Doador fica mais confiante, mas crise econômica pesa, mostra pesquisa

Podcast analisa os dados da Pesquisa Doação Brasil 2020, divulgados nesta segunda (23)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para o trader investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Doador fica mais confiante, mas crise econômica pesa, mostra pesquisa; invistaja.info;


AERI3 | P/EBIT: 0.0 | EV/EBIT: 0.0 | EV/EBITDA: 0.0 | P/ACL: 103.27 | P/L: 0.0 | Liq.Corr.: 2.73

ListenToMarket: Doador fica mais confiante, mas crise econômica pesa, mostra pesquisa – Áudio gerado às: 18:10:28

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

Em tempos tão difíceis, as crises sanitária e financeira provocadas pela pandemia da Covid-19 chacoalharam o cenário da filantropia no país. De um lado, vimos bastante gente precisando de apoio. De outro, muitas mobilizações e campanhas solidárias foram formadas.

Mas qual é o retrato do efeito da pandemia sobre a doação individual? A Pesquisa Doação Brasil 2020, promovida pelo IDIS (Instituto pelo Desenvolvimento do Investimento Social), avaliou vários aspectos da percepção e prática de doação pelos brasileiros, e os principais resultados foram discutidos no 39º episódio do podcast Aqui Se Faz, Aqui Se Doa.

+“Quando empresas ou governos prometem fazer algo pelo clima até 2050, que vergonha”, diz Michael Bloomberg

Essa foi a segunda edição do levantamento. Em 2015, a entidade coordenou a iniciativa para uma pesquisa em âmbito nacional que mapeasse o comportamento do doador individual no Brasil daquele ano. Os dados obtidos ajudaram o terceiro setor a se planejar melhor e a se aprimorar.

Nesta segunda-feira (23), foi a vez de a edição de 2020 ser divulgada. A diretora-presidente do IDIS, Paula Fabiani, que também estava à frente do primeiro estudo, contou os detalhes do novo trabalho.

A crise da Covid-19 afetou o número de doadores no país, conforme indicou a pesquisa. Em 2015, foi registrado que 77% dos brasileiros fizeram algum tipo de doação (dinheiro, bens, tempo e outras formas). Em 2020, esse número caiu para 66%.

Um dos pontos observados pelo podcast sobre a pesquisa foi a percepção de um efeito gangorra: uma parcela da população mais pobre, que antes costumava doar, passou agora a precisar de doação. Enquanto os mais ricos passaram a apoiar mais.

hotWords: confiante, mostra fica doador econômica

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

“A gente teve um impacto dramático da pandemia nas classes mais vulneráveis que deixaram de doar. A pesquisa de 2015 mostrou que o grande grupo de doadores no Brasil estava na classe C e D. O que a gente vê é uma retração da doação nessas classes. Mas a boa notícia é o aumento da doação nas classes mais privilegiadas, A e B”, disse Paula em entrevista ao Aqui Se Faz, Aqui Se Doa, programa produzido pelo Instituto MOL e pelo Movimento Bem Maior, com o apoio do (MarketMsg). (ouça aqui)

Na classe das famílias com renda entre seis e oito salários-mínimos, houve um aumento de 51% para 58%, entre as duas edições da pesquisa. Na categoria com renda superior a oito salários-mínimos, a elevação foi de 55% a 59%. Já o grupo com renda de até dois salários-mínimos registrou uma queda de 32% para 25%.

Outra importante observação da pesquisa foi o aumento da confiança da população nas organizações do terceiro setor. Entre os doadores, o índice era de 74% em 2015 e passou para 93% cinco anos depois. Entre os não doadores, o motivo de não apoiar por não confiar nas instituições caiu de 17% para 4%.

“A mensagem que a gente tira é a de um avanço na prática da cidadania, que é reflexo desse aumento na confiança nas ONGs. As pessoas percebem que o governo não vai dar conta, se mobilizam e passam a doar e passam a ter uma boa experiência com as organizações”, afirmou.

O estudo apontou que o perfil clássico do brasileiro doador em dinheiro em 2020 é: o de uma mulher, com idade média de 42 anos, com instrução superior, moradora do Nordeste ou Sudeste, com renda familiar superior a quatro salários-mínimos, que está satisfeita com a própria renda e que crê em alguma religião.

A pesquisa quantitativa contou com 2.103 entrevistas e foi feita entre os dias 16 de março de 2021 e 22 de maio. O questionário refere-se somente a ações do ano passado.

As melhores recomendações de investimentos por 30 dias grátis: conheça o Expert Pass

palavras-chave: Doador fica mais confiante, mas crise econômica pesa, mostra pesquisa; invistaja.info;

GLEBA PALHANO | economia | invistaja.info – Doador fica mais confiante, mas crise econômica pesa, mostra pesquisa

REFLEXÃO: James Early, do Motley Fool: Explore a fraqueza cognitiva dos outros

Saiba mais:

Ibovespa tem maior alta desde janeiro e supera os 120 mil pontos; dólar cai 2,2% e vai a R$ 5,26

Samsung planeja investir US$ 205 bi e contratar 40 mil pessoas

Regulação é boa notícia para as criptomoedas e EUA estão copiando o que já se faz no Brasil, dizem especialistas

Empresas chinesas terão que informar investidores nos EUA sobre riscos políticos e regulatórios

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade