China suspende importação de carne de unidade da BRF no MT, sem notificar empresa

Os chineses informaram que a interrupção das compras entraram em vigor ontem, sem sinalizar quando os negócios podem ser retomados
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de trader para trader

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: China suspende importação de carne de unidade da BRF no MT, sem notificar empresa; invistaja.info;


SBFG3 | Div.Brut/Pat.: 0.97 | Mrg.Ebit: -0.0299 | EV/EBIT: -125.95 | PSR: 3.208 | Cotacao: 35.97 | P/VP: 4.43

O governo chinês suspendeu as importações de carne suína e de aves da unidade da BRF (BRFS3) em Lucas do Rio Verde (MT), conforme comunicado no site oficial da Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês) publicado nesta terça-feira, 3. Os chineses informaram que a interrupção das compras entraram em vigor ontem, sem sinalizar quando os negócios podem ser retomados. Segundo o Ministério da Agricultura, problemas no transporte dos produtos até o país asiático teriam motivado a decisão.

Em nota, a BRF disse que soube da decisão por meio do site da Gacc e que tomará as medidas cabíveis e “trabalhará na reversão da situação com as autoridades chinesas e brasileiras”. A empresa ressaltou, porém, que ainda não foi notificada oficialmente sobre a suspensão. “A BRF reforça que possui confiança em seus rigorosos processos de segurança de alimentos e de qualidade e reafirma seu compromisso em continuar aprimorando os controles internos para garantir os mais elevados padrões de qualidade e segurança.”

Em nota enviada ao Estadão/Broadcast, o Ministério da Agricultura disse que a suspensão anunciada hoje teria sido causada por problemas identificados no transporte dos produtos até o país asiático. Segundo a pasta, a informação foi dada por uma autoridade chinesa, após a publicação do embargo no site oficial do Gacc. “A empresa irá elaborar um plano de ação para evitar que fatos como esses voltem a ocorrer e essa informação será encaminhada às autoridades chinesas com a agilidade necessária”, acrescentou no comunicado.

+Relator faz aceno a optantes do Simples e a Estados e municípios em novo parecer

Já a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) disse, também em nota enviada ao Estadão/Broadcast, que vai apoiar a BRF na reversão da suspensão de importações da sua unidade de Lucas do Rio Verde. “A ABPA reforça os elevados padrões de qualidade do setor e da BRF e a excelência dos produtos brasileiros exportados para mais de 150 nações nos cinco continentes, apoiando a segurança alimentar de milhões de pessoas em todo o mundo”, afirmou. E acrescentou que confia que as exportações para o mercado chinês serão restabelecidas em breve.

A planta da BRF em Lucas do Rio Verde foi habilitada para exportar para a China em setembro de 2019 e também produz para a África do Sul e Canadá. É uma das unidades da empresa cuja operação é 100% digitalizada e recebe investimentos constantes. No início do mês passado, por exemplo, a companhia anunciou que vai investir R$ 670 milhões na operação de Mato Grosso, entre as fábricas de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, para modernização e ampliação da produção.

hotWords: unidade empresa importação notificar

Seja anunciante no invistaja.info

Ministério tenta intervir

O país asiático vem suspendendo, desde o ano passado, as compras de frigoríficos de vários países. A justificativa seria o maior controle sanitário, em razão da pandemia da covid-19. A última suspensão de um frigorífico brasileiro ocorreu em setembro do ano passado, porém em caráter temporário. Na época, a Gacc paralisou as compras de uma planta de bovinos da Minerva Foods por uma semana.

As relações de frigoríficos com a China têm sido discutidas pelo setor com a ministra Tereza Cristina. Na última semana ela se reuniu com representantes de frigoríficos para tratar de novas habilitações. Também na semana passada o Ministério da Agricultura informou ao Estadão/Broadcast que a China havia concordado em retomar a análise de pedidos de habilitação de frigoríficos brasileiros. De acordo com a nota, esse trabalho tinha sido suspenso desde o início da pandemia, com a Gacc mais focada na prevenção e controle da covid-19.

Na ocasião, a pasta disse também que 56 plantas aguardam análise para habilitação pelo governo chinês, mas, para dar continuidade ao processo, elas precisam atualizar informações técnicas, incluindo controles implementados para prevenção do coronavírus.

palavras-chave: China suspende importação de carne de unidade da BRF no MT, sem notificar empresa; invistaja.info;

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – China suspende importação de carne de unidade da BRF no MT, sem notificar empresa

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Tópicos mais acessados:

Bolsonaro diz que Bolsa Família poderá ter aumento de até 100%

Repercussão de balanços de Bradesco, Rede D’Or e Omega Geração; números da Gerdau, dois anúncios da Gol e mais destaques

Gerdau vê lucro líquido saltar 1.149% no 2º tri, para R$ 3,934 bilhões, e anuncia dividendos de R$ 921 milhões

Rede D’Or sai de prejuízo e lucra R$ 477,7 milhões no 2º tri de 2021; analistas veem números fortes

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade