Bolsonaro diz que fará o que o povo quiser e ressalta ser o chefe das Forças Armadas

Presidente fez live carregada de duros ataques a governadores e prefeitos que adotam medidas de restrição às atividades para conter o coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como um profissional

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Bolsonaro diz que fará o que o povo quiser e ressalta ser o chefe das Forças Armadas; invistaja.info;


MTIG4 | Div.Brut/Pat.: 2.51 | Liq.2meses: 3922.8 | ROE: 0.4251 | P/ACL: -0.21 | Pat.Liq: 27819200.0 | P/VP: 0.46

BRASÍLIA (MarketMsg) – O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que fará o que o povo quiser e ressaltou mais uma vez que é o comandante supremo das Forças Armadas, em uma live carregada de duros ataques a governadores e prefeitos que adotam medidas de restrição às atividades para conter a disseminação da Covid-19 no pior momento da pandemia no país.

Na transmissão, Bolsonaro criticou as medidas de fechamento de atividades comerciais e de circulação de pessoas e afirmou que ninguém consegue exercer autoridade se tiver acabado a sua liberdade, com um “povo com fome” e “batendo cabeça”. Ele comparou a situação a um caos e questionou a quem interessa levar o Brasil a tal situação.

“O que está em jogo não é nem o seu prato de comida, é a sua liberdade. Repito, eu faço o que o povo quiser e digo mais, eu sou o chefe supremo das Forças Armadas, as Forças Armadas acompanham o que está acontecendo, as críticas em cima de generais, não é o momento de fazer isso”, disse.

+Defaults corporativos podem subir para maior nível desde 2009, aponta S&P Global Ratings

O comentário de Bolsonaro –que é um ex-militar– ocorreu um dia após o pronunciamento e entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na qual classificou como erro grave a postagem do general Villas Bôas na véspera do julgamento de um recurso dele pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a liberdade do petista em abril de 2018 e disse que, se fosse chefe do Executivo Federal, teria exonerado o militar do cargo.

Segundo Lula, o ministro Edson Fachin, do STF, também errou ao demorar para criticar a manifestação de Villas Bôas. O ministro do Supremo só questionou as postagens do general neste ano.

Na live, Bolsonaro disse que seria fácil impor uma ditadura no Brasil ao mencionar que, em municípios, há guardas municipais que estão colocando todo mundo dentro de casa. Em um comentário, ele chegou a dizer que “imagina se fosse as Forças Armadas”. E ainda se intitulou o “garantidor da democracia” no Brasil.

hotWords: fará chefe armadas ressalta forças

Anuncie no invistaja.info

Bolsonaro voltou a reclamar das medidas adotadas por governadores e prefeitos e questionou a preocupação deles com as pessoas que precisam trabalhar para levar o sustento para casa. O presidente se disse preocupado com mortes, mas defendeu que se enfrente a questão do vírus.

“Não tem como deixar o povo em casa mais. Não é questão de paciência, é de sobrevivência”, disse.

“Trabalhar virou sinônimo de crime no Brasil, não tem nenhuma sensibilidade desses governadores”, emendou ele.

palavras-chave: Bolsonaro diz que fará o que o povo quiser e ressalta ser o chefe das Forças Armadas; invistaja.info;

FARIA LIMA | economia | invistaja.info – Bolsonaro diz que fará o que o povo quiser e ressalta ser o chefe das Forças Armadas

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Notícias relacionadas:

Associação de restaurantes querem compensações após aumento das restrições em SP

Ações de CVC, aéreas e shoppings saltam até 11% em dia de otimismo no mercado; Sinqia e Braskem sobem após balanços

Ibovespa fecha em alta de 2% e encosta nos 115 mil pontos com exterior e PEC Emergencial; dólar cai a R$ 5,54

Após turbulência, ações da Petrobras têm alívio com boas indicações ao Conselho e definição de assembleia

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.