BNP Paribas vê dólar a R$ 4,50 no 2º trimestre de 2022 com commodities e juros mais altos

A última vez que a cotação oscilou em torno de R$ 4,50 foi no começo de março de 2020, às vésperas do início da crise da pandemia de Covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como profissionais

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: BNP Paribas vê dólar a R$ 4,50 no 2º trimestre de 2022 com commodities e juros mais altos; invistaja.info;


CGRA3 | ROIC: 0.074 | P/ACL: 3.92 | ROE: 0.1202 | Liq.2meses: 42829.0 | Cresc.5anos: 0.0341 | PSR: 1.491

ListenToMarket: BNP Paribas vê dólar a R$ 4,50 no 2º trimestre de 2022 com commodities e juros mais altos – Áudio gerado às: 13:30:33

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

SÃO PAULO, 29 Jun (invistaja.info) – O dólar cairá para 4,50 reais ao fim do segundo trimestre de 2022, depois de fechar 2021 em 4,75 reais, de acordo com Gustavo Arruda, chefe de pesquisa para a América Latina do BNP Paribas, que cita o ajuste na política monetária brasileira como um dos fatores de suporte ao real.

A última vez que a cotação oscilou em torno de 4,50 reais foi no começo de março de 2020, às vésperas do mercado global sofrer um sacolejo com o início da crise da pandemia de Covid-19.

“Com a política monetária voltando a se ajustar, a ter um pouco mais de equilíbrio, a gente acha que o câmbio tem chances, tem espaço para se valorizar”, afirmou Arruda, citando ainda o benefício derivado também dos preços valorizados das commodities.

+“Tributar lucro e dividendo afasta investidores”, diz Marcos Cintra, ex-secretário da Receita do governo Bolsonaro

Ele ressalvou, no entanto, que o caminho não deve ser linear. A expectativa dele é que o dólar feche 2022 em 4,60 reais.

“Isso não quer dizer que isso (a queda do dólar) não vem sem volatilidade. A gente sabe que é ano de eleição no Brasil (2022). Então esse cenário está sujeito a muita volatilidade devido ao ambiente político.”

Ainda assim, o cenário do BNP indica valorização cambial ante os patamares atuais. O dólar à vista BRBY era cotado em torno de 4,93 reais nesta terça-feira.

O juro básico no Brasil subiu da mínima histórica de 2% que vigorou até março para 4,25%, e analistas de mercado veem a taxa chegando a pelo menos 6% ao fim do ano. Juros mais altos aumentam a atratividade do real por elevarem o retorno de ativos que operam diferencial de taxas.

Arruda calcula uma meta Selic de 7,5% já no início do ano que vem, com altas ininterruptas da taxa até lá –o que deixaria o Brasil com juros nominais bem acima dos de vários pares emergentes.

O BC tem subido os juros desde março ao ritmo de 0,75 ponto percentual. Mas, apesar da sinalização mais dura emitida recentemente pela autarquia e dos números mais elevados de inflação, Arruda não vê intensificação da velocidade no ajuste monetário.

hotWords: mais commodities dólar 4,50 altos

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

“Como o ciclo está próximo do fim, não faria muito sentido aumentar mais uma de 100 pontos-base agora, a não ser que ele (BC) procurasse fazer mais uma ou duas ou três de 100 (pontos-base)”, disse.

“Mas não faria muito sentido, porque se for para fazer uma de 100 pontos-base para depois desacelerar para 75 pontos-base é melhor manter o passo de 75 pontos-base daqui para a frente, na nossa opinião.”

Sobre inflação, o BNP calcula que a taxa fechará este ano em 6,5% para depois desacelerar a 4,5% no acumulado de 2022. Ambos os números estão acima das respectivas metas: ​3,75% e 3,50%.

“Tem muito risco envolvido aqui: para onde vai o câmbio, para onde vai a bandeira tarifária… Se a bandeira tarifária fechar este ano na 2 e mudar para amarela no ano que vem, então tem desaceleração considerável de inflação.”

Os preços no curto prazo serão bastante impactados pela energia elétrica em meio à crise hídrica, afirmou o economista, que por ora vê desdobramentos maiores das preocupações com energia apenas no lado da inflação.

“Tem mais impacto na inflação do que para a atividade. Só começa a gerar dúvidas (sobre a atividade) se for muito pior do que o cenário desenhado por especialistas.”

O BNP projeta que a economia brasileira crescerá 5,5% em 2021 (após retração de 4,1% em 2020) e expandirá 3,0% em 2022.

Curso gratuito do (invistaja.info) mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

palavras-chave: BNP Paribas vê dólar a R$ 4,50 no 2º trimestre de 2022 com commodities e juros mais altos; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – BNP Paribas vê dólar a R$ 4,50 no 2º trimestre de 2022 com commodities e juros mais altos

REFLEXÃO: Robert Brokamp, da Motley Fool: Diversificação reduz os riscos, aumenta a previsibilidade e impulsiona os retornos.

Veja também:

Governo quer cortar alíquota do IRPJ para 10% já em 2022, diz Guedes

Ampliando atuação e aproveitando ponto forte, Via oferecerá serviços de logística até para concorrentes

Arrecadação soma R$ 142,106 bilhões e tem maior valor para maio da série histórica

Aplicativo de idiomas Duolingo protocola pedido para IPO nos EUA

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.