Expansão da indústria do Brasil tem mínima em 9 meses em março após baque por pandemia, mostra PMI

A IHS Markit informou nesta quinta-feira que seu PMI para a indústria do Brasil caiu a 52,8 em março, de 58,4 em fevereiro
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Informação para traders e investidores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Expansão da indústria do Brasil tem mínima em 9 meses em março após baque por pandemia, mostra PMI; invistaja.info;


BMKS3 | PSR: 5.055 | Cotacao: 242.24 | P/L: 31.64 | Pat.Liq: 190456000.0 | Liq.Corr.: 31.67 | Mrg.Liq.: 0.1598

SÃO PAULO (invistaja.info) – A recuperação do setor industrial do Brasil sofreu um baque em março, com o recrudescimento da pandemia de COVID-19 e a adoção de novas restrições no país levando empresas a reduzir produção e empregos e a reavaliar perspectivas, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

A IHS Markit informou nesta quinta-feira que seu PMI para a indústria do Brasil caiu a 52,8 em março, de 58,4 em fevereiro. Embora tenha permanecido acima da marca de 50, que separa crescimento de contração, o índice chegou a uma mínima em nove meses.

“O setor industrial do Brasil passou por um revés em março, com as novas encomendas e a produção de novo em contração devido a um aumento nos casos de Covid-19 e à adoção de novos controles”, explicou a diretora associada de Economia da IHS Markit, Pollyanna De Lima.

+Covaxin: Anvisa rejeita pedido do Ministério da Saúde para importar vacina contra Covid-19

Com o agravamento da situação sanitária no Brasil, as encomendas à indústria caíram em março pela primeira vez em dez meses, ao mesmo tempo que os novos pedidos para exportação estagnaram.

Segundo a IHS Markit, as vendas tiveram contração nos setores de bens de consumo e intermediário, mas o crescimento se sustentou no de bens de capital.

hotWords: pandemia, brasil indústria março baque expansão

Publique seu negócio no invistaja.info

Assim, a produção caiu em março, encerrando nove meses de expansão. O movimento foi atribuído pelos entrevistados à crise de Covid-19, controles mais rigorosos, queda das vendas e escassez de matéria-prima.

Buscando reduzir os gastos, as empresas demitiram funcionários e, com isso, o setor viu chegar ao fim uma sequência de oito meses de criação de vagas de trabalho.

Março também marcou forte alta dos preços de insumos, com quase 84% dos entrevistados citando problemas na cadeia de oferta, taxas mais altas de frete, escassez de matéria-prima e depreciação do real. Consequentemente, os preços cobrados tiveram a maior alta em quatro meses.

As empresas permaneceram confiantes de que a produção vai aumentar ao longo dos próximos 12 meses, mas a elevada preocupação com o aumento de casos de Covid-19 prejudicou o sentimento, com o grau geral de otimismo caindo a uma mínima em dez meses.

Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.

palavras-chave: Expansão da indústria do Brasil tem mínima em 9 meses em março após baque por pandemia, mostra PMI; invistaja.info;

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – Expansão da indústria do Brasil tem mínima em 9 meses em março após baque por pandemia, mostra PMI

REFLEXÃO: Michael Batnick, gestor de patrimônios da Ritholtz: Evitar erros catastróficos é mais importante do que construir o portfólio perfeito.

Notícias relacionadas:

Nos EUA, pedidos de auxílio-desemprego sobem 61 mil na semana, a 719 mil

Remédios podem ficar até 10,08% mais caros a partir de hoje

Ibovespa tem leve alta entre exterior positivo com pacote de Biden e dados fracos da indústria no Brasil; dólar sobe

Oportunidade na baixa liquidez: o caso Coelce

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade