BRF quer oferecer carnes cultivadas em laboratório até 2024

As empresas trabalharão para adaptar a tecnologia de carne de laboratório da israelense Aleph ao gosto dos consumidores brasileiros
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: BRF quer oferecer carnes cultivadas em laboratório até 2024; invistaja.info;


MGEL4 | P/VP: -0.11 | Mrg.Ebit: 0.0944 | Liq.2meses: 88181.6 | EV/EBITDA: 10.26 | P/L: -0.47 | Div.Brut/Pat.: -1.59

(invistaja.info) — A corrida para trazer uma carne produzida em laboratório está aquecida com a brasileira BRF (BRFS3) buscando oferecer o produto em supermercados em 2024.

A companhia, o segundo maior fornecedor mundial de aves, fechou parceria com a startup israelense Aleph Farms em um movimento para se tornar o primeiro player de alimentos a produzir carne cultivada no Brasil.

As empresas trabalharão para adaptar a tecnologia de carne de laboratório da Aleph ao gosto dos consumidores brasileiros. Assim que for encontrada uma produção viável, as empresas passarão para a próxima etapa que é construir uma unidade no Brasil. O objetivo é oferecer carne à base de células aos supermercados nacionais até 2024.

+Em meio a suspeitas de informação privilegiada, CVM pode investigar operações com ações da Petrobras

Até lá, os parceiros esperam superar o principal desafio do projeto que é chegar a um produto acessível ao consumidor. O CEO da Aleph, Didier Toubia, espera que a carne cultivada encontre paridade de custo com a carne tradicional mais rapidamente do que a primeira geração de carne feita à base de plantas.

“A parceria com a BRF permitirá que o projeto seja escalonado rapidamente”, disse Toubia.

Uma produção comercial a custo competitivo incluiria biorreatores capazes de produzir carne equivalente a 40.000 cabeças de gado em menos de 2 semanas. Isso também permitiria à BRF aumentar a produção rapidamente no caso de uma demanda vertiginosa. Em questão de meses será possível produzir um volume de carne que levaria anos da forma tradicional, disse o presidente da BRF, Lorival Luz, na mesma entrevista.

hotWords: 2024 carnes quer cultivadas

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Aleph, que tem entre os investidores a gigante de alimentos americana Cargill, recentemente formou uma parceria com a Mitsubishi Corp. para levar a carne bovina cultivada em laboratório para o Japão. Ela integra um grupo formado por outras 60 startups que disputam um mercado que visa oferecer proteínas alternativas contornando as questões ambientais e sociais que envolvem a carne tradicional.

A parceria com a Aleph Farms faz parte de um plano de expansão mais amplo da BRF que visa melhorar os ganhos da empresa por meio da fabricação de produtos de maior valor agregado. A meta do grupo é mais do que dobrar suas vendas atuais de R$ 39 bilhões para R$ 100 bilhões em dez anos.

Como os rivais globais JBS e Tysson Foods, a BRF montou suas próprias marcas de carnes vegetais, enquanto a entrada no mercado de carne de laboratório significa um aumento da aposta da empresa em um mercado alternativo promissor, no qual apenas a carne cultivada deve movimentar US$ 140 bilhões na próxima década, segundo as previsões compiladas pela Blue Horizon Corp.

“Essas proteínas alternativas vão coexistir com as proteínas tradicionais”, disse Sergio Pinto, diretor de inovação da BRF.

Estagnado em sua profissão? Série gratuita do (invistaja.info) mostra como você pode se tornar um Analista de Ações em 2021. Clique aqui para se inscrever.

palavras-chave: BRF quer oferecer carnes cultivadas em laboratório até 2024; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – BRF quer oferecer carnes cultivadas em laboratório até 2024

REFLEXÃO: Bill Mann, da Motley Fool Asset Management: Busque investir em conjunto com grandes gestores, depois, é só ser paciente.

Tópicos mais acessados:

Rio Tinto: presidente do conselho renunciará por destruição de antigas cavernas na Austrália

Risco de ação leva conselheiros da Petrobras a não renovar mandato

Hering lucra 12% menos no 4º tri, lucro da Quero-Quero sobe 119% e outros balanços; rumores sobre novo CEO do BB e mais

Agência da UE começa processo de revisão de vacina Sputnik V

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.