3 riscos para a recuperação do mercado, segundo o economista-chefe do BV

Investidores monitoram impactos negativos que podem pesar sobre os preços de ações, títulos e câmbio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Negociando na bolsa de valores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: 3 riscos para a recuperação do mercado, segundo o economista-chefe do BV; invistaja.info;


RNEW3 | Liq.2meses: 1432680.0 | Div.Brut/Pat.: -1.62 | P/Ativo: 0.16 | P/EBIT: -5.5 | DY: 0.0 | Mrg.Ebit: -0.959

ListenToMarket: 3 riscos para a recuperação do mercado, segundo o economista-chefe do BV – Áudio gerado às: 14:10:30

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Depois de um segundo trimestre marcado pelo avanço da vacinação e uma recuperação gradual da economia, o mercado financeiro começa a dar mais atenção aos riscos que podem atrapalhar o desempenho da atividade econômica no restante do ano e no ano que vem.

Na avaliação de Roberto Padovani, economista-chefe do banco BV (antigo Banco Votorantim), os três principais obstáculos para a retomada são uma eventual mudança de direção na política monetária nos EUA – com um aperto na taxa básica de juros e a redução dos estímulos –, bem como a crise hídrica e as eleições presidenciais de 2022 no Brasil.

A preocupação é com um impacto negativo que esses movimentos podem ter nos preços das ações, de títulos no mercado financeiro e também no câmbio, e seus possíveis desdobramentos para a economia do País em 2022.

+Bolsonaro sanciona lei que majora CSLL a setor financeiro

Leia também:• Dólar a R$ 4,50 ou R$ 5,40 em dezembro? Gestoras e bancos divergem sobre rumo cambial; confira suas alocações

Segundo Padovani, o maior risco é uma possível mudança de direção na política de juros do Federal Reserve (Fed), o banco central americano.

A meta da taxa de juros básica no país está hoje em um nível entre 0% e 0,25%. Mas o Fed tem sido pressionado a elevar os juros em razão da alta recente da inflação americana.

Em junho, o índice de preços ao consumidor subiu 0,9%, acima da projeção de 0,5% esperada pelo mercado. Em 12 meses, o indicador acumula alta de 5,4%, bem acima da meta do Fed, de 2%.

A subida dos preços tem relação com a recuperação econômica global e o rearranjo de setores que estavam com a demanda reprimida por causa da pandemia. “Não faz sentido manter juro real negativo com a economia americana crescendo 7% em 2021, segundo a projeção do Fed”, diz o economista.

Na avaliação de Padovani, é possível que a autarquia decida reduzir as políticas de estímulo monetário antes do previsto, o que traz consequências para os mercados financeiros.

hotWords: segundo mercado, riscos para

Anuncie no invistaja.info

Padovani lembra a experiência de 2013, quando o Fed decidiu reduzir seu programa de compra de ativos adotado durante a crise financeira de 2008 como forma de estímulo monetário.

Na época, também houve impacto no mercado brasileiro, com queda nos preços das ações e uma alta do dólar e dos juros.

“O Fed e seus diretores têm chamado a atenção o tempo todo que estão atentos à experiência de 2013, dizendo que não vão repeti-la. Mas acho que os mercados estão muito esticados. Pode haver uma reprecificação de ativos”, diz.

A preocupação já tem dado o tom dos mercados internacionais desde junho e tende a se manter nos próximos meses. “A agenda, coincidentemente com a virada do semestre, está mudando. E quando muda, revela riscos”, afirma ele.

Apesar da preocupação com os efeitos sobre as ações e o câmbio, o economista não vê por enquanto uma mudança nas projeções para o crescimento e a inflação no Brasil já em 2021.

O cenário para o ano, segundo ele, está dado. Mas os efeitos podem ser sentidos nos últimos meses de 2021 e no início de 2022.

“Esses movimentos do mercado financeiro tornam a economia menos previsível. Investidores, consumidores, empresários, banqueiros, todos os agentes ficam mais cautelosos. E é natural que se transmita para a economia”, afirma.

Quer entender o que é o mercado financeiro? Assista à série gratuita “Carreira no Mercado Financeiro” e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.

palavras-chave: 3 riscos para a recuperação do mercado, segundo o economista-chefe do BV; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – 3 riscos para a recuperação do mercado, segundo o economista-chefe do BV

REFLEXÃO: Michael Kitces, conselheiro financeiro: Invista pensando no longo prazo, não especule, mas, não ignore as flutuações do mercado.

Notícias relacionadas:

Prefeitura de SP divulga calendário de vacinação de pessoas entre 32 e 34 anos; confira datas

“O Cade precisa ter regras claras e pró-competitivas”, diz novo presidente do órgão antitruste

Desaceleração, mas no rumo de forte recuperação em 2021: como os economistas viram o PIB da China do 2º tri

Banco Central da União Europeia lança projeto de “euro digital”

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.