Publicidade

Ibovespa interrompe sequência de alta após reunião do Copom e com exterior mais fraco; juros DI voltam a subir

Banco Central sinaliza que deve subir juros com a mesma intensidade na próxima reunião, o que surpreendeu os investidores
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias do mercado financeiro

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Ibovespa interrompe sequência de alta após reunião do Copom e com exterior mais fraco; juros DI voltam a subir; invistaja.info;


RNEW4 | P/Ativo: 0.097 | EV/EBIT: -24.31 | Liq.2meses: 457456.0 | ROIC: -0.0327 | P/Cap.Giro: 0.72 | Div.Brut/Pat.: -2.21

ListenToMarket: Ibovespa interrompe sequência de alta após reunião do Copom e com exterior mais fraco; juros DI voltam a subir – Áudio gerado às: 10:31:17

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

O Ibovespa opera em queda nos negócios desta quinta-feira (9), interrompendo uma sequência de cinco dias de alta, período em que acumulou ganhos de mais de 7%. Os analistas explicam que é normal a Bolsa devolver ganhos após um “rali” – o índice não tinha uma sequência tão grande de valorização desde o início de junho. Porém, o Ibovespa hoje também repercute o tom duro do Banco Central que fez o sétimo ajuste consecutivo na taxa básica de juros.

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) subiu a Selic em 1,5 ponto para 9,25% ao ano, a maior taxa desde julho de 2017. A autoridade monetária também indicou que deve fazer um ajuste de mesma magnitude na próxima reunião, prevista para fevereiro para o ano que vem. E foi esse comunicado que pegou o mercado de surpresa.

Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, explica que os investidores não esperavam que a pressão sobre a Selic continuasse na mesma intensidade na próxima reunião e precificavam altas menores.

+Ibovespa oscila entre perdas e ganhos após quatro dias de alta, com investidores de olho no Copom

“Sendo assim, o Banco Central levaria os juros para 10,75% em fevereiro e ultrapassaria os 12% na reunião seguinte”, afirma Cruz. O estrategista explica que o BC ficou muito atrás da curva da inflação. “Ninguém quer ter isso no currículo e por isso eles vão ser mais duros mesmos, pra derrubar a inflação, ainda que isso provoque uma recessão mais forte”, complementa.

Leia mais: Prévia do IGP-M aponta deflação de 0,22% em dezembro

Relatório da Infinity Asset, assinado pelo economista-chefe Jason Vieira, classificou o Banco Central Brasileiro como “o mais hawkish do mundo”. A decisão da autoridade monetária se reflete dos contratos de juros futuros, que sobem forte nos vencimentos mais curtos e menos na curva mais longa, adicionando uma pressão sobre a Bolsa.

Juros mais altos não só aumentam os retornos da renda fixa, tornando esses títulos mais atraentes, como também impacta de maneira negativa a avaliação das empresas listadas em Bolsa.

Hoje, o Ibovespa também não pode contar com o apoio dos mercados lá fora. As Bolsas na Europa e nos Estados Unidos também devolvem parte dos ganhos obtidos na última sessão, enquanto os investidores monitoram novidades sobre a variante ômicron do coronavírus.

Ainda que fabricantes de vacinas tenham feito comentários positivos que dissipam parte dos temores em torno da nova cepa, ainda há muitos pontos a serem esclarecidos. Um estudo descobriu que a Ômicron é 4,2 vezes mais transmissível do que a variante delta em seus estágios iniciais.

O tema da PEC dos Precatórios segue, em paralelo, no radar, depois que os senadores promulgaram as partes comuns do texto, que foram aprovadas tanto na Câmara quanto no Senado. A partes divergentes devem ser apreciadas na próxima terça-feira (14) pelos deputados.

Leia mais: Bolsonaro volta a prometer ajuste para servidores, mas sem recompor inflação

Às 10h15 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em baixa de 0,86% aos 107.162 pontos. O Ibovespa futuro para dezembro de 2021 recuava 1,01% aos 107.290 pontos.

Ao Vivo – Bolsa em Tempo Real

O dólar comercial operava em alta de 0,11% R$ 5,540 na compra e R$ 5,541 na venda. O dólar futuro para janeiro de 2022 operava praticamente estável, com uma ligeira alta de 0,06%, a R$ 5,563.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 subia 19 pontos-base a 11,56%; DI para janeiro de 2025 sobe seis pontos-base a 10,70%; e o DI para janeiro de 2027 operava próxima da estabilidade a 10,65%.

Nos Estados Unidos, os índices futuros caem após três sessões seguidas de alta para as Bolsas. O Dow Jones futuro recua 0,28%, o S&P Futuro cai 0,27%; e os futuros da Nasdaq operam em baixa de 0,33%.

Leia mais: Fitch afirma que a chinesa Evergrande entrou em default

Na Europa, o Stoxx 600, índice que reúne empresas de 17 países do continente, recua 0,21%. Ontem o mercado europeu também fechou em baixa, depois que o Reino Unido anunciou medidas restritivas com o avanço da variante ômicron no país.

No segmento de commodities, os preços do minério de ferro na Bolsa de Dalian recuavam mais de 2%. A cotação do petróleo também devolvia parte dos ganhos da véspera; o Brent caía 0,1,25% a US$ 74,87, enquanto o WTI recuava 1,26% a US$ 71,43.

Radar corporativo

O noticiário corporativo desta quinta-feira (09) tem como destaque a estreia do Nubank na bolsa dos Estados Unidos, a distribuição de proventos pela Vibra, Equatorial e Copel. Esta última também anunciou estimar Capex de 2,1 bilhões no próximo ano.

Já o BNDES marcou audiência sobre processo de privatização da Eletrobras para o dia 22 de dezembro de 2021.

A Engie assinou contrato de financiamento junto ao BNDES no valor de R$ 1,473 bilhão.

Nubank

O Nubank chegou à bolsa americana (Nasdaq) como a instituição financeira mais valiosa na América Latina. A fintech fixou o preço de sua oferta a US$ 9 por ação em seu IPO, topo da faixa indicativa. A esse valor, o banco estreará valendo US$ 41,7 bilhões.

Eletrobras

A análise da privatização da Eletrobras (ELET3;ELET6) pelo Tribunal de Contas da União (TCU) foi adiada, em derrota para o governo. Poucas horas do início da sessão marcada para ontem (8), o ministro-relator do processo, Aroldo Cedraz, não havia apresentado seu parecer para os demais integrantes do colegiado do órgão e surpreendeu outros ministros com a retirada de pauta.

O julgamento do processo deve acontecer em sessão extraordinária a ser convocada pelo TCU para a próxima quarta-feira, 15. O ministro havia se comprometido a disponibilizar o voto na tarde de terça-feira, 7, o que não ocorreu. A demora levou alguns ministros a cogitarem um pedido de vista, para que haja mais tempo para entendimento do assunto.

Além disso, o BNDES marcou audiência sobre processo de privatização da Eletrobras para o dia 22 de dezembro de 2021.

Vibra Energia

A Vibra ([ativo=BRDT3]) realizará em 20 de dezembro de 2021 o pagamento da segunda parcela dos juros sobre capital próprio (JCP).

hotWords: voltam após exterior interrompe subir sequência fraco;

Publique seu negócio no invistaja.info

O valor  é de R$  143.097.156,94  ou  0,12665821282 por ação.

Além disso, como saldo remanescente relativo ao valor da primeira parcela dos JCP, em  decorrência  das  ações  em  tesouraria  naquele  período,  a  Companhia  fará  o  pagamento  de  R$ 5.450.378,50  ou  0,0048242412  por  ação.

Farão  jus  a  ambos  os  pagamentos os acionistas na posição acionária do dia 14 de  dezembro de 2021. O valor  total  a ser  pago em 20/12/2021  é de R$ R$ 148.547.535,44 ou R$ 0,13148245401 por papel.

Equatorial

A Equatorial (EQTL3) aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 0,72 por ação, perfazendo o total de R$ 707,1 milhões. O pagamento será em 29 de dezembro de 2021.

Têm direito ao recebimento dos dividendos os acionistas detentores de ações de emissão da companhia em 30 de abril de 2021.

Itaúsa

A Itaúsa (ITSA4) aprovou a incorporação de parcela cindida do patrimônio líquido da Itaú Unibanco Participações (Iupar) correspondente a 39.386.461 de ações Classe A de emissão da XP Inc.

Copel

A Copel (CPLE6) aprovou o pagamento de Juros sobre o Próprio Capital (JCP) com um valor total de R$ 283,1 milhões, sendo R$ R$ 0,0974 por ação ON, R$ 0,1072 por ação PNA e PNB e R$ 0,5264 por ação Unit.

O pagamento será realizado com base na posição acionária de 30 de dezembro. Entretanto, a empresa paranaense ainda não definiu a data para o pagamento do recurso.

Além do anúncio sobre o pagamento de JCP, a Copel estima um Capex de R$ 2,1 bilhões em 2022.

De acordo com a Copel, a maior parte dos investimentos previstos para 2022 são destinados para o aprimoramento da eficiência operacional.

Engie

A Engie (EGIE3) divulgou a assinatura de contrato junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para fazer um financiamento, com o valor de R$ 1,473 bilhões, para implementar o Conjunto Eólico Santo Agostinho – Fase I “Santo Agostinho”.

Equatorial

A Equatorial (EQTL3) concluiu a aquisição da participação acionária da Solenergias e da Helios por meio da sua subsidiária, a Equatorial Serviços. A empresa realizou o pagamento de R$ 42,2 milhões para a Quasar Consultoria.

Aura Minerals

Aura Mineral (AURA33) informou ontem (8) o início da construção do Projeto Almas em Tocatins. O Projeto Almas possui TIR desalavancada de 57% ao ano por 17 anos, considerando preços de ouro a US$ 1,800 por onça.

Os recursos necessários para o investimento do Projeto Almas são provenientes da emissão de debêntures de Aura Almas no valor de aproximadamente US$ 77 milhões.

Athena Saúde

Acionistas da Athena Saúde (ATEA3) aprovaram a incorporação da Giardino Participações. Com isso, a empresa destaca que houve um aumento no montante de capital de R$ 2,1 milhão.

Brisanet

A Brisanet (BRIT3) divulgou os dados operacionais de novembro. A empresa registrou um aumento de 18,3 mil novos clientes no mês passado.

Em 2021, a companhia registrou um crescimento de 32% de novos clientes no Nordeste, com mais de 824 mil novos assinantes.

Enauta

A produção total da Enauta ([ativo=ENTA3])  atingiu 694,2 mil barris de óleo equivalente (boe), ou produção média diária de 23,1 mil boe em novembro, queda de 0,4% em relação ao mês de outubro.

AES Brasil

A AES Brasil (AESB3) comunicou a suspensão temporária da incorporação da Tucano.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

palavras-chave: Ibovespa interrompe sequência de alta após reunião do Copom e com exterior mais fraco; juros DI voltam a subir; invistaja.info;

MARINGÁ | economia | invistaja.info – Ibovespa interrompe sequência de alta após reunião do Copom e com exterior mais fraco; juros DI voltam a subir

REFLEXÃO: Barry Ritholtz, da Bloomberg: Mantenha a simplicidade, faço menos e administre sua estupidez.

Veja também:

Morgan eleva recomendação para ADR da Vale (VALE) e para ação da CSN Mineração (CMIN3) para equivalente à compra

Ibovespa futuro tem queda forte após decisão do Copom e cautela no exterior com variante Ômicron

Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron

Câmara aprova projeto de lei sobre regulação de criptomoedas

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade