Após quedas na terça, índices futuros americanos voltam a avançar à espera da ata do Fomc

Já o petróleo registra ganhos após queda na véspera
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Após quedas na terça, índices futuros americanos voltam a avançar à espera da ata do Fomc; invistaja.info;


LAME3 | Div.Brut/Pat.: 1.54 | Cotacao: 19.76 | Liq.Corr.: 2.45 | Liq.2meses: 59555300.0 | P/EBIT: 24.23 | P/Cap.Giro: 2.27

Os índices futuros americanos têm leves altas nesta quarta (7). Na terça (6), o S&P recuou 0,2%, encerrando uma sequência de sete dias de altas; o Dow Jones perdeu 208,98 pontos; e o Nasdaq subiu cerca de 0,2%, atingindo um novo recorde.

Ações de empresas associadas à retomada da economia, como Caterpillar, Chevron e JPMorgan Chase recuaram na terça, enquanto que ações de grandes empresas de tecnologia, como Amazon, Apple e Alphabet, dona do Google, tiveram ganhos.

O barril de petróleo WTI recuaram na terça após atingir o maior nível em mais de seis anos, mas voltam a ter alta. A instabilidade no mercado de petróleo ocorre após o adiamento indefinido das conversas entre membros da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) e seus aliados (grupo conhecido como Opep+), após os países não serem capazes de atingir um consenso sobre qual será sua política de produção a partir de agosto. Já nesta data, o barril de petróleo cru WTI avança 1,01%, a US$ 74,38.

+Evento traz a perspectiva internacional acessível ao investidor local

Na véspera, os rendimentos dos Treasuries caíram, com a taxa de dez anos a caminho de sua mais longa sequência de quedas em 16 meses, conforme investidores procuravam sinais sobre a trajetória da política monetária do Federal Reserve e após dados sinalizarem que o setor de serviços norte-americano desacelerou. Indicador do ISM para o setor de serviços dos EUA, que responde por cerca de dois terços da atividade econômica do país, mostrou crescimento moderado em junho e abaixo do ritmo recorde de maio.

Os dados vieram na esteira de um relatório de emprego divulgado na sexta-feira, que foi analisado como um indicativo de melhora no mercado de trabalho, mas ainda não-suficiente para sinalizar uma economia que pode estar sujeita a um superaquecimento.

Nesta quarta, investidores aguardam pela divulgação da ata do Federal Reserve, que deve dar mais informações sobre o rumo da política monetária do banco central dos Estados Unidos. A expectativa é de que as minutas foquem em sinais de progresso nos indicadores de emprego do país, e que os integrantes do Fed demonstrem menos preocupação com a possibilidade de que a alta recente da inflação se torne uma tendência persistente.

Caso o banco central americano indique a intenção de desacelerar seu programa de compra de cerca de US$ 120 bilhões em títulos e hipotecas por mês, esta seria uma grande mudança em relação à política que vem sendo implementada desde 2020, com o impacto da pandemia. O movimento poderia indicar a intenção do Fed de elevar as taxas referenciais de juros dos Estados Unidos, hoje próximas a zero.

hotWords: futuros americanos após avançar voltam fomc

Anuncie no invistaja.info

As bolsas asiáticas têm desempenhos variados nesta quarta, que marcou a estreia da fabricante chinesa de carros elétricos, Xpeng, na bolsa de Hong Kong. As ações da empresa chegaram a subir 2%, mas fecharam o dia estáveis, em uma sessão marcada por cautela após o S&P encerrar na terça a trajetória de sete dias consecutivos de avanços.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, recuou 0,4%; na China continental, o Shanghai composto subiu 0,66%; no Japão, o Nikkei recuou 0,96%; na Coreia do Sul, o Kospi perdeu 0,6%.

Na Europa, o índice Stoxx600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança 0,61%, com destaque para o setor de recursos básicos, que sobe 1,7%. Quase todos os setores e principais bolsas operam no positivo.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):Estados Unidos*Dow Jones Futuro (EUA), +0,07%*S&P 500 Futuro (EUA), +0,16%*Nasdaq Futuro (EUA), +0,42%Europa*FTSE 100 (Reino Unido), +0,58%*Dax (Alemanha), +0,86%*CAC 40 (França), +0,38%*FTSE MIB (Itália), +0,44%Ásia*Nikkei (Japão), -0,96% (fechado)*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,4% (fechado)*Kospi (Coreia do Sul), -0,6% (fechado)*Shanghai SE (China), +0,66% (fechado)Commodities e bitcoin*Petróleo WTI, +1,418%, a US$ 74,43 o barril*Petróleo Brent, +1,22%, a US$ 75,45 o barril*Bitcoin, +1,28%, a US$ 34.718,29Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 1,02%, cotados a 1244 iuanes, equivalente hoje a US$ 192,43 (nas últimas 24 horas).USD/CNY = 6,46

 

palavras-chave: Após quedas na terça, índices futuros americanos voltam a avançar à espera da ata do Fomc; invistaja.info;

MARINGÁ | mercados | invistaja.info – Após quedas na terça, índices futuros americanos voltam a avançar à espera da ata do Fomc

REFLEXÃO: Robert Brokamp, da Motley Fool: Diversificação reduz os riscos, aumenta a previsibilidade e impulsiona os retornos.

Veja também:

Ibovespa se afasta das máximas e vai a 125 mil pontos, dólar salta a R$ 5,20: reação exagerada ou nova tendência do mercado?

Eduardo Saverin se torna brasileiro mais rico do mundo, diz Forbes

Ação da Amazon sobe 4,7% e renova máxima histórica um dia após a posse do novo CEO

Brasileiro despertou para a doação, mas mobilização precisa ser qualificada, diz Ana Moser

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.