ativos reais, ou seja, eles protegem da deterioração do poder de compra ao longo do tempo. Desde a criação do índice Ibovespa, ele ofereceu um retorno anualizado de 6,3% acima da inflação”, destacam. Olhando para o Ibovespa ajustado para a inflação, a Bolsa está abaixo do pico alcançado em 2008. Sendo assim, o índice ainda precisa subiria 56% para alcançar a máxima histórica novamente, destacam.

A Bolsa brasileira está negociando hoje a uma relação de preço sobre o lucro de 9,8 vezes, ou 15% de desconto em relação à média histórica dos últimos 10 anos, de 11,6 vezes.

Já o índice americano S&P 500 negocia a 21,9 vezes. “Ou seja, o Brasil está negociando com 55% de desconto em relação aos EUA, enquanto a média histórica é um desconto de 28%. Por mais que a diferença de composição setorial impacte nessa comparação (S&P mais focado em Tecnologia), parte dessa diferença já está incorporada na média histórica”, avaliam os estrategistas.

Com relação aos emergentes, o desconto é de 32% (levando em conta o MSCI de mercados emergentes), sendo que as duas regiões tendem a negociar com múltiplos em patamares similares.

Recuperação no radar? 

De acordo com estrategistas, uma série de preocupações tem contaminado o sentimento dos investidores em relação ao Brasil e à Bolsa brasileira recentemente. Eles apontam que a lista de preocupações é longa, e inclui: 1) o recrudescimento da pandemia, 2) o cenário eleitoral de 2022, 3) a trajetória fiscal, dado as dificuldades de aprovação do Orçamento do governo com a manutenção do teto de gastos, 4) a percepção de maior intervenção política nas empresas, dentre outras.

Por conta dessas preocupações, o Brasil tem uma das piores performances na Bolsa, na moeda e nos juros em relação aos seus pares em 2021. A Bolsa brasileira cai 4,7% em dólares no ano, enquanto o MSCI Global sobe 8,6%.

hotWords: eleva para pontos 2021

Publique seu negócio no invistaja.info

Dito isso, eles acreditam que uma congruência de fatores deve levar a uma forte alta do mercado brasileiro.

Em linhas gerais, a avaliação é de que: 1) a Bolsa brasileira está muito barata, e ainda não reflete totalmente a forte recuperação e crescimento de lucros que veremos em 2021 e 2022, 2) a aceleração da vacinação ao longo dos próximos meses pode levar à reabertura da economia e crescimento mais acelerado do PIB, e 3) a diminuição dos riscos fiscais após a aprovação recente do orçamento deve fazer com que o mercado volte a focar nos fundamentos microeconômicos e menos nas preocupações macroeconômicas.

Pelo consenso de mercado, tendo como base os dados compilados pela Bloomberg, a expectativa de Lucro por Ação (LPA) para o Ibovespa em 2021 já está bem acima do nível pré-pandemia.

 

A expectativa é de que o lucro por ação no Brasil deva crescer 199% em 2021 em relação ao ano passado. Mesmo quando comparado a 2019, 2021 deve apresentar um forte crescimento de 125%. Já para 2022, o mercado por enquanto projeta lucros estáveis em relação à 2021, muito provavelmente por conta da projeção do dólar mais enfraquecido frente ao real e preços de commodities normalizando em patamares menores.

A XP destaca que os setores que estão liderando essa forte alta de expectativa de lucros são os setores de empresas exportadoras e atreladas ao preço das commodities: “não só os lucros em 2020 estão vindo de patamares bastante deprimidos, mas a forte alta dos preços das commodities, aliadas à recuperação econômica global (melhores volumes) e um câmbio depreciado trazem um cenário extremamente favorável a essas companhias em 2021”.

Olhando por outras métricas, a Bolsa brasileira oferece hoje um rendimento de dividendos (dividend yield, ou a relação entre dividendos e o preço da ação) de 3,2% e rendimento de fluxo de caixa de 9,7%, valores esses bastante superiores ao rendimento da renda fixa.

A XP realizou uma mudança na carteira Top 10 Ações XP, incluindo Localiza (RENT3) e retirando Omega Geração (OMGE3).  “É um momento oportuno para realização do lucro obtido em Omega Geração e há um cenário positivo para Localiza e para o setor de aluguel de carros de maneira geral”, destacou.

A carteira atual também conta com B3 (B3SA3), Bradesco (BBDC4), Marfrig (MRFG3), Klabin (KLBN11), Tenda (TEND3), NotreDame Intermédica (GNDI3), Vale (VALE3), Lojas Americanas (LAME4) e Assaí (ASAI3).

Quer viver de renda? Estes 3 ativos podem construir uma carteira poderosa. Assista no curso gratuito Dominando a Renda Passiva.

palavras-chave: XP eleva projeção do Ibovespa de 135 mil para 145 mil pontos para o fim de 2021; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | mercados | invistaja.info – XP eleva projeção do Ibovespa de 135 mil para 145 mil pontos para o fim de 2021

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Notícias relacionadas:

BB Seguridade lucra R$ 977 mi no 1º tri; PetroRio e Cosan desdobrarão ações, Méliuz compra fintech e mais notícias

Governo avalia novo modelo de aluguel social

Brasil imuniza 1 milhão por dia em meio à escassez de doses

Petrobras confirma ocupação de terreno e diz estar tomando medidas para reintegração

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *