Dólar acumula alta em semana marcada por tensão em Brasília

A divisa bateu as máximas do dia de manhã, com o mercado reagindo inicialmente com temor ao tombo da confiança do consumidor dos EUA em agosto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Dólar acumula alta em semana marcada por tensão em Brasília; invistaja.info;


GFSA3 | DY: 0.0 | PSR: 1.018 | P/EBIT: 14.92 | ROIC: 0.0198 | Mrg.Liq.: -0.0393 | Liq.2meses: 19994000.0

ListenToMarket: Dólar acumula alta em semana marcada por tensão em Brasília – Áudio gerado às: 19:10:25

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

SÃO PAULO (invistaja.info) – O dólar fechou em leve queda ante o real nesta sexta-feira, depois de oscilar entre perdas e ganhos na sessão, captando o dia de dólar fraco no mundo após dados nos Estados Unidos amenizarem receios sobre corte de liquidez.

Na semana, porém, a moeda acumulou alta, pressionada pelo tensionado ambiente político-fiscal no Brasil.

O dólar à vista caiu 0,15% nesta sexta, a 5,2461 reais, após variar de 5,282 reais (+0,53%) a 5,2208 reais (-0,64%).

+SP entra com ação no STF para cobrar entrega de vacinas pelo Ministério da Saúde

A divisa bateu as máximas do dia por volta de 11h30, com o mercado reagindo inicialmente com temor ao tombo da confiança do consumidor dos EUA em agosto, em dado divulgado às 11h.

Porém, na sequência, investidores passaram a ver o número como um fator a postergar qualquer redução de estímulos nos Estados Unidos, o que manteria, assim, a farta liquidez e o dinheiro barato que podem migrar para mercados emergentes como o Brasil.

Lá fora, o índice do dólar –que mede o desempenho da moeda frente a uma cesta de rivais– cedia 0,5%, maior queda em três meses e que o afastava de picos em torno de quatro meses alcançados na quinta-feira.

hotWords: brasília marcada dólar acumula

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

A queda do dólar no Brasil, porém, foi visivelmente menos intensa do que a vista ante outras moedas emergentes, devido ao prêmio de risco político-fiscal embutido nos preços, ao fim de uma semana de renovadas tensões nessas frentes.

Na semana, a cotação ganhou 0,23%, elevando a apreciação em agosto para 0,73%. Em 2021, o dólar sobe 1,05%. O mercado segue ansioso para saber o que será feito da PEC dos Precatórios, da proposta de reforma do Imposto de Renda, do novo Refis e do aumento desejado pelo governo no Bolsa Família –medida esta vista por muitos no mercado como eleitoreira e que ameaça a percepção sobre uma agenda fiscal austera.

“Reconhecemos que o real está barato, mas esperamos que a volatilidade permaneça alta por causa do barulho político”, disse em relatório Claudio Irigoyen, estrategista de câmbio e renda fixa para a América Lantina do Bank of America, que estima a taxa de câmbio com excesso de desvalorização da ordem de 15%.

O BofA projeta que o dólar fechará o terceiro e quarto trimestres de 2021 em 5,00 reais, declínio de 4,7% ante o fechamento desta sexta. Apesar dos recentes ruídos, investidores têm mantido seus prognósticos para a moeda, vislumbrando alívio nas tensões domésticas.

A volatilidade implícita do real para três meses –cujo cálculo é baseado em contratos de opções de taxa de câmbio e dá uma medida da percepção de instabilidade para a moeda brasileira– saltou a máximas desde abril nesta semana, antes de retroceder um pouco. Ainda assim, o real se mantém, a uma boa margem, como a moeda emergente relevante mais instável.

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.

palavras-chave: Dólar acumula alta em semana marcada por tensão em Brasília; invistaja.info;

CALIFORNIA | economia | invistaja.info – Dólar acumula alta em semana marcada por tensão em Brasília

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Notícias relacionadas:

SP entra com ação no STF para cobrar entrega de vacinas pelo Ministério da Saúde

Radar da próxima semana: Ânima, Gafisa, IRB Brasil e mais empresas encerram a temporada de balanços

Cyrela é “medalha de ouro” no pódio das construtoras no 2º tri; segmento de baixa renda sofre por alta dos custos

Ibovespa fecha em alta, mas não evita perdas de 1,3% em semana marcada por política e resultados; dólar cai a R$ 5,24

Entre em contato para anunciar no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade