Além dos rumores de disputa: o que as aquisições recentes de JBS, BRF e Marfrig mostram sobre as companhias?

Pilgrim’s, controlada da JBS, comprou ativos da Kerry Consumer Foods, BRF expande atuação em segmento pet e Marfrig adquire terreno no Paraguai
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Além dos rumores de disputa: o que as aquisições recentes de JBS, BRF e Marfrig mostram sobre as companhias?; invistaja.info;


ABCB4 | P/Cap.Giro: 0.0 | P/Ativo: 0.0 | P/VP: 0.91 | P/EBIT: 0.0 | P/ACL: 0.0 | P/L: 10.98

FLORIANÓPOLIS | invistaja.info — Nos últimos dias, algumas notícias de fusões e aquisições movimentaram o mercado de frigoríficos, principalmente para JBS (JBSS3), Marfrig (MRFG3) e BRF (BRFS3), que vêm ganhando destaque no noticiário nas últimas semanas principalmente em meio às notícias de que haveria uma disputa pelos ativos da BRF pelas outras duas companhias (veja mais clicando aqui).

Na quinta-feira, a JBS  anunciou aquisições, sendo uma feita pela sua controlada Pilgrim’s Pride.

Em primeiro lugar, a JBS concluiu a aquisição da Vivera, terceira maior produtora de produtos plant-based (produtos à base de plantas) na Europa.

+Ibovespa se descola do exterior e opera entre perdas e ganhos com atenção a política monetária e Eletrobras

Segundo a empresa, a companhia adquirida oferece um amplo portfólio de produtos em mais de 25 países, com presença relevante nos mercados da Holanda, Reino Unido e Alemanha. A transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

“Esta aquisição está em linha com a estratégia da Companhia de expandir seu portfólio de produtos de maior valor agregado e com marca e impulsiona a plataforma global de produtos plant-based da JBS, agregando conhecimento técnico e capacidade de inovação”, apontou a JBS em fato relevante. Em abril, o valor anunciado para a transação foi de 341 milhões de euros.

Foi informado também que a Pilgrim’s está comprando ativos da Kerry Consumer Foods, a divisão de processados da gigante Kerry Group, com presença relevante no Reino Unido e Irlanda.

A transação foi avaliada em cerca de US$ 952 milhões (R$ 5 bilhões), o que implica em um múltiplo EV/Ebitda ( Valor total da empresa incluindo o valor de mercado das ações mais suas dívidas, ou enterprise value sobre o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações)  de cerca de 8,5 vezes, considerando as estimativas para 2021 do balanço da Kerry Foods.

Conforme destaca a Levante Ideias de Investimentos, a aquisição da Kerry Foods adiciona cerca de US$ 1 bilhão  em receita para a Pilgrim’s, que faturou em 2020 cerca de US$ 12 bilhões.

“Não somente o resultado é relevante, mas agora a JBS possui uma estrutura completa para replicar uma ‘Seara’ europeia, com parcela relevante de participação de mercado, além de agregar diversas proteínas e alimentos não bovinos, de modo a tornar possível uma plataforma de alimentos no Velho Continente”, aponta.

A JBS vem implementando estratégias semelhantes nos EUA, com a própria Pilgrim’s, e também na Austrália com a aquisição da Rivalea, de proteínas suínas e processados, acoplando operações e ampliando o portfólio de produtos nos principais mercados mundiais. Fortemente capitalizada, dívida controlada, com resultados recordes e demanda retornando, a JBS está em um dos melhores momentos para acelerar os investimentos, afirmam os analistas.

A Guide Investimentos também ressalta que a transação é mais um movimento de consolidação de mercado internacional, o que fortalece a liderança do frigorífico brasileiro no processamento de aves e de carnes bovina e segunda colocada em carne suína e ovina. “Vale lembrar que a JBS tem apresentado boa geração de caixa, junto de baixa alavancagem e liquidez, o que tem facilitado aquisições mundo afora”, aponta o analista Luís Sales.

BRF aumenta participação no mercado pet

Na sexta-feira (18), um pouco antes da abertura do mercado, a BRF anunciou a aquisição da empresa brasileira de alimentos para animais de estimação chamada Hercosul. A BRF já detém as marcas Balance e Güd, e com esta compra, a empresa passou a deter uma participação de mercado de 4% no segmento, tornando-se o quarto maior player no segmento de pet food no Brasil, com R$ 350 milhões de receita.

Com a aquisição, segundo o Bradesco BBI, a BRF está no caminho para atingir a estimativa dos analistas de receita líquida para 2021 de cerca de R$ 400 milhões em rações.

Dito isso, o caso-base do Bradesco BBI assume que a BRF alcançará R$ 4,5 bilhões em receita líquida para o segmento de ração até 2030, à medida que continua acelerando seu plano de crescimento.

A compra faz parte da expansão de uma das quatro verticais de crescimento anunciadas pela companhia no plano ousado “Visão 2030” de triplicar o seu faturamento e investir cerca de R$ 55 bilhões em 10 anos.

hotWords: marfrig companhias? recentes além sobre disputa:

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

“Embora a avaliação dessa aquisição em alimentos para animais de estimação não tenha sido divulgada, esperamos que a BRF mantenha a sua relação entre dívida líquida e Ebitda abaixo de 3 vezes, dadas as suas metas de alavancagem financeira e, portanto, em linha com o caso-base”, destacam os analistas do BBI.

A Levante Ideias de Investimentos também aponta que a notícia é positiva para a companhia, olhando para um horizonte longo de tempo, de modo a integrar em sua plataforma uma companhia com expertise e uma participação de mercado relevante.

“A aquisição possibilita ganhar corpo e presença nas principais redes de distribuição do mercado – a exemplo de Petz (PETZ3) e Cobasi – que também vem expandindo com força, consolidando um mercado multibilionário, porém ainda altamente pulverizado”, destacam os analistas.

Para os analistas, os efeitos da aquisição e os resultados relevantes ainda levarão um tempo mais longo para aparecer e, embora o mercado tenha recebido com bons olhos o plano “Visão 2030” da companhia, ainda há riscos de execução, além de um leve pé atrás do mercado se os fortes investimentos irão se traduzir em maior rentabilidade em uma companhia que manteve uma alavancagem alta nos últimos anos e margens voláteis.

“O mercado pet possui uma alta margem de lucro, sendo o segundo segmento mais rentável do conglomerado Nestlé, por exemplo”, destacam. Assim, eles enxergam a transação como positiva para a companhia no longo prazo, dando um passo importante para ganhar relevância nesse segmento.

Marfrig adquire terreno no Paraguai

Por fim, a Marfrig Global Foods (MRFG3) informou na sexta que adquiriu um terreno no Paraguai com o objetivo de construir um frigorífico estimado em US$ 100 milhões, com capacidade de abatimento para até 1,2 mil animais por dia e tem previsão para ficar pronto no final de 2022.

No final de 2020, o frigorífico havia informado o mercado sobre um acordo não vinculante com a associação de pecuaristas do Paraguai para construir uma unidade da Marfrig no local.

De acordo com o CEO da Marfrig, Miguel Gularte, a empresa busca resolver o problema de construir uma nova fábrica, a qual necessita matéria-prima, por isso se associou a um grupo de pecuaristas que possui uma oferta de 350 mil cabeças de gado por ano.

Para Luís Sales, analista da Guide, a notícia é positiva, com a operação marcando a entrada da Marfrig naquele país, o que colabora com a diversificação geográfica na cadeia produtiva de seu portfólio, que atualmente produz carne bovina no Brasil, Argentina, Uruguai e Estados Unidos e carne de cordeiro no Chile.

O Bradesco BBI, por sua vez, aponta que, apesar de não estar refletido no cenário base dos analistas, não veem esse investimento como uma surpresa para a Marfrig, pois a empresa havia feito um comunicado à imprensa em setembro de 2020 observando que os investimentos no Paraguai poderiam chegar a US$ 100 milhões em até a 24 meses como parte de um acordo não vinculante.

Confira as recomendações dos analistas para as ações, segundo consenso Refinitiv: 

*em relação ao fechamento de 18 de junho de 2021

(com Estadão Conteúdo)

Curso gratuito do (invistaja.info) mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

palavras-chave: Além dos rumores de disputa: o que as aquisições recentes de JBS, BRF e Marfrig mostram sobre as companhias?; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – Além dos rumores de disputa: o que as aquisições recentes de JBS, BRF e Marfrig mostram sobre as companhias?

REFLEXÃO: Morgan Housel: Se preocupe somente quando você achar que tiver tudo resolvido.

Notícias relacionadas:

Carteira gráfica da XP troca 3 ações para esta semana; veja o que mudou

Ação do GPA sobe 5% com rumor sobre interesse de Klein na empresa; Eletrobras vira para alta em dia de votação de MP e Vale zera queda

Pablo Spyer vira sócio da XP Inc. e terá empresa de educação financeira

Ação do GPA sobe 3% com rumor sobre interesse de Klein na empresa; Eletrobras ameniza baixa em dia de votação de MP e Vale zera queda

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.